Geral

A Ordem do Mérito a Assis Strasser

INDUSTRIAL QUE COMANDA A GTS DO BRASIL A PARTIR DE LAGES RECEBE RECONHECIMENTO DA FIESC

“As soluções para os problemas vividos pelo Brasil requerem remédio amargo. Exigirão a contribuição de todos. O Brasil que exporta commodities e bate recordes constantes de arrecadação mas, mesmo assim, acumula déficits públicos dia após dia, precisa decidir que futuro quer deixar para as próximas gerações”.

O discurso forte do presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, integrou a concessão do Mérito Industrial a empresários catarinenses. Aguiar observou que o Brasil deveria seguir o exemplo dos industriais catarinenses homenageados, que nunca optaram pelo caminho mais fácil. “Sem atalhos, seguiram pelo caminho do trabalho. Trabalho árduo e incansável, por meio do qual construíram os legados que hoje estamos a reverenciar”.

O RECONHECIMENTO A

ASSIS STRASSER DA GTS

Quem conhece o empresário Assis Strasser sabe de sua característica de ver soluções em todos os desafios que se apresentam. É daquele que, como todo descendente de Gringo, fala pelos cotovelos, mas sempre focado na linha de que é possível fazer mais e melhor. E nunca houve um passo na construção do império que é a GTS do Brasil pensando em homenagens.

DAÍ QUE…

Esse reconhecimento da maior entidade empresarial de Santa Catarina tem um sentido especial na trajetória de atuação do gaúcho de Não Me Toque que iniciou a GTS em Campo Belo do Sul e, a partir de Lages, atua atendendo todo o Brasil e outros 30 países com suas soluções em tecnologia para o agronegócio.

Assis Strasser que comanda a GTS do Brasil com unidades de produção em Lages para atender o Brasil e o mundo no reconhecimento da Fiesc

Continue Reading
Geral

R$ 3 bilhões do ‘Energia Boa’

MONTANTE SE CONSTITUI A EXPECTATIVA DE INVESTIMENTOS DO PROGRAMA ENERGIA BOA NA SERRA

Considerado o maior projeto estadual de fomento à geração de energias renováveis já realizado no Brasil, o Programa Energia Boa prevê a construção de seis novas subestações e 225,5 quilômetros de linhas de transmissão na Serra Catarinense. Com o aumento da infraestrutura, pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e centrais geradoras hidrelétricas (CGHs) poderão se conectar ao sistema elétrico, melhorando a oferta de energia limpa e incentivando novos negócios.

INVESTIMENTOS

Para alavancar estes projetos, o Governo do Estado planeja injetar R$ 572 milhões na realização de obras de infraestrutura energética em Lages, Painel, Campo Belo, Urubici, Matos Costa e Rio do Campo. Cabe ao Estado disponibilizar os recursos e à Celesc, por atribuição regulatória, a execução das obras. O governador Jorginho se mostrou entusiasta com o desafio:

“Com o Energia Boa, estamos largando na frente, lançando o maior programa estadual de incentivo às energias renováveis já realizado no Brasil. Ao melhorarmos a infraestrutura aqui na Serra, aumentamos também a rede de energia elétrica trifásica para a região”.

DADOS OTIMISTAS

Pelos dados, com a infraestrutura implantada, o Governo do Estado destrava pouco mais de R$ 3 bilhões em investimentos privados na região, que tem hoje o maior potencial hídrico do Estado. Serão mais 300 MW de potência instalada em fontes renováveis hídricas — com possibilidade de investimentos futuros em fontes de energia eólica, solar e biomassa. A expectativa é gerar cerca de 19 mil empregos nos próximos 3 anos somente na construção das PCHs/CGHs. O cronograma de implantação é de até 36 meses. As projeções são baseadas em estudos e estimativas feitas pelo setor.

Registro da assinatura do programa que repercute economicamente para Lages e Serra Catarinense com a participação dos gestores estaduais e lideranças locais em ato na Acil

SOBRE O PROGRAMA

O Energia Boa é desenvolvido em conjunto entre a Celesc, a Secretaria de Estado da Fazenda e a Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços. O programa também conta com o apoio da Associação dos Produtores de Energia de Santa Catarina (Apesc), entidade sem fins lucrativos que une mais de 100 empresas produtoras de energia e atua junto aos órgãos governamentais para a promoção de energias renováveis.

Continue Reading
Geral

Vices: Com quem Carmen versará?

