Política

Três renunciam candidaturas em Lages

SÃO CANDIDATOS A VEREADOR QUE PODEM SER SUBSTITUÍDOS 

São três candidatos a vereador na lista daqueles que optaram por não concorrer no pleito deste ano em Lages. O trio é de siglas diferentes. Lages aparece no sistema com 240 candidatos para 16 vagas. Diego Francisco Alexandre, o Diego do Gesso (PSDB) renunciou à candidatura de vereador em Lages.

Érica Patrício Dário da Silva do PL também aparece no registro do sistema eleitoral como renunciante à disputa em Lages. Lenise Machado que disputaria pelo Republicados está na mesma situação de renúncia.

COM RECURSO

No sistema o registro do candidato Polaco, que disputa uma vaga na Câmara aparece ‘deferido com recurso’. Significa que a Justiça Eleitoral deferiu a candidatura, mas o Ministério Público Eleitoral, que havia pedido a impugnação, recorreu daquilo decidido, com recurso no TRE/SC.

Continue Reading
Política Serra SC

Prefeito e vice impugnados em Campo Belo

FIRMINO E MAX TENTARÃO REVERTER NO TRE/SC

Por razões diferentes, os integrantes da coligação Campo Belo de Volta ao Progresso estão, temporariamente, fora do páreo, na disputa deste ano. Primeiro foi o indeferimento da candidatura de Max Branco de Moraes, que concorre a vice pelo PSDB. A decisão do Juiz José Antônio Varaschin Chedid atendeu pedido do Ministério Público Eleitoral. Na boca da noite da segunda-feira, 19, veio a sentença do mesmo magistrado, titular da 52.ª Zona Eleitoral, indeferindo (também a pedido do MPE e ainda do advogado Renan Amarante representando o PSL) a candidatura do candidato a prefeito Firmino Aderbal Chaves Branco.

POSICIONAMENTO FIRMINO

Firmino Branco, antes da sentença e quando da ação do MPE pedindo sua impugnação, havia nos dito que estava tranquilo, visto que as mesmas situações e circunstâncias que levaram a Promotoria a pedir o indeferimento de sua candidatura, foram abordadas na eleição de 2016. E lá houve decisão pelo deferimento. Daí a crença de que isso se repete e ele será liberado para a disputa.

POSICIONAMENTO MAX

Max Branco de Moraes, que concorre como vice (e está impugnado), observa que a razão da impugnação foi o fato dele ter votado, juntamente com os outros oito vereadores por um reajuste em 2006, quando era integrante do legislativo. Seu advogado, Everton Cardoso, informou-nos que baseou a defesa de Max em argumentos semelhantes àqueles que liberaram Polaco (candidato a vereador em Lages) para a disputa.

Campo Belo do Sul tem quatro chapas, mas uma delas precisa superar a impugnação deferida pela Justiça Eleitoral em recurso no TRE/SC

Continue Reading
Política Serra SC

São Joaquim: Justiça defere Giovani Nunes

CANDIDATO CUMPRE REQUISITOS PARA A DISPUTA

Seguindo a ritualística da análise da Promotoria de Justiça Eleitoral e manifestação a respeito do atendimento de requisitos necessários, na segunda-feira, 19, veio a decisão do Juiz titular da 28.ª Zona Eleitoral que atende São Joaquim, Urupema e Bom Jardim da Serra. E a sentença foi pelo deferimento da candidatura de Giovani Nunes que concorre à reeleição, na dobradinha com Ana Mello.

Giovani inclusive comemora com Ana Mello a adesão de apoio do médico Nestor Chiodelli, uma referência da área médica em São Joaquim

OUTROS NA DISPUTA

Além de Giovani Nunes na dobradinha com Ana Mello concorrendo pela coligação que reúne PSL, PP e PSDB, São Joaquim tem outros dois candidatos, numa disputa bastante equilibrada. Pela oposição mais presente durante esse primeiro mandato de Giovani, o candidato é o vereador Guga (Joaquim da Costa Borges Júnior) do PDT. Ele tem de vice o jovem Eduardo Tarzan (PSD). Podemos e PL também integram essa coligação.

