Geral

Lucas e Jair Júnior: Há canal de diálogo

“Tenho um bom canal de comunicação.

Como tenho com outros também”.

Bem econômico nas palavras, como tem sido ao fazer qualquer declaração sobre o projeto de concorrer à prefeitura de Lages, foram essas duas frases de Lucas Neves (provavelmente se filiando ao PSL em março) sobre como estava (e ainda está) o diálogo entre ele e o vereador Jair Júnior. Lucas tem articulado os passos no projeto para chegar até o Paço.

ENQUANTO ISSO…

Porque foi febre no final de semana nas redes sociais de que a Nasa teria anunciado o alinhamento do planeta, permitindo que todas as vassouras ficassem em pé, lá foi o prefeiturável dar uma de cientista.

– Vassoura azul, azul vassoura… Se um cientista virou deputado, quem sabe outro vira prefeito!

Continue Reading
Geral

Lages quer mais detentos no trabalho

“Estamos vendo com a direção do presídio para conferir se há mais 15 pessoas que preencham os requisitos e possam se integrar no trabalho que os demais estão desenvolvendo. É uma experiência que está sendo interessante para nos ajudar nas ações”.

Palavras acima foram do secretário João Alberto Duarte (Obras e Planejamento) ao falar no Clube Comunidade da Rádio Clube FM, quando o colega Adilson Oliveira indagou sobre trabalho de reeducando (detentos que cumprem pena) nas ruas de Lages. Se depender do secretário, além daqueles 15 internos do presídio que realizam trabalho, ele quer outra quantidade dessas ajudando naqueles serviços básicos de limpeza e melhorias da cidade.

RECONHECIMENTO NA ALESC

Coube ao deputado Marcius Machado articulação uma moção de aplausos a esse trabalho de integração e ressocialização que a prefeitura de Lages está realizando. O documento cita que cada detento recebe um salário mínimo, sendo que 25% do valor é destinado ao fundo das atividades socioeducativas da administração prisional.

“Tal convênio oportuniza a ressocialização dos reeducandos, que reforçam a equipe de trabalho, proporcionando maior agilidade na prestação dos serviços públicos à comunidade”, escreve Marcius na Moção.

Colocando a mão na massa pelo bem: o trabalho de reeducando nas ruas de Lages: Remuneração, ressocialização e reconhecimento da Alesc pela iniciada da Prefeitura

Continue Reading
Geral

Anita, a heroína (quase) ignorada em Lages

A rua Anita Garibaldi é uma simpática via no bairro Petrópolis. E fora essa referência discreta, salvo melhor juízo, nada mais reverencia o nome da heroína de dois mundos em Lages. O fato de Anita Garibaldi ter peleado na contenda dos Farrapos, inclusive com passagens nas cercanias de Lages ajudando o Giuseppe que lhe emprestou o sobrenome, nada lhe foi suficiente para render uma estátua, busto ou denominação de localidade ou bairro.

HISTÓRIA E A PARÓQUIA

A heroína de dois mundos foi deixada alheia ao mundo de Lages, apesar da hipótese ainda existente de seu umbigo estar enterrado nas terras ali do Cajuru, no lugar denominado Morrinhos. Embora Morrinhos de sua biografia seja Laguna, onde viveu seu pai, Bento Ribeiro da Silva, que por sinal a obrigara a casar aos 14 anos com sapateiro Manuel Duarte de Aguiar, de quem se livrou para viver o heroísmo ao lado de Giuseppe.

ENLACE DA HEROÍNA

Depois de ‘se livrar’ do sapateiro Manuel, tendo conhecido o general italiano Giuseppe em terras cariocas em 1839, então ela com 18 anos, mais adiante se casaram em Montevidéu. Jovem ainda, antes de completar 28 anos, a heroína morreu naquele 4 de agosto de 1849 na Itália. Da relação com Giuseppe nasceram Domênico Menotti, Teresita e Ricciott. Prestes a completar dois séculos de seu nascimento (ela nasceu em 1821) uma iniciativa procura manter viva a memória da heroína dos dois mundos.

QUAL INICIATIVA

Trata-se do projeto internacional Uma Rosa para Anita que realiza ações e eventos em várias partes do mundo como forma de celebrar o bicentenário de Anita Garibaldi. O bicentenário se comemora em 30 de agosto do ano que vem, mas as comemorações iniciaram em tal mês de 2019. A Rosa de Anita é uma flor desenvolvida na Itália e clonada no Brasil para ser plantada em todas as cidades por onde a heroína passou durante a vida.

PLANTIO EM LAGES

Em Lages o plantio será no próximo dia 14, no Colégio Rosa, a partir das 9h45min. Na ocasião Annita Garibaldi, bisneta da heroína e que mora em Roma. Não sei se a visitante ilustre é neta de Domênico, Teresita e Ricciott. “É a primeira homenagem que Anita Garibaldi recebe em Lages, sua possível terra natal, em 200 longos anos. Chegou a hora de a nossa cidade pagar essa dívida histórica, e teremos a oportunidade de fazer isso justamente na presença da bisneta da nossa heroína”, diz o presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Lages, Claudio Silveira.

