Política

Vone: Do risco de cassação à presidência

Este ano foi mesmo uma gangorra ao cidadão José Volnir Scheuermann, o vereador Vone. Ele enfrentou e superou uma denúncia que colocou em risco até seu mandato de vereador por causa da relação negocial com a prefeitura. O inquérito no MP, como noticiamos, foi arquivado por falta de justa causa para ter sequência.

Partícipe e atuante na mobilização da greve dos caminhoneiros e um dos defensores ferrenhos de Bolsonaro em Lages, Vone comemora uma vitória na vida legislativa. É o novo presidente da Câmara de Vereadores, a partir de uma articulação de bastidores.

GRUPO DERRUBA ACORDÃO

No início da legislatura PSD e PP combinaram um rodízio no comando do legislativo. Atraindo Maurício Batalha (PPS) e Chagas (PSC) para a Mesa Diretora, os partidos que venceram a eleição à prefeitura em 2016 tinham tudo acertado. Aida Hoffer presidiu em 2017 e Luiz Marin em 2018. Ano que vem seria Gerson dos Santos e Lucas Neves fecharia comandando o cargo em 2020. Porém, o grupo perdeu votos dentro do PSD e numa reviravolta não tão surpreendente, os descontentes e a oposição se uniram e deram uma rasteira em Gerson, acabando com o acordo e elegendo Vone.

VOTARAM EM VONE

Além do próprio presidente eleito, votaram com ele os outros dois do MDB: Thiago Oliveira e David Moro. Somaram-se ainda dois votos do PSD (Jair Júnior e Pedro Figueiredo). Vieram os votos de Bugre (PDT), Ivanildo (PR), Bruno (PSDB) e Amarildo Farias (PT). Os nove votos garantiram a nova Mesa Diretora.

Mesa Diretora para o terceiro ano da legislatura tem Vone como presidente e Amarildo Farias (PT) de vice. Bruno é o 2.º vice e os secretários são Ivanildo Ribeiro e David Moro

OS PERDEDORES DO JOGO

Na disputa pela presidência se mantiveram unidos, mas perdendo a eleição o candidato Gerson dos Santos e outros dois colegas de PSD, Jean Pierre e Aida Hoffer. Os dois progressistas Marin e Lucas e ainda Batalha e Chagas foram vencidos pela articulação de Vone.

Continue Reading
Política

Casa Civil: Moisés escala integrante do PP

Na escalação da equipe que ajudará Carlos Moisés a administrar Santa Catarina ano que vem, não há surpresas. Nem mesmo a entrada de uma liderança do PP para comandar uma das principais pastas do governo, a Casa Civil, é tida como algo fora da curva.

DE QUEM SE TRATA

Mesmo tendo sido eleito o segundo vereador mais votado de Biguaçu (ele fez 1.313 votos em 2016), o advogado Douglas Borba, que é natural de Jaraguá do Sul, chega mais como nome técnico que político.

SEM TOMA LÁ DÁ CÁ

Falando a Moacir Pereira no DC, o futuro titular da Casa Civil aponta que não haverá ‘toma lá dá cá’ na condução da relação com o parlamento catarinense.

Assim como Colombo, Moisés opta por um advogado para a Casa Civil, escalando Douglas Borba (Foto: Susi Padilha)

SÓSIA ‘BONINHO’ ASSUMIRÁ SDS

Houve quem apontasse que Lucas Esmeraldino, como presidente do PSL e principal articulador do projeto do partido no Estado, após não ser aproveitado na equipe de Bolsonaro, seria escalado para uma função mais de articulação e comando no governo de Carlos Moisés. Porém, a opção foi uma pasta mais de gestão. Esmeraldino assume a SDS – Secretaria de Desenvolvimento Sustentável. Tal estrutura já foi comandada por Paulo Bornhausen e nos tempos de Colombo por Carlos Chiodini.

“Aceito com muito prazer e satisfação a convocação do nosso governador eleito para assumir uma pasta de tamanha responsabilidade e que é uma grande estimuladora do desenvolvimento econômico de Santa Catarina. Quero dedicar o meu tempo, além do conhecimento, para realizar um ótimo trabalho e fazer, de fato, a diferença na vida das pessoas”.

