Polícia

DIC conclui que policiais eram ‘justiceiros’

DIC – Divisão de Investigação Criminal de Lages – comandada pelo delegado Sérgio de Souza, expediu documento relatando detalhes da investigação que resultou na prisão preventiva de três policiais militares, que estão recolhidos no quartel do 6.º BPM, e uma quarta pessoa que não possui vínculo com a Polícia Militar. Além de detalhar o trabalho realizado, o relato da DIC aponta que:

“A motivação do crime se deu devido os agressores atuarem como justiceiros, pois devido a vítima possuir antecedentes criminais por envolvimento com delitos contra o patrimônio, e nunca permanecer preso, os investigados resolveram agir por conta própria e realizar vingança privada, utilizando-se de meio cruel e tortura para executá-la”.

CRIME HEDIONDO

A nota expedida pela DIC encerra apontando o enquadramento que a autoridade policial deu ao delito praticado pelo quarteto que, além de homicídio qualificada, configura crime hediondo, previsto na lei n.º 8072/90. Em se configurando esse enquadramento na denúncia do Ministério Público, os acusados não têm direito à fiança, não podendo responder ao crime – até o julgamento em Tribunal do Juri – em liberdade.

NOTA DA POLÍCIA MILITAR

Bastante econômica nas palavras, até porque cabe ao Comando da Polícia Militar apenas não silenciar sobre o fato absolutamente anormal ocorrido, a nota emitida pelo 6.º BPM aponta que:

“1 – No dia 11 de julho de 2019, tão logo tomou conhecimento dos fatos, a PMSC, por intermédio do Comando do 6º BPM, providenciou a instauração do necessário Inquérito Policial Militar e colaborou com as apurações outrora em curso junto à Polícia Civil, as quais alicerçaram a expedição dos respectivos mandados de prisão na modalidade cautelar;

2 – Cabe destacar também que já foram tomadas as medidas para o cumprimento das decisões judiciais;

3 – A instituição tem a missão constitucional de garantir os direitos e preservar a ordem pública.

4 – Por essa razão, a Polícia Militar de Santa Catarina reitera que não compactua com desvios de conduta e se posiciona de forma intransigente com a ilegalidade”.

A investigação que resultou no esclarecimento do assassinato em forma de execução foi conduzida pelo delegado Sérgio de Souza e sua equipe da DIC

Continue Reading
Polícia

PC investiga acidente que matou otacilienses

Lamentável tragédia que tirou a vida de dois otacilienses nesta semana (acidente foi no início da madrugada da segunda-feira, 16) reforça também um alerta em relação à transferência de veículos após a venda. O veículo que supostamente foi responsável pelo atropelamento, um Fiat Fiorino com placas de Campo Belo do Sul, foi vendido por um comerciante de Lages a um rapaz que residiria em Pouso Redondo.

INFORMAÇÃO

De acordo com as informações da polícia de Pouso Redondo, que abriu inquérito para apurar o fato, o proprietário do veículo compareceu numa delegacia em Lages onde informou a venda do veículo que teria causado as duas mortes. Por outro lado, o advogado do suspeito de estar dirigindo o Fiorino causador do atropelamento duplo, informou à Polícia Civil que o condutor estaria à disposição para prestar esclarecimentos.

PORTANTO

O proprietário do veículo, cujo nome está no documento da Fiorino, já teria vendido o automóvel. Porém, a transferência de propriedade ainda não havia acontecido. A recomendação de, além da assinatura do CRV com reconhecimento em cartório, quem vende veículo faça também o comunicado no Detran. Há julgados que indicam que o proprietário pode (não significa que nesse caso irá) responder solidariamente, pelo menos na esfera cível, pelo ocorrido.

A Fiorino que após atropelar e matar dois otacilienses despencou de uma ribanceira distante 200 metros do acidente, passou a semana recolhida num pátio contratado peloa PRF, na cidade de Ibirama. O veículo tem placas de Campo Belo, fora vendido por um comerciante de Lages, era dirigido por um jovem de Pouso Redondo, matando dois moradores de Otacílio Costa.

Continue Reading
Polícia

Presos três PM suspeitos de assassinato

No dia 1.º de julho deste ano populares avistaram um corpo boiando nas águas do rio Caveiras na divisa de Lages com Capão Alto pela antiga BR-2. Mais tarde o corpo foi identificado como de Erick Fernando Rodrigues de Campos, 25 anos, conhecido como Pedrão da Brusque.

PERFIL DA VÍTIMA

Pedrão colecionava 68 passagens policiais, a maioria por furtos. O corpo possuía golpes de arma branca (faca ou facão) no rosto e outras escoriações. Segundo o relato da ocorrência da época, divulgada pelo portal Notícia no Ato, a DIC abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Pedrão.

