Cotidiano Política

Apelo ou Apelação? Lucas vira ‘boi de botas’

Quando os carretões das tropas de Canabarro não conseguiram avançar pelos alagados da coxilha que naqueles tempos de Guerra Farrapa já era rica, surgiram aqueles homens desbravadores com botas além do joelho e ajudaram a empurrar os brutamontes que traziam suprimentos para estes lados da contenda. Vencido o banhado, Garibaldi recebeu o relato de que a tropa fora ajudada por homens que, de tanta bravura e com aquelas vestimentas quase na cintura, comportaram-se como verdadeiros bois de botas.

CORTA A CENA PARA QUASE DOIS SÉCULOS

DEPOIS E UMAS LÉGUAS DEPOIS DA COXILHA….

Vereador Lucas Neves aproveitou que o tempo se armou de fato lá pros lados do Uruguai e percorreu um pedacinho da paróquia de chão bem batido devidamente calçado com sua sete léguas. Pediu na rede social que o internauta desse uma legenda para o retrato. Será que o registro é um apelo por providências ou uma apelação para chamar a atenção ao projeto de tentar virar prefeito? Se a ideia era chamar a atenção, até Canabarro concordaria!

Continue Reading
Política

Registros do cotidiano político paroquiano

QUARTETO FANTÁSTICO OU OS

QUATRO CAVALEIROS DO APOCALIPSE?

Lembram da ideia de reunir a ‘piazada do legislativo’ – os menudos – num projeto único para o processo eleitoral de 2020? Os guris são esses do registro acima num registro exclusivo para a página: Lucas Neves, Jair Júnior, Thiago de Oliveira e Bruno Hartmann.

PARTIDÕES E SEM PARTIDOS

Tanto Lucas Neves quanto Jair Júnior, tendem a estar fora de PP e PSD, siglas que integram atualmente, respectivamente. Por sua vez, Thiago de Oliveira é uma (e talvez principal) aposta do MDB para o projeto Lages 2020, cujas costuras e conselhos passam pelo ex-prefeito Elizeu Mattos. E Bruno Hartmann é o tucano que tem mandato na paróquia num PSDB que geralmente é pé quente nas disputas locais.

ENQUANTO ISSO EM OUTRA VIBE

Havia feito uma legenda nesta foto, mas mió deixe… O Batalha é muito desconfiado!

***

NOVO EMPREENDIMENTO DA CONSTRUTORA TERRA

NEM FOI LANÇADO E UM TERÇO DAS UNIDADES

JÁ ESTÁ COM RESERVAS E PRÉ-VENDAS 

Empreendimento está em fase de lançamento (registro de incorporação R3/39.142). Em breve a temporada de pré-venda. Informações você pode obter no telefone (49) 99162 6278.

Continue Reading
Política

Jair Júnior acerta duas no ‘fígado’ do Paço

Se considerado o propósito de reunir dados e fatos que gerem no mínimo questionamento, o vereador Jair Júnior, colega de PSD do prefeito Ceron, pode considerar que a semana que fecha foi produtiva. Ele ‘abriu os trabalhos’ apontando nomes e relação parental entre 12 pessoas que ocupam funções comissionadas na prefeitura. Aos olhos da Súmula 13 do STF, salvo melhor juízo – ou talvez por falta de melhor juízo de quem nomeia – a dúzia pode estar simbolizando a fina flor do nepotismo.

DIZ A SÚMULA 13 QUE...

“A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes (…) viola a Constituição Federal”.

CONTA DE R$ 4 MILHÕES

E para fechar a semana, Jair Júnior foi para as redes sociais apontar uma situação que não tem nada de irregular. Porém, a situação gera questionamentos sobre prioridades. Segundo relata o vereador, nesse tempão de 28 meses do atual governo foram gastos R$ 4.013.731,19 com telefone celular que é utilizado por variados integrantes da administração. E ele compara que os investimentos estruturais na área da Educação recebeu no período R$ 2.123.202,76. Encerra apontando que o problema não é falta de dinheiro, mas de prioridade.

Jair Júnior no papel dele levantando dados e sendo provocativo. Sozinho tem feito mais barulho que o restante da oposição somada. E olha que ele é do partido que administra o Paço.