Estará em Lages Anitta, cuja bisa é sinônimo de heroísmo nas terras da Serra Catarinense, inclusive dando nome ao município de Anita Garibaldi. Em Lages não há qualquer vestígio de homenagem mais simbólica à heroína dos dois mundos

***

INFORMAÇÃO PUBLICITÁRIA

MIRANTE DA BOA VISTA TOMA FORMA

Empreendimento da Terra Engenharia tem até seis opções diferentes de apartamentos. Um deles atende sua necessidade. Financiável das mais diversas formas e numa localização privilegiada. Visite, conheça, negocie!

Aqui tem todas as informações desse empreendimento Terra Engenharia. Registro de Incorporação R3/39.142

Continue Reading
Geral

Lage assume direção da UPA de Lages

Desde que Beatriz Montemezzo deixou o comando da UPA para assumir o CIS – Consórcio de Saúde aquela estrutura vinha sendo gerenciada por Gilmar Ribeiro. Inclusive foi nesse período que ocorreu a transição mais tensa da área da saúde que foi a retirada do atendimento ambulatorial para crianças do Seara do Bem para a Unidade de Pronto Atendimento. Tudo transcorreu tranquilo, sem aquele caos propagado por alguns setores antes da mudança.

MAIS TROCA NA UPA

Nesta quarta-feira, 05, prefeito Ceron esteve na UPA. Dialogou com gestores e apresentou o novo responsável pela unidade. Trata-se do advogado e especialista em administração hospitalar, Fábio Lage. No currículo recente ele tem a atuação como gestor do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres. Com a troca de propriedade da instituição hospitalar, Lage foi desligado da função e como estava à disposição do mercado de trabalho foi convidado e topou o desafio de atuar na UPA.

Lage, Ceron e a secretária Odila Waldrich na apresentação à equipe do novo responsável pela gestão da UPA

Continue Reading
Geral

Ala do Tereza Ramos: Inevitável comparação

Desde que a China anunciou a construção de um hospital bem deverada para atender pacientes contaminados pelo coronavírus, tem sido recorrente o comparativo ao lesmismo da obra de ampliação do hospital Tereza Ramos. No instagram o perfil lagesdofuturo apresenta a montagem entre a obra chinesa e aquela empacada ali no antigo Vermelhão.

Porque o assunto é pulsante e mantê-lo em evidência é obrigação de todos nós, o referido perfil acima indaga se a situação posta em Lages decorre de incompetência, má vontade política ou falta de prioridade à Saúde. E ainda coloca a hipótese de todas as opções anteriores!

ALGUNS NÚMEROS

SOBRE OS DOIS HOSPITAIS

Nas peleias da vida o bruxo Rui Alvacir Neto achou tempo para fazer um comparativo entre as duas construções: Aquela da República da China e esta da República de Lages. Aponta que os comunistas colocam de pé em 10 dias um hospital com 1.000 leitos (25.000 m²). E a nova ala do Hospital de Lages com 26.000 m² (obras iniciada em 2013, e ainda não concluídas) vai oferecer um total de 120 leitos.

RUI ALVACIR ANALISA

“A nova ala do Hospital Tereza Ramos, até agora, está custando para o bolso de quem paga imposto aproximadamente R$ 120 milhões. Ou seja, o valor de R$ 1.000.000,00 por leito”. Acredita que é a obra com o metro quadrado construído mais caro do País. Segundo o governo, o orçamento para construção e material dos dois hospitais na China é de 300 milhões de iuanes (39 milhões de euros, US$ 43 milhões). “Pelo Cambio de hoje, o custo dos ” hospitais (2.300 leitos) seria de R$ 180.600.000,00 ou  R$ 78.521,74 para cada leito”.

Resumindo: Cada leito do hospital de Lages equivale a mais de 12 leitos dos hospitais chineses. E o pior de tudo que a obra está assim, parada, parecendo uma tapera

Continue Reading
Geral

Calçadão: Edital de espaços em fevereiro

Repercutindo a questão da falta de ocupação de espaços como banca de revistas e jornais, além de um café no Calçadão revitalizado, a jornalista Suzana Küster fez reportagem para o Correio Lageano a respeito do tema. Ela conversou com o secretário João Alberto Duarte, cuja área de Planejamento está submetida a ele.

E DAÍ?

O secretário informou à jornalista que em fevereiro – que começa neste sábado – a licitação que irá escolher a empresa (ou pessoa física, dependendo do edital) para explorar as atividades citadas será lançada.

SIGNIFICA QUE…

Pela ritualística de uma licitação para concessão de espaço público, em não havendo recursos e atrasos no procedimento, até meados de abril os vencedores do certame poderão estar operando no Calçadão.