Este era Pedrão, cujo corpo foi encontrado boiando nas águas do rio Caveiras, cuja possível causa da morte pode ter sido execução, inclusive com a participação de policiais militares

QUATRO PRESOS

PREVENTIVAMENTE

Menos de 90 dias após o ocorrido, o Judiciário de Lages, atendendo representação do Ministério Público, decretou a prisão preventiva de quatro suspeitos. Três deles são policiais militares. O quarteto é apontado pela autoria ou participação no crime. O enquadramento dado pelo MP inclui crimes de homicídio triplamente qualificado, pelo motivo torpe, meio cruel e surpresa, ocultação de cadáver, além de inserção de dados falsos, por parte de dois policiais.

VÍDEO E PM

A decisão judicial pela prisão preventiva decorre da necessidade de assegurar a eficácia das investigações. A investigação chegou a um suspeito, que havia gravado um vídeo da vítima assumindo a prática de furtos em sua residência. Também foi apurado que no dia 28 de junho uma viatura da PM esteve na casa, oportunidade em que gritos foram ouvidos.

CONFISSÃO

Em interrogatório, o suspeito confessou ter matado a vítima com a participação dos policiais militares. Um deles teria dado um golpe na vítima o deixando quase desacordado. Depois de arrastá-lo, iniciaram as agressões. Já sem vida, o homem foi colocado no porta-malas do carro do réu e levado até a Ponte Velha na antiga BR-2, local onde foi jogado no rio.

CONJUNTO DE PROVAS

Há provas da materialidade e autoria dos delitos extraídas de declarações de testemunhas, do sistema de videomonitoramento, reprodução simulada dos fatos, laudos periciais, interceptação telefônica, além da confissão parcial de um dos réus.

TEOR DA DECISÃO PELA 

PRISÃO PREVENTIVA

Decisão judicial diz que a liberdade dos acusados, entre eles os três policiais militares, representa perigo por conta de possíveis intimidações às testemunhas. “Nas interceptações telefônicas foram constatadas diversas conversas entre os denunciados buscando engendrar formas de livrar-se da investigação e da responsabilização criminal dela decorrente, inclusive, trocando informações sobre uma das testemunhas, dando a entender que pretendiam ceifar sua vida”.

EM TEMPO

O processo corre em segredo de justiça e, por conta disso, embora a identidade dos policiais militares sejam conhecidas, a orientação é no sentido de não torná-las públicas. Isso, pelo menos, enquanto o Judiciário não retirar a condição de segredo de justiça.

Foto: Banco de imagens portal Notícia no Ato

Conteúdo: Núcleo de Comunicação TJ/SC

Continue Reading
Polícia

BR-470: Atropelamento mata dois de Otacílio

Clima de tristeza e comoção em Otacílio Costa. Dois cidadãos bastante relacionados no município acabaram morrendo atropelados na BR-470. A circunstância das morte também causa indignação à comunidade do município.

O ACIDENTE

Era 00h30min desta madrugada quando Alex Costa Fortuna de 31 anos e o colega de deslocamento Juliano Simonete Valente, 36 anos, pararam às margens da BR-470. Estavam no Km 166,8 da rodovia em Pouso Redondo trocando o pneu do veículo Ford Fiesta em que viajavam. De acordo com informações da PRF de Rio do Sul que atendeu a ocorrência, ambos foram atropelados na margem da rodovia por um Fiat Fiorino.

ORIGEM

De acordo com as informações da PRF, o veículo Fiat Fiorino tem placas de Campo Belo do Sul. E levantamentos vão apontar as circunstâncias do lamentável episódio, inclusive com a hipótese do Fiorino estar em velocidade superior à permitida para o trecho. O Fiorino caiu numa ribanceira imediatamente após o local da colisão. O condutor não foi localizado.

Juliano Valente, nesse registro de sua rede social, foi uma das vítimas fatais do lamentável acidente nesta madrugada na BR-470

Continue Reading
Polícia

Velório coletivo em Santa Cecília

Depois da burocracia normal para a liberação de corpos durante a madrugada e manhã de sexta-feira, 13, um velório coletivo foi programado para o ginásio de esportes Aristeu Fernandes em Santa Cecília. Clima de comoção e consternação toma conta da população da cidade que tem pouco mais de 6 mil habitantes.

Três pacientes e três servidores da área da Saúde perderam a vida quando a Chevrolet Spin que viajavam no retorno de Joinville para Santa Cecília colidiu com um caminhão perto de São Bento do Sul. Acidente foi pouco depois das 5 da tarde da quinta-feira, 12. Chovia muito no momento da colisão.

 

AS VÍTIMAS FATAIS:

TODAS DE SANTA CECÍLIA

Alaor atuava fazia mais de 30 anos como motorista. Ele conduzia a Spin. Beatriz e Edna eram servidoras da Saúde, ambas eram cunhadas. Maria Antônia era mãe de Elosa. O conteúdo acima foi compartilhado pela prefeitura de Santa Cecília lamentando profundamente a tragédia coletiva

Continue Reading
Polícia

Trágico: Jovem casal morre na BR-282

Na parte mais alta do trecho da BR-282 no caminho entre Floripa e Lages, na altura do Km 80 (22 km antes de chegar a Alfredo Wagner para quem vem da Capital), um lamentável acidente resultou na morte de um casal lageano.