Vereador Guga que lidera a principal chapa de oposição em São Joaquim

MDB EM CHAPA PURA

Complementando a trinca de candidatos em São Joaquim, o MDB tem chapa pura. Vanor de Bettio concorre a prefeito e a vice dele é dona Dalva Hiura.

***

TERRA ENGENHARIA APRESENTA:

 MIRANTE DA BOA VISTA E SUAS

ÚLTIMAS UNIDADES À VENDA

Invista ou more bem apostando num empreendimento cujas obras não param até a conclusão completa. O registro abaixo é deste mês de outubro do andamento da construção na Avenida Papa João XXIII, bem pertinho do Centro, como evidencia a ilustração sobre a imagem acima.

As condições de financiamento das unidades remanescentes no Mirante da Boa Vista você pode financiar em até 90% do valor. Registro de Incorporação R3/39.142. 

Informações: contato@terraimoveisltda.com.br

WhatsApp: (49) 99149 2327

Continue Reading
Obras Política

Moisés e Daniela mais unidos. Estratégia?

CENA TINHA VIRADO COISA RARA NO GOVERNO

Na inauguração da revitalização da rodovia entre Brusque e Itajaí no início das agendas da semana e no posicionamento das defesas de ambos perante o processo de impeachment na Alesc, uma postura comum: Moisés e Daniela juntos. Era visto certo afastamento do governador e da vice nas agendas e posicionamentos, inclusive com posturas antagônicas em assuntos diversos.

E ASSIM…

Talvez seja coincidência, mas ambos remam juntos no barco do governo que, salvo algum reboque que conduza ao porto, a tendência é do naufrágio. Inclusive encaminhamento mais pelo viés político que pelos pecados propriamente ditos na gestão.

Entre elas: A líder do governo na Alesc, deputada Paulinha com o governador Moisés e a vice Daniela

OBRA DUPLICADA

A estrada Brusque a Itajaí foi duplicada. E o custo dá uma ideia do valor que é uma obra de duplicação do gênero. Embora cada estrada tenha sua peculiaridade, os 20,9 km de rodovia custaram R$ 165.500.000,00. Cada quilômetro custou em média R$ 7.918.000,00. Quase quatro vezes o custo do quilômetro de uma rodovia de pista simples, em regra.

Continue Reading
Política

Jorginho põe o pé na estrada em Lages

SENADOR SE ESFORÇA PARA AJUDAR CARMEN ZANOTTO

Ele ocupa a vaga no Senado que, em tese, poderia ter sido de Raimundo Colombo. E não bastou essa conquista na eleição passada. Jorginho Mello quer mais. Foca ser governador de Santa Catarina na eleição que disputará em 2022. Para isso, ter bons aliados nas prefeituras municipais faz toda a diferença. Tanto pelo Partido Liberal quanto por aqueles alinhados, como o Cidadania de Carmen Zanotto.

E NESSE SENTIDO

O Senador Catarinense não tem poupado esforços para ajudar Carmen Zanotto na disputa. Tendo conquistado 25.722 votos em Lages, Jorginho tem sido presente nas andanças da candidata do Cidadania, juntamente com Marcius Machado, outro que procura dar fortidão na dobradinha Carmen e Samuel.

Registro da presença de Jorginho Mello com Marcius ajudando a dobradinha Carmen e Samuel. Passos em 2020 e de olho em 2022

*

BOM PREÇO E TUDO A SUA MÃO: 

COMPRE NOS SUPERMERCADOS MYATÃ

Aproveite a opção de compras pela internet. Acesse loja.supermyata.com.br e se sinta como se estivesse em uma das lojas!

Ofertas para início de semana na rede Myatã

Continue Reading
Política

Aula em forma de defesa de Ruy Espíndola

ESCRITÓRIO QUE ESPÍNDOLA INTEGRA DEFENDEU POLACO

O escritório Espíndola & Vargas Advogados Associados foi responsável pela retirada do purgatório da candidatura de Ozair Coelho, o Polaco. O político andou caindo nas malhas do TCE/SC ainda no século passado, mas tais pecados repercutiram num pedido de impugnação da candidatura de Polaco no pleito deste ano, na busca de uma vaga como vereador em Lages.