Tomar café assistindo ao espetáculo do chafariz, portanto, será coisa para meados de abril, caso não ocorra demora maior em relação à licitação que definirá a melhor proposta de ocupação do espaço que já está pronto

E…

Se o município não quiser ter essa demora para colocar em operação os espaços a serem concedidos no Mercado Público, terá que, a partir da área responsável, começar o processo de licitação meio devereda. Se inaugurado em junho e demorando o mesmo prazo do Calçadão, os novos comerciantes no Mercado Público só conseguiriam atuar no final do ano. E olha lá!

Continue Reading
Geral

Calçadão e Mercado: Como fica a ocupação?

Estamos fechando dois meses e uma semana desde que a versão revitalizada do Calçadão da Praça João Costa veio ao mundo. Salvo se ficou num cantinho dos editais publicados, a prefeitura ainda não licitou a ocupação de espaços concedidos na nova praça. Trata-se de um procedimento aberto a todos os interessados para escolher a melhor proposta – preenchendo os requisitos do edital – visando explorar atividades como banca de revistas e jornais e um café, já que a ideia do restaurante foi abortada.

As estruturas licitadas devem ficar naquele espaço edificado à esquerda, na entrada do Calçadão

DA MESMA FORMA,

O MERCADO PÚBLICO

Caminha-se para o final de junho – limita permitido pela lei eleitoral para inauguração – a entrega da revitalização do Mercado Público de Lages. São cinco meses que separam a atual data da inauguração prevista. Período suficiente para encaminhar um processo licitatório, definindo lá por abril ou maio, quem irá atuar nos boxes e assim, quando da inauguração, já termos espaços abertos, funcionando e atendendo. Até porque, se repetir o modelo de demora visto no Calçadão, o Mercado reinaugura e permanece sem atividades até essa definição.

Uma ideia da fachada e futura entrada do Mercado Público a partir da revitalização que está em andamento

O EXEMPLO DE LAGUNA

Neste último dia de janeiro inaugura a revitalização do Mercado Público de Laguna. Obra iniciada em 2014 e que custou R$ 5.667.898,74 fica na Lagoa Santo Antônio dos Anjos. A estrutura terá restaurantes no andar superior (acessado por elevador) e os quase 1.000 metros quadrados contará com 24 boxes. Se houver dúvida em Lages sobre o modo de operação do futuro mercado público, uma espiada no modelo de Laguna não tem contra-indicação.

O velho mercado da metade do século passado foi repaginado respeitando a construção original

São 24 boxes e restaurantes distribuídos a partir de procedimentos previstos na norma

A revitalização em Laguna incluiu até elevador para acesso ao andar superior, respeitando a característica do imóvel. A inauguração é nesta sexta-feira, 31

Fotos de Laguna: Divulgação/Elvis Palma

Continue Reading
Geral

Reposição: Militarem pressionam Moisés

Não por causa de sua política salarial, mas também por causa dela, governador Carlos Moisés é alvo nesta quinta-feira, 30, da primeira grande mobilização e protesto contra sua gestão. Somente de Lages a previsão é de que quatro ônibus levando cerca de 150 policiais militares da reserva e de outras forças de segurança estaduais, cruzariam as pontes para engrossar o ato promovido pela APRASC.

O QUE PEDEM OS MILITARES?

Reposição salarial. Basicamente o que a categoria tenta é sensibilizar o governo Carlos Moisés e sua equipe da necessidade da reposição da inflação que não acontece faz seis anos. Suplente de vereador, Sargento Sobrinho, um dos mobilizadores em Lages, aponta que a defasagem da categoria nessa meia dúzia de anos chega a 40%. “Pense na perda do poder de compra que um vencimento sofre sem reposição”.

Sobrinho que atuou como vereador ano passado é um dos mobilizadores na Serra Catarinense na busca da reposição para a categoria

TRÊS GOVERNADORES EM FALTA

Como são seis anos sem a reposição aos vencimentos de policiais da ativa e, por tabela, da reserva, essa conta vem desde o governo Colombo. Pinho Moreira que se tornou governador em 2018 seguiu não cumprindo e agora o primeiro ano de Carlos Moisés seguiu sem nenhum vintém de reposição.

ONDE ESTÁ O PROBLEMA?

A equipe de Carlos Moisés não pode – e nem vai – atender os militares de forma isolada. Precisaria tratar com isonomia as outras categorias, concedendo a reposição a todos. Há ainda um contraponto nos bastidores que, mesmo defasados os vencimentos, o chamado aumento vegetativo da folha, faz com que os militares não ganhem mal.

É QUE…

Naquela lista de nomes de altos salários no Estado dentro do funcionalismo, um integrante da categoria que ao entrar para reserva remunerada, com atividades em Lages, recebia entre salário e vantagens, próximo a R$ 50.000,00 mensais. Claro que é um direito inconteste que a carreira tenha permitido chegar a isso. Mas a penúria maior é mesmo entre os praças da PM. Mas como não dá para dar reposição a alguns e não a outros, o Estado fica de mãos amarradas!

Continue Reading