IDENTIFICAÇÃO

Moradores do bairro Petrópolis, Neto Cevey e Janaína Branco viajavam no veículo Ford/Fiesta quando ocorreu a colisão em diagonal do veículo em relação a um caminhão. O choque foi forte e até mesmo o cãozinho de estimação do casal morreu em decorrência do impacto.

Jovens, com uma vida toda pela frente, o casal residente em Lages acabou morrendo depois da colisão contra um caminhão no Km 80 da BR-282

O Ford/Fiesta foi prensado contra a dianteira do caminhão, em circunstância que o PRF fará o relatório do acidente. A cama do cachorrinho de estimação no alto e o animalzinho também sem vida no asfalto. Mais uma tragédia envolvendo lageanos nesse trajeto entre o litoral e a Serra

Janaína Branco tinha um vasto círculo de amizade, inclusive devido ao espaço de beleza onde atuava e que levava seu nome, além da atuação também no grupo Cavaleiras da Serra

Fotos: Álbum de família e do acidente na rede social

Continue Reading
Polícia

Abate de Gado: Até mercadinho na mira

Exitosa a ação da Polícia Militar e integrantes do Gaeco para desmantelar grupo que atuava no abate de gado, a partir de invasão de propriedades com o furto de animais, além de delitos de receptação e colocação da carne obtida de forma clandestina à venda. Ação consistiu na execução de sete mandados de busca e apreensão emitidos pela 3.ª Vara Criminal da Comarca de Lages, através dos quais se buscou provas para confirmar aquilo investigado.

TRÊS PRESOS

Em menos de três horas de ação, três homens foram presos. “Na residência dos envolvidos nos bairros Guarujá e Tributo, policiais encontraram arma de fogo e munições irregulares, animais silvestres e pássaros presos em gaiolas e, ainda, documentos com indícios de falsificação”, cita o resumo da Operação. Também foram apreendidos brincos de identificação de bovinos, encaminhados ao Gaeco por ter ligação com os fatos investigados, celulares, uma arapuca e uma motosserra sem documentação.

DO MERCADINHO?

Ao todo foram apreendidos sete brincos daqueles expedidos pela Cidasc para identificação e controle de rebanho bovino. Um dos suspeitos seria inclusive proprietário de um mercadinho. Não há informação se ele revendia no estabelecimento a carne de procedência clandestina que, inclusive coloca em risco a saúde do consumidor, por não atender as especificidade de sanidade quando do abate.

Operação envolveu 45 policiais da Rede Rural de Segurança, PPT, Canil, Cavalaria, Polícia Ambiental, Gaeco, e contou com o apoio Centro de Apoio Operacional Técnico do MP/SC (CAT) e IGP.

ORIGEM DA OPERAÇÃO

A ação policial ocorreu depois que a 12.ª Promotoria De Justiça da Comarca de Lages e Gaeco, receberam, por meio da Rede Rural de Segurança e guarnições da Rádio Patrulha da PM em Lages, informações que indicavam fortes indícios da participação dos investigados nos delitos de abigeato – furto de gado, furto, posse e porte ilegal de armas de fogo, organização criminosa e crimes ambientais.

Integrante do Gaeco visitando a residência de um dos suspeitos no cumprimento do mandado judicial de busca e apreensão

Conteúdo: Catarinas Comunicação e fotos de Nilton Wolff

Continue Reading
Polícia

Gaeco e PM ‘na cola’ de ladrões de gado

Na última semana de agosto informávamos na Hora da Corneta da Clube FM 98,3 e aqui na página a respeito da ação de ladrões de gado que estavam abatendo animais em propriedades nos arredores de Lages

Compartilhamos inclusive a imagem da judiaria, inclusive com o abate de vacas prenhas, onde os bandidos deixam apenas a cabeça e as vísceras dos animais no mato, carregando até a carcaça de ossos para revender possivelmente num ou outro mercadinho em área urbana.

Registro de ocorrência de abate de animais na região em direção a Morrinhos, apontando a ação da bandidagem

GAECO EM AÇÃO

Na manhã de quarta-feira, 04, chega a informação da operação liderada pelo Gaeco e PM para combater o roubo e furto de gado (abigeato), assim como tentar chegar até os receptadores que revendem a carne oriunda de tais abates criminosos. A Operação Abate compreende na execução de sete mandados de busca e apreensão, expedidos pela 3.ª Vara Criminal da Comarca de Lages. Segundo as informações preliminares, a investigação chegou até possíveis autores, inclusive com apreensão de armas de fogo, munição e até os brincos de identificação dos animais abatidos.

Continue Reading