Geral

Governador responde sobre Tereza Ramos

Na mesma semana que o governador Carlos Moisés frequentou Rio do Sul assinando a liberação de R$ 5,7 milhões para dois hospitais da maior cidade do Alto Vale do Itajaí, também se manifestou a respeito do compasso de espera para a conclusão (e entrada em funcionamento) da nova torre do Hospital Tereza Ramos de Lages.

RESPOSTA NA REDE

Coube ao perfil Lages do Futuro aproveitar as aparições do governador numa das redes sociais – Instagram – para lascar a indagação sobre a obra em Lages. O conteúdo segue:

Não houve resposta à pergunta sequencial sobre alguma previsão para entrada em funcionamento da nova torre. Mas pelo menos há uma sintonia a respeito da estrutura que se espera por operacionalização em Lages.

Na agenda do 13 de agosto o governador Carlos Moisés visitando o hospital regional em Rio do Sul

Continue Reading
Geral

Paço emite nota sobre a CPI da Saúde

Para que não recaia sobre a administração municipal de Lages que os gestores deram de ombros ao relatório da CPI do Pronto Socorro, lido no 13 de agosto na Câmara, o Paço expediu a seguinte nota:

“A administração do prefeito Antonio Ceron e do vice Juliano Polese tem feito grandes investimentos para melhorar cada vez mais a saúde pública de Lages, bem mais que o mínimo de 15% do orçamento do município exigido pela legislação brasileira. Destaque para ações como a humanização dos atendimentos mediante cursos específicos para os profissionais; o aumento da oferta de medicamentos na Farmácia Básica (em janeiro de 2017, quando a atual administração assumiu a Prefeitura, faltavam nada menos que 98 dos 133 itens da relação de remédios, e hoje o estoque está praticamente normalizado)…”.

SEGUE A NOTA

Também houve “a redução e até a eliminação da fila de espera por especialidades (oftalmologia, neurologia, angiologia, bucomaxilofacial, cardiologia, cirurgia cardiológica pediátrica, cirurgia ginecológica, cirurgia de quadril, cirurgia geral, mastologia, reumatologia, urologia, psiquiatria, proctologia, nefrologia, pneumologia, geriatria, otorrino, ortopedia, pediatria e nutrição); a disponibilização de exames de alta complexidade (só no mês de julho, por exemplo, foram quase quatro mil procedimentos, com investimentos de R$ 500 mil)…”.

DIZ AINDA

Que houve “a criação, devidamente aprovada pela Câmara de Vereadores, do cargo de direção do Pronto Atendimento Municipal para administrar as demandas do local; e a retomada das obras de construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas, que em janeiro de 2017 estavam abandonadas com menos de 30% de execução e hoje estão concluídas e servindo plenamente à comunidade”

E CONCLUI QUE...

“Sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada na Câmara de Vereadores, o prefeito Antonio Ceron aguarda o recebimento oficial dos relatórios para tomar as medidas que considerar necessário”.

O posicionamento oficial do município opta por relacionar os feitos positivos (que não são poucos) na área da saúde e apontar que aguarda o recebimento oficial do relatório para se tomar medidas que forem consideradas necessárias, a partir do conteúdo apurado

Continue Reading
Geral

A quantas anda a instalação da Berneck?

Esta quarta-feira, 14 de agosto, véspera do feriado da padroeira – Nossa Senhora dos Prazeres das Lajens – há um significado na data. Consultando o trâmite dos procedimentos para que as máquinas comecem a roncar na terraplanagem para instalação da Berneck, observa-se que vai completar nesse dia exatamente dois meses que foi protocolado o pedido da LAI – Licença Ambiental de Implantação.

Ao que consta, a LAP – Licença Ambiental Prévia já teria saído, mas a coisa está amarrada nessa questão da LAI e da retirada do embargo da obra pelos técnicos do IMA, providência ocorrida pelo início da terraplanagem sem as devidas licenças.

ENQUANTO ISSO

Há um parque de máquinas da empresa Dalba Engenharia parado às margens da BR-116 – num espaço do Posto Guarujá – à espera que essa parte burocrática destrave. A empresa Prosul é a responsável pelo processo de licença para a Berneck. O que será que está pegando, visto que a torcida para que o empreendimento comece a andar é das maiores?

Continue Reading
Geral

RS: Bolsonaro nas obras do Batalhão de Lages

Sob a gestão militar do Coronel Cleber Machado Arruda, Comandante do 1.º Batalhão Ferroviário, além da força no braço e a técnica dos soldados lageanos, executa-se o asfaltamento de 50,8 quilômetros até a cidade gaúcha de Tapes, a partir de Guaíba. Trata-se da duplicação desse trecho da BR-116 com o know how da Engenharia do Exército, tão presente em frentes de trabalho no Sul do Brasil.

VISITA ILUSTRE

Nesta segunda-feira, 12, o Destacamento Guaíra recebeu uma visita ilustre. Presidente Jair Bolsonaro fez questão não apenas de visitar as obras, mas também de interagir com autoridades e o pelotão lageano presente no trecho, confirmando a máxima de que O Exército Constrói. A obra é ali depois de Porto Alegre em direção a Pelotas, mas como tem o DNA lageano, a partir da liderança do 1.º Batalhão Ferroviário, fazemos questão de compartilhar.