TRÊS NOMES LIDERAM AS BOLSAS DE APOSTAS PARA FORMAR DOBRADINHA COM A PRÉ-CANDIDATA DO CIDADANIA

Um nome natural, uma tendência natural e uma possibilidade normal. Apontada inclusive pelos analistas ao nível do mar como favorita na disputa eleitoral em Lages (até pelo espólio da eleição passada e o contexto atual), Carmen Zanotto tem 45 dias para decidir com quem disputa o pleito na maior cidade da Serra Catarinense. O 5 de agosto é prazo limite para afivelar a mala da coligação e despachar para o voo da campanha. Nesse período muita coisa deve acontecer e a única coisa certa é que um vice ela terá.

O PRIMEIRO NOME

O nome natural como vice de Carmen Zanotto é do presidente do PL, Jean Corbelini. Isso reforçaria a presença do grupo do governador Jorginho a apoiando. Entretanto, esse grupo pegará junto no projeto indicando ou não o vice. E embora Corbelini (erradamente) tenha se lançado pré-candidato a vice (isso não existe), é a hipótese menos provável para formar a dobradinha.

Corbelini (de barba) no retrato com Dr. Scopel e o Dr. Ronny (ambos do HNSP) na prosa com Carmen Zanotto

O OUTRO NOME

Não dá para apontar se ele quer ou se querem que ele queira. O fato é que o combativo Jair Júnior está no cenário para compor como vice de Carmen Zanotto, trazendo o Podemos para a coligação. A entrevista dele como pré-candidato nesta semana indicou uma postura mais jairzinho paz e amor, afastando aqueles rompantes que tanto o caracterizam como Dom Quixote lutando contra os moinhos do Paço. Embora o perfil ideal de um vice para Carmen Zanotto pelo Podemos seja na linha de Juliano Chiodelli, resta saber (e ver) o que o partido decidirá.

A presidente do Cidadania, a médica Cristina Subtil, ouvindo Jair Júnior em registro recente da prosa entre ambos

O NOME SURPRESA

Há testemunhas sobre a edificação de um projeto colocando o PP no projeto com Carmen Zanotto. Todo mundo sabe que Juliano Polese não vai concorrer a prefeito. Ele não quer e não há esforço para fazer com que ele queira. O PP estaria conversando com todos os lados. Até com Elizeu Mattos. Nesse contexto surge um nome de fora da política partidária, o ex-presidente da Acil, Carlos Eduardo de Liz, o Caco. Filiado ao PP, há um esforço de alguns lados para construí-lo como pré-candidato a vice. Já teria ocorrido até reunião para pensar uma adesão. Então, pode ser que seja!

Carlos Eduardo de Liz, um nome ligado ao PP, pensado para ser vice de Carmen Zanotto

VANTAGENS E DESVANTAGENS

Talvez visando a hipótese de Jair Júnior ser um vice incomodativo, um interlocutor analisou a seguinte realidade em se buscar o Caco como vice de Carmen Zanotto:

“A vantagem é que ele não incomodaria. A desvantagem é que vai parecer que ele está trazendo a panelinha para o projeto”.

Continue Reading
Geral

Frota: PM tem Mitsubishi na Serra

POSSANTE INTEGRA A LISTA DE VIATURAS ENTREGUES PARA REFORÇAR A FROTA EM SÃO JOAQUIM

Respostas rápidas da Polícia Militar, até por uma questão de segurança dos próprios integrantes da corporação, exige também estrutura de deslocamento. Nesse sentido vem um exemplo bacana para o município de São Joaquim cuja área rural exige também a presença dos policiais para atender ocorrências em propriedades e empreendimentos como vinícolas e frutícolas. A corporação recebeu do governador Jorginho as chaves de uma caminhonete Mitsubishi L200. Com o reforço na frota, o trabalho pode ser feito com maior conforto e segurança.

LAGES E BOM JARDIM

Além desse reforço em São Joaquim, no pacote de reforço à segurança na Serra Catarinense também devido à temporada de inverno, a Polícia Militar de Lages e Bom Jardim da Serra receberam veículos estilo SUV da marca Hyundai Creta. O anitense coronel Aurélio Pelozato, comandante geral da PM/SC aponta o modelo diferente de gestão na frota:

“Essa entrega intensifica o patrulhamento da nossa rede rural e as outras duas para as cidades. Nós paramos com aquele tempo de comprar um carro de passeio, escrever polícia e colocar um luminoso para chamar de viatura. Quando se olha nossas viaturas hoje, elas têm motor potente, têm cara de viatura, não é só mais um carro de passeio pintado, isso é a qualidade que o Governo do Estado traz”.