CINCO TESES

Com a costura coletiva da equipe do escritório citado, o jurista, professor e advogado Ruy Espíndola colocou cinco teses nos argumentos de defesa para que a impugnação proposta pelo Ministério Público Eleitoral, naquela sagrado poder/dever de fiscalizar o processo eleitoral, não alcançasse êxito. O teor daquilo apresentado na peça de defesa é mais abrangente, mas num resumo do resumo a gente aponta:

PACTO DE SAN JOSÉ DA COSTA RICA – Os advogados se basearam no contido do referido pacto para discorrer sobre a impossibilidade de processo administrativo gerar inelegibilidade.

EFEITO DA LEI DA FICHA LIMPA – O castigo que se pretendia aplicar a Polaco se embasava ao teor da Lei da Ficha Limpa. Entretanto, os fatos tidos como irregulares eram anteriores à referida lei.

INCONSTITUCIONALIDADE I – Impossibilidade de discutir a existência de ato doloso de improbidade com base em decisão administrativa em tomada de contas especial.

INCONSTITUCIONALIDADE I – Violação ao princípio da proporcionalidade e inconstitucionalidade em si em duas ADC – Ações de Declaração de Constitucionalidade.

AUSÊNCIA DE DOLO – Impossibilidade de incluir os fatos apontados no julgamento de contas como irregularidade insanável, que configurasse ato doloso de improbidade administrativa.

Advogado Ruy Espíndola (direita), neste registro de arquivo quando de sua participação em uma das etapas de defesa do então prefeito Elizeu. No registro com um dos melhores criminalistas do Estado, Luiz Carlos Ribeiro (esquerda)

CAMPO BELO: MAX USARÁ ARGUMENTOS

PARA TENTAR GARANTIR CANDIDATURA

Advogado Everton Cardoso, que defende o candidato a vice em Campo Belo, Max Branco de Moraes (PSDB) trabalha na mesma linha para tentar recolocar seu cliente na disputa. Max teve sua candidatura na chapa com Firmino Branco (PP) impugnada por causa de situações da década de 1990 quando vereador. No caso de Max, o Judiciário Eleitoral entendeu presente o dolo para gerar a impugnação quando o então vereador aplicou um reajuste de 17% no salário dele e dos colegas, em desacordo com a norma. A ideia é sustentar na defesa junto ao TRE/SC os argumentos que livraram Polaco, para colocar Max de volta ao jogo em Campo Belo.

Por enquanto Firmino está sem parceiro para a disputa, visto que a candidatura de Max (direita) foi impugnada pelo Juiz titular da 52.ª Zona Eleitoral, a partir de conteúdo e argumentos apresentados pela Promotoria de Justiça Eleitoral

Continue Reading
Política

Pitacos da campanha em Lages

TCHÁ COMIGO!

Deputada Carmen Zanotto disse que a entrada em funcionamento de toda a nova ala do Hospital Tereza Ramos é compromisso dela e que vai cumprir.

Mas não vai não. Por mais que haja vocação para atuar na área da saúde e atender as pessoas – e Carmen tem essa vocação de forma inconteste – não há como cumprir uma promessa que não depende da gestão municipal. O hospital é do Estado. E tal promessa somente se concretizaria se o governador fosse Jorginho Mello.

POR FALAR EM JORGINHO…

Marqueteiro que fez aquele vídeo do asfalto até a fazenda de Colombo – que era fake porque a pavimentação está longe das terras colombinas – atua na campanha eleitoral em Lages. Teria sido escalado porque sobre derrotar Colombo ele entende. Será?

 

ELAS E ELE

Cidadania pretende eleger pelo menos três vereadores em Lages. Duas nas vagas normais e um nas sobras. Vai depender, vai depender…

 

EM ESPÉCIE

Curiosa a liquidez do candidato Luiz Marin na informação à Justiça Eleitoral. Tem R$ 150.000,00 em espécie guardado e quase meio milhão de reais emprestado a credores. Embora esse tantão de pila não ajude na campanha porque, pela lei, pode gastar apenas R$ 4.200,00 do próprio bolso.