Continue Reading
Política

Menudos ao Paço e adulações ao PP

Dizem e a gente não desafirma, que focados no processo político eleitoral do ano que vem em Lages, os jovens vereadores da Câmara teriam acenado a ideia de formar um único grupo para disputar a eleição ao Paço. Jair Júnior, Lucas Neves, Thiago de Oliveira, Bruno Hartmann poderiam até se unir num projeto. Quem seria quem no projeto não fazemos ideia. Soube dessas ideias do colega Adilson Oliveira durante a Hora da Corneta da Clube FM.

Logicamente que nesse sentido as ideias teriam que convergir para um lado mais comum, num sincronismo maior que aquilo que o registro acima indica

AINDA SOBRE O PRÉ

PROCESSO ELEITORAL

Indagam-nos e não dá para fazer qualquer leitura ainda sobre esse comportamento de alinhamento explícito entre o prefeito Ceron e o vice Juliano Polese. Dos espaços no Paço às demonstrações de companheirismo nas agendas, não há qualquer rusga de cause indisposição entre o Gringo e seu fiel escudeiro.

– Isto aqui não é só um ombro amigo. Os dois ombros e o esqueleto inteiro têm sido amigos!

Continue Reading
Política

Thiaguinho: “Projeto é estar na majoritária”

Vereador Thiago de Oliveira concorreu a Estadual ano passado e não se recolhe de outros passos na caminhada política pelo MDB. Tem sido a voz manifestante no momento da sigla para o projeto eleitoral de 2020. Nesta terça-feira, 21, durante entrevista ao colega Adilson Oliveira (Clube FM) ele abordou algumas questões da atuação legislativa e, no final, deixou claro o foco para a eleição do ano que vem. “Nosso projeto é estar na majoritária”.

NOME DO MDB

É certo que pela tradição e história o MDB não deve ser mero coadjuvante no processo eleitoral do ano que vem em Lages. Porém, tem no nome de Thiago de Oliveira um dos poucos a representar a sigla num projeto mais amplo. O próprio Elizeu Mattos, bem lembrado em pesquisas para consumo, já manifestara que mesmo que resolva as questões jurídicas que lhe consomem tempo e foco, não pretenderia a disputa em 2020.

ALTERNATIVAS

Candidato a vice-prefeito na eleição passada, Hampel Vieira passou a atuar em Camboriú, desligando-se da militância local, o que o afasta do processo eleitoral. Daí que Thiago de Oliveira é um dos principais nomes do MDB para o projeto. E como diz o vereador, a ideia é integrar a majoritária. Se é cabeça ou vice, adiante saberemos!

Thiago Oliveira que gostou da peleia eleitoral do ano passado e mantém o nome à disposição para a majoritária em 2020

VEREADOR NÃO MAIS

Ainda na conversa com Adilson Oliveira na Clube FM, Thiaguinho deixou claro que à reeleição para vereador não vem mais. “Tem que abrir espaço para novas lideranças atuarem no legislativo e a nós cabe almejar um projeto além”.

Continue Reading
Política

Lages 2020: Grande partido quer Jair Júnior

Não vem nem do próprio vereador a informação.

Porém, trata-se de uma costura de bastidores para filiar Jair Júnior numa grande sigla com história e histórico em Lages. Ele seria o candidato a prefeito, numa proposta de colocar em prática tudo aquilo que vem pregando ao longo da vereança. O vereador tem apostado nas redes sociais, inclusive repetindo a estratégia do próprio presidente Bolsonaro de fazer lives (ao vivo) semanalmente para dialogar com o eleitorado. Há ainda grupos de WhatsApp e outras ferramentas focadas em potencializar o nome do rapaz.

MUDANÇA DE POSTURA

Embora não vá se recolher dessa postura ativa e combativa, sem poupar críticas e até ataques à atual administração (postura que já deu resultado para eleger Colombo em 2000, Elizeu em 2012 e o próprio Ceron em 2016), Jair Júnior irá adotar um posicionamento também propositivo. Sairá dele ideias daquilo que é possível fazer, nesse emaranhado de mesmas coisas reinante na paróquia. Se a movimentação está ‘criando um monstro’ ou uma solução, o tempo, os votos e os atos irão dizer.

Quase meio século de idade separa Jair Júnior de Antônio Ceron. O rapaz que noivou na semana passada e não chegou aos 25 anos tem movimentado o xadrez para tentar ser prefeito. Inclusive Jair repete uma estratégia de Colombo na virada do século que o tornou prefeito em Lages: Desconstruir para construir!