Ato do governador Jorginho e Coronel Pelozatto na entrega de viaturas para a PM reforçar a frota na Serra Catarinense

Continue Reading
Geral

Ajuda por Medicina na Unifacvest

GESTORES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO LAGEANO ENTREGAM DOCUMENTO BUSCANDO AJUDADO GOVERNADOR JORGINHO

Porque os passos seguem sendo dados nos bastidores para que Lages tenha um Curso de Medicina também no Centro Universitário Unifacvest, os gestores da instituição de ensino superior prepararam um documento que foi entregue ao governador Jorginho, quando da chegada desse na Acil. No expediente consta a exposição de motivos para que o governador atue para intermediar junto ao Ministério da Educação a assinatura da autorização, via portaria, que autoriza o Curso de Medicina na Unifacvest.

O reitor Geovani Broering apresentou a documentação com informações onde busca a ajuda do governador Jorginho para essa demanda. Apontou que a deputada Carmen Zanotto também tem atuado nesse apoio e que a estruturação da Unifacvest atende os requisitos, estando pendente apenas essa providência autorizativa do MEC

Continue Reading
Geral

Novidade para o mirante da Serra

EDITAL LANÇADO PREVÊ CONCESSÃO DO MIRANTE DE UMA DAS MAIS BELAS PAISAGENS DE SC

Esse registro foi feito neste 20 de junho de 2024 pelo fotógrafo da Secom/SC, Ricardo Wolffenbüttel. A ideia é ‘vender’ a possibilidade da iniciativa privada administrar o mirante que permite ver tudo isso, a partir desse ângulo e outros nas imediações do Posto da PMRv em Bom Jardim da Serra. Do local, além dessa sinuosidade da Serra do Rio do Rastro, em dias de tempo aberto, avista-se até o Oceano Atlântico, além das cidades lá da parte de baixo das terras catarinenses.

SOBRE A CONCESSÃO

A iniciativa do Governo do Estado faz parte de um plano estratégico para melhorar a infraestrutura e os serviços oferecidos aos visitantes, garantindo uma experiência mais segura e agradável. “Vamos colocar a Serra Catarinense no patamar que ela merece. Precisamos divulgar mais tudo isso e atrair mais turistas pra região. Esse passo que estamos dando hoje aqui com o mirante é o início da transformação que vamos fazer”, disse o governador Jorginho Mello. A concessão visa atrair investimentos privados para modernizar o local, implementar novos serviços e potencializar o turismo na região.

O edital assinado (tendo o prefeito Pedro Ostetto de Bom Jardim e o secretário de Turismo, Evandro Neiva como testemunhas) prevê a administração, operação e manutenção com a expectativa de investimentos significativos em infraestrutura e serviços.

SAIBA MAIS A RESPEITO

O processo de concessão foi construído pela secretaria de Estado da Fazenda, secretaria de Estado do Turismo e SCPar. O Governo do Estado ouviu as demandas das comunidades envolvidas, por meio de audiência pública, e fez a reestruturação do projeto, que havia sido iniciado em 2021. A Amures também auxiliou na elaboração da minuta da licitação.

ACESSO DE GRAÇA

Na Parceria Público Privada a empresa vencedora se compromete a investir parte da sua receita em ações de conscientização e preservação do meio ambiente. A licitação prevê ainda que o projeto terá que garantir acesso gratuito dos visitantes ao mirante. A expectativa é que o processo de concessão atraia empresas com experiência em gestão de destinos turísticos, garantindo um serviço de qualidade e sustentável.

PROJETO MAIS BARATO

O secretário de Estado do Turismo, Evandro Neiva, ressaltou que a concessão do Complexo do Mirante da Serra do Rio do Rastro passou por uma reavaliação de valores, porque, inicialmente, o custo era demasiado alto:

“O novo projeto ficou mais atrativo aos investidores privados, por reduzir o investimento mínimo obrigatório, que inicialmente era previsto para mais de R$ 100 milhões. Um investimento de valor obrigatório tão alto, além de afastar da competição boa parte dos investidores, inclusive os investidores catarinenses, acabaria por forçar a realização de obras de grande porte, que não é o que nós queremos para o local. A ideia é ter uma estrutura integrada com a natureza”.

Na passagem pelo topo da Serra Catarinense as autoridades visitaram o Eco Resort situado pertinho do local onde brindaram a esse passo dado para implementar o turismo.

R$ 1 MILHÃO A MAIS AO TURISMO

A Amures aponta a deputada Carmen Zanotto como ‘madrinha’ dessa cruzada para o fomento ao turismo devido aos mais de R$ 4 milhões já investidos só no setor Serra Catarinense. E na agenda da quinta-feira a parlamentar surpreendeu ao anunciar uma nova emenda de R$ 1 milhão para fomento do turismo. “Esse recurso ajudará a capacitar e promover, ainda mais, os serviços do turismo nos 18 municípios da nossa Serra Catarinense”, declarou Zanotto.

Continue Reading