Presidente Bolsonaro no cumprimento aos lageanos atuando no trecho para mais essa obra de engenharia executada pela unidade militar de Lages

Coronel Cleber Machado Arruda (esquerda), Comandante do 1.º Batalhão Ferroviário, na recepção às demais autoridades militares e também o Presidente Bolsonaro, Ministro Tarcísio Gomes de Freitas (Transportes) e o ministro Onix Lorenzoni (direita)

Presidente Bolsonaro fez questão do registro com o grupo que está no trecho e no batente

Sobrou um tempinho para testar a operacionalização de uma vibro acabadora que espalha massa asfáltica nas obras do Exército

Durante a passagem pela frente de obras, foram confirmados mais R$ 100 milhões para a sequência das obras de duplicação da BR-116 nesse trecho em direção ao Sul do território gaúcho

Continue Reading
Geral

EPROC: Agilidade a advogados da Serra

Quem opera no mundo do Direito aqui na Serra Catarinense está sintonizado. Mas não é demais reforçar sobre a nova dinâmica em implantação e operacionalização em algumas varas do Fórum da Comarca de Lages. Trata-se do sistema eproc que está substituindo o SAJ. Este até que era bonzinho até se fazer um comparativo com o eproc que mais dinâmico.

DO QUE ESTAMOS FALANDO?

Não existe mais a prática de ir ao Fórum com a petiçãozinha embaixo do braço ou dar trabalho aos estagiários na entrega de papéis físicos no protocolamento de ações e manifestações em processos. Tudo é digital – e já faz um tempinho. Porém, se até então o sistema era do SAJ que rendia críticas e chateações, o Tribunal de Justiça está adotando o eproc – que opera com sucesso na Justiça Federal.

IMPLANTAÇÃO EM ANDAMENTO

Em Lages a Vara da Fazenda foi a primeira a operar através do eproc. Na metade de julho todas as Varas Cíveis, ainda o Juizado Especial e Unidade de Cooperação passaram a receber peticionamento através do eproc. E a partir de hoje está prevista a integração da Vara da Família e ainda da Vara da Infância e Juventude operando via eproc.

ISSO É IMPORTANTÍSSIMO

Essa entrada do eproc requer atenção de advogados. É que se for ajuizado naquelas varas com o novo sistema, utilizando-se o caminho antigo (SAJ), isso importará em cancelamento da distribuição. E como o sistema de pagamento de custas é diferente, o advogado que recolher as custas iniciais no SAJ e a Vara já estiver operando no eproc deverá recolher as custas novamente. Os processos antigos seguem no SAJ e os novos passam a adotar o sistema de tramitação do eproc.

Ilustramos a informação com o registro do presidente da OAB/SC, advogado Rafael Horn e do advogado Rodrigo Goetten de Almeida, que preside a subseção lageana, para ilustrar essa providência de implantação do sistema eproc também na Comarca de Lages, que muito interessa aos advogados pela dinâmica diferenciada em relação ao que é o sistema SAJ.

ADVOGADO NOS AJUDA

Internauta (e advogado) que se identifica como Jonas nos corrige – com razão – que não se trata de migração, mas de entrada de outro sistema. Aqueles que foram peticionados pelo SAJ seguem nesse sistema. E os novos passam a tramitar pelo eproc. E ele diz mais:

1) O eproc não é melhor do que o SAJ. Ambos tem problemas, em alguns aspectos o SAJ é melhor, em outros o eproc supera, porém, qualquer um deles está bem distante de ser simples, funcional e ágio.

2) O TJ/SC não deu treinamento aos seus servidores, muito menos aos advogados e jurisdicionados. O que existem são tutoriais, vídeos explicativos na página do Tribunal de Justiça.

3) Os dois sistemas vão conviver por muito, mais muito tempo. Imagina: se trabalhar com 1 sistema já complicado, então 2 sistemas vai ficar pior.

4) O que é novidade sempre impressiona, mas logo fica obsoleto, e outros sistemas vão surgir.

5) Há mais vaidade em implantar o eproc no TJ/SC do que melhor a prestação do serviço jurisdicional.

Continue Reading
Geral

Inter de luto: Morre Claudio Bini

Semana triste para o Internacional de Lages. Na metade da semana a derrota para o Juventus sepultou as chances do time retomar a Série A. Foi a última tristeza que o empreendedor e apaixonado pelo time, Claudio Bini, testemunhou. Neste sábado, 10, Bini nos deixou. Informa o jornalista Rafael Araldi que um infarto tirou a vida desse lageanista que não apenas torcia, mas sempre que chamado e que podia, estava lá ajudando o time. Ele foi diretor do Internacional de Lages nos tempos idos.

Claudio Bini era daqueles que comprava até alimentação para os atletas em tempos de crise. Mais de uma vez saiu do bolso dele o pagamento de salários dos jogadores. Perdemos um apaixonado pelo time de todos nós!

Continue Reading