SOBRE JAIR JÚNIOR

Ele tem apoio de setores das redes sociais, mas na última pesquisa para consumo que vimos patinava bem abaixo de nomes como Colombo, Carmen, Ceron, Elizeu e Lucas Neves quando o levantamento era espontâneo. Ou seja, Jair Júnior carece de ficar com os olhos bem apertos para potencializar mais o nome. Se bem que se dissessem isso a Carlos Moisés quando ele se ensaiou para concorrer, jamais teria virado governador de Santa Catarina. Mas será que ‘dois moisés’ atravessam o mesmo mar num espaço tão pequeno de tempo?

***

NOVO XODÓ DA CONSTRUTORA TERRA:

PRÉ-RESERVAS E INFORMAÇÕES

Empreendimento está em fase de lançamento. Em breve a temporada de pré-venda. Informações você pode obter no telefone (49) 99162 6278.

Continue Reading
Política

Tucanos podem ir de Monarim em 2020?

Naquele cenário de nomes (e falta deles) para o processo eleitoral do ano que vem, o PSDB trabalha nos bastidores buscando alternativas para manter candidatura a prefeito (como ocorreu em 2016). Algumas lideranças escanteadas até dias atrás estariam num processo de reaproximação, inclusive com ajuda do vereador Bruno Hartmann e o próprio presidente estadual Marco Tebaldi.

NESSE SENTIDO

Haveria propósito de colocar um nome para a disputa a prefeito, inclusive para o PSDB não ir apenas de carona numa majoritária, permitindo um fortalecimento maior da sigla. Empresário Dilmar Monarim estaria disposto a esse desafio. Assim, o PSDB formataria o projeto tanto com uma chapa pura ou puxando outra sigla para uma coligação (já que na majoritária é possível se coligar em 2020).

CARTA NA MANGA

Além do plano com Monarim a prefeito, o PSDB trabalha com a hipótese de filiar outra liderança potencialmente viável. Bruno Hartmann costuraria essa hipótese. Os tucanos não antecipam de quem se trata. E um encaminhamento dependeria de compromisso de Tebaldi no sentido de bancar o projeto majoritário, sem deixar a sigla ir a reboque nas composições. Além de afinar essas providências, haveria disposição em reaproximar os grupos que integram o PSDB local, atualmente sobre a presidência da comissão provisória a cargo de Armando Göcks.

Registro do ano passado de Monarim prestigiando o lançamento do livro sobre parques tecnológicos de Roberto Amaral, com a presença também de Juliano Chiodelli. Monarim diz que tem procurado dialogar com Amaral, mesmo ele tendo se recolhido do processo político, em respeito à liderança que ele representa.

Continue Reading
Política

20.05.19 – 20.07.20: 14 meses das convenções

Faltando exatamente um ano e dois meses – já que o prazo abre em 20 de julho – para o início das convenções que irão homologar nomes para as disputas em Lages, os nomes colocados na praça para concorrer são os seguintes, por enquanto:

PPS – Carmen Zanotto e/ou Toni Duarte

PSL – Airton Amaral e/ou Juliano Chiodelli

PSD – Antônio Ceron e/ou Samuel Ramos

PT – Moisés Savian e/ou Amarildo Farias

PSDB – Não apresenta nomes… ainda!

Talvez no PRB – Lucas Neves

PR – Não lança candidatura

Talvez no Novo – Jair Júnior

MDB – Thiago de Oliveira

PP – Juliano Polese

Caso Carmen Zanotto não dispute, o nome do PPS (que agora se chama Cidadania) é do cavaleiro acima. Toni não pretende deixar o cavalo passar encilhado. Mas naturalmente estuda cenários juntamente com as lideranças do partido

INTERESSANTE QUE…

Dos partidos que disputaram a eleição em 2016 em Lages, apenas o PSD aposta na disputa ano que vem. Virá com a reeleição de Ceron ou nome alternativo. O PR que concorreu com Marcius Machado não vem para a disputa ano que vem. E o PSDB que alinhado ao MDB beirou os 30 mil votos com Roberto Amaral, a partir do recolhimento do empresário, não apresenta nenhum tucano com fortidão para a disputa. Pelo menos por enquanto.

A experiência de Amaral entreverado com MDB, PPS, PR e PTB não se repetirá ano que vem no PSDB. Daí os tucanos não têm nome com cacife para colocar no jogo. Pelo menos por enquanto!