Tio Patinhas da campanha com dinheiro em espécie desse tantão assim

OS SEM BEM

Enquanto isso, na prestação de informações à Justiça Eleitoral tem candidato a vereador em Lages que não apresenta nada, absolutamente nada de patrimônio. Só pode chamar a esposa de meu bem. Talvez nem isso!

 

NOVENTA E SETE

Ceron carimba no horário eleitoral que já cumpriu 97% das promessas da campanha de 2016. Informa o percentual e nem coloca uma margem de erro.

Ceron no trecho e o percentual de promessas feitas e realizadas se aproximando dos 100%

VAI DAR PT

Concorrente do vereador Gerson me envia uns desaforos apontando que a foto publicada aqui é propaganda explícita ao candidato do PSD. Contesta a imparcialidade do bloguista. Tolice. Se fosse fazer propaganda, faria do candidato que pretendo votar que não é o Gerson. É do PT.

 

PROTOCOLO 50

Pensem numa equipe devidamente cuidadosa quando o assunto é pedir votos sem expor o eleitor a risco. Essa equipe é a liderada pelo Professor Ed nas peleias do PSOL pelos bairros de Lages…

Máscara e uma espécie de acrílico, aquela proteção transparente numa campanha igualmente transparente. Luvas e disposição integram o kit do trato com o povo da Pâmela e Professor Ed no trecho!

 

TODOS NO SEMÁFORO

Se Marcius Machado ‘inaugurou’ a estratégia da operação presença nos semáforos de Lages, nesta campanha o local passou a ser ponto de parada obrigatória dos candidatos. É tanta gente abordando motoristas que, daqui a pouco, será preciso criar uma agenda de ocupação das sinaleiras.

Professor Cleimon no exercício de agachamento para abordar o condutor no semáforo da Duque. A maioria dos candidatos da majoritária e à Câmara repetem esse ritual em Lages

Continue Reading
Política Serra SC

MP opina por deferimento em São Joaquim

MANIFESTAÇÃO APONTA QUE GIOVANI NUNES CUMPRE REQUITOS

Não procede a informação da assessoria do candidato a prefeito Giovani Nunes de que “O Ministério Público de Santa Catarina, DEFERIU a candidatura do candidato a reeleição Giovani Nunes”. Ministério Público Eleitoral não tem poder de deferir ou indeferir candidaturas.

O QUE OCORREU?

Promotora de Justiça Eleitoral, Rafaela Vieira Bergmann, dentro do poder/dever de fiscalização do processo eleitoral, ao analisar a documentação e as condicionantes do candidato à reeleição em São Joaquim, proferiu despacho opinando pelo deferimento da candidatura.

Esse é o papel da Promotoria de Justiça Eleitoral que, ao perceber a regularidade dos dados, informações e documentos, manifestar-se para que o Juiz Eleitoral (que é quem tem poder para isso) deferir a candidatura.

INLCUSIVE

Porque o Judiciário Eleitoral não age de ofício (por conta própria). O magistrado vai processar deferindo ou indeferindo uma candidatura, a partir daquilo que o Ministério Público Eleitoral ou terceiro interessado (Coligação, candidato adversário ou partido político) trazer aos autos.

TUDO CERTO

Nesse caso em São Joaquim, a Promotora de Justiça Eleitoral observa que essa opinião pelo deferimento é condicionando ao atendimento do DRAP – Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários. Isso se refere ao preenchimento dos requisitos que formalizou a coligação, com atendimento de prazos e documentos. Algo que está tudo dentro da normalidade em São Joaquim para o candidato do PSL com a vice do PP.

MPE não deferiu a candidatura de Giovani porque não tem poder para isso. Mas a Promotoria opinou pelo deferimento (a ser feito pelo Juiz Eleitoral) pelo atendimento das normas

Continue Reading