AINDA DO NOTICIÁRIO

POLÍTICO PAROQUIANO

Leio na página da jornalista Olivete Salmória o beicinho do atento Luiz Marin por causa da saída de Nilson Cruz da Fundação Municipal de Esportes. Cobra do partido a falta de informação sobre questões como essa. Entretanto, embora pareça que o PP ocupa espaços na atual administração, a partir de um loteamento de cargos ‘este para mim, este para você’, o que ocorre na prática são decisões relativamente técnicas. Tanto que o substituto de Nilson Cruz na FME pode até ser do PP, mas não por questão política e sim técnica.

Por sinal, em âmbito de legislativo, o PP tem uma realidade interessante. O líder do partido reclama da falta de informações e o outro vereador da sigla, Lucas Neves, não está nem aí para o PP já que pretende embarcar em outra agremiação partidária para disputar a eleição para prefeito

Continue Reading
Política

Banho Maria antes da corrida ao Paço

Internauta contrapõe ao noticiário político ao citar a reunião do PSL aqui na página, apontando que é muito cedo para se falar em sucessão municipal. “Os derrotados ainda estão tontos ou lambendo as feridas das bordoadas do ano passado”, cita em forma de metáfora o resultado do pleito pretérito.

ENTRETANTO

A distância do pleito não é impeditivo para que as siglas estejam se movimentando, costurando e atraindo lideranças para concorrer. É verdade que a campanha ficou mais curta – com convenções depois de 20 de julho e campanha na segunda quinzena de agosto – mas as conversas ocorrem nesta pré-história da disputa.

MUDANÇA

Temos como fato novo para o ano que vem a ausência de coligações para eleger vereador. Cada partido lança seu time e estarão entre os eleitores aqueles com maior quantidade de votos. A cada quantitativo de votos resultante da soma de votos válidos divididos pelo número de vagas, a sigla elege um vereador. Vai ter partido que desaparecerá do cenário. Outros se fortalecerão, sem dúvida.

SUCESSÃO NO ATO

Na versão impressa do portal de maior acesso aqui em Lages – Notícia No Ato – escrevemos a respeito da eleição do ano que vem. Inconteste que teremos uma verdadeira guerra pelo trono do Paço, permitindo até uma analogia ao seriado da HBO. O conteúdo está circulando com o jornal distribuído e dirigido pelo colega Jatir Fernandes.

ENTRE OS PITACOS NO NOTÍCIA NO ATO

Se a Caixa liberar o financiamento e Ceron despejar os R$ 50 milhões em asfalto na paróquia, ele se cacifa (à reeleição). Mas sem asfalto…

Continue Reading
Política

2020: PSL reúne suas almas em Lages

Partido que governa Santa Catarina e o Brasil, mas com presença discreta na Serra Catarinense, reúne integrantes para discutir fortalecimento. Depois daquela ducha de água fria no principal líder local, o suplente de federal Airton Amaral, quando o governador Carlos Moisés o apontou ‘apenas’ como um colega das fileiras da sigla – e não como o porta-voz do governo na Serra como a gente tinha em mente e se propagava – é ele mesmo que lidera a caminhada de estruturação para a disputa eleitoral de 2020.

Mesmo com a não presença num espaço mais significativo no Governo do Estado, Airton Amaral (nessa agenda com Carlos Moisés no dia 3 passado em São Joaquim), segue sendo a referência do PSL em Lages até porque somou 4.269 votos na eleição do ano passado na cidade

CANDIDATURAS NA SERRA

Pelas informações que a gente tem, a ideia das lideranças do PSL – inclusive a partir da orientação do principal mentor da sigla em âmbito estadual, Lucas Esmeraldino – é lançar candidaturas próprias e puras para as disputas municipais do ano que vem na Serra. Isso aconteceria em Otacílio Costa, Lages e outros municípios. Como no jargão do seriado Chaves do SBT, a postura do PSL será de ‘não se misturar com essa gentalha’ – no bom sentido do termo, se é que isso é possível – quando o assunto é coligação na majoritária. Até mesmo porque na proporcional não haverá coligação.

Entre os nomes que o PSL tem para a peleia majoritária ano que vem em Lages, há os Chiodelli. O pai Alberi que foi um dos articuladores para instalar a sigla na cidade e o filho, Juliano, que integrou a administração de Elizeu Matos na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e atualmente está no comando da Junta Comercial. No encontro do sábado, bob pai e bob filho com um olho no evento e outro no celular, em registro feito pelo repórter Jota Damasceno.

Continue Reading