Continue Reading
Política

Presidente do PR de Lages pede desfiliação

“Venho agradecer a todo diretório e filiados do PR Lages pelo apoio e ajuda nessa caminhada e objetivo que foi elegermos nosso candidato a deputado estadual e ao senado. Dediquei-me e me comprometi. Muitas vezes me desgastei para defender nossos candidatos. Mas quando a confiança não e recíproca, pela minha decência e moral, desfilio-me e deixo o cargo de presidente provisório do PR Lages”.

Palavras acima são do empresário Helder Violandi (no registro à esquerda acompanhando o deputado eleito Marcius numa visita a Ceron). Violandi protocolou na Justiça Eleitoral o seu pedido de desfiliação do PR por situações internas da sigla que lhe desagradam.

Continue Reading
Política

Câmara: PP honrará acordo sobre rodízio

Comandante Marin, que preside o legislativo lageano, reafirmou a postura do partido que integra, o progressistas, de honrar o acordo feito no início da atual legislatura sobre o rodízio na presidência da Câmara. Ficou acordado que haveria alternância no cargo entre PSD e PP. Assim, Aida Hoffer presidiu a Casa em 2017 e renunciou para que neste ano Marin fosse o presidente. Ano que vem o PSD preside e no último ano de legislatura a função será exercida pelo PP.

NOMES DOS HOMENS

Dentro da formatação inicial, Gerson dos Santos será o escalado para assumir a presidência, na eleição a ocorrer terça-feira, 11. “O PP vai votar em quem o PSD apontar”, disse Marin. No quarto ano da legislatura, a função de presidência caberá ao vereador Lucas Neves (PP).

Marin preside o legislativo até a terça-feira, 11, quando será realizada eleição para definir a nova presidência

 

SEM MUDANÇA NA ANDANÇA

Sobre resmungos de uma alteração de nomes no Paço, o prefeito Ceron disse que não passa pela sua cabeça fazer troca de comando nas secretarias. Porém, com o deslocamento da área de Assuntos Comunitários para o gabinete, ele tende a nomear alguém para a função. Embora tenha se aposentado pelo INSS, João Alberto Duarte é o nome mais comentado nas internas para ser um popularzão a se integrar no staff do Gringo.

Ceron comanda o time e é o dono da bola, mas não deixa transparecer propósito de agregar novos nomes e/ou ‘se desfazer de alguns’ que estão no grupo de gestão

Continue Reading
Política

Coruja: Homenagem ao conjunto da obra

Nesta segunda-feira, 10, o legislativo lageano, a partir de uma proposição do vereador Maurício Batalha (PPS) irá prestar uma homenagem, depois da sessão, ao deputado Fernando Coruja (MDB). O gesto é uma reverência ao trabalho do médico lageano como deputado no mandato que caminha para o fim. Coruja optou por não disputar nada na eleição finda e retorna à rotina de trabalho em Lages (clinicando e lecionando).

A opção por não enfrentar as urnas neste ano não significa o recolhimento político de Coruja. Ele segue na militância também partidária. A gente só não sabe se o mesmo seguirá nas fileiras pelegas, retornará ao PPS ou se abrigará em outra agremiação partidária. Talvez nem ele saiba, ainda…

Continue Reading
Política

Tucanos acenam à agenda de Bolsonaro

Congressistas tucanos estiveram com o presidente eleito Jair Bolsonaro na tarde desta quarta-feira (5) quando garantiram apoio ao novo governo em uma ‘agenda tucana’. Deputado federal Marco Tebaldi, que participou do encontro, avalia como extremamente positiva a conversa, pois percebeu Bolsonaro convicto de promover as reformas que a nação precisa.

DIZ TEBALDI QUE…

“O PSDB não pode se omitir. Precisa ter posição apoiar as reformas que sempre defendemos e principalmente defender a família brasileira. Por nos calarmos é que o PSDB perdeu todas as eleições presidenciais nos últimos 16 anos”, avalia o deputado. Tebaldi acredita que a reforma da Previdência em fatias como está proposto pode ter uma tramitação mais rápida e menos entraves.

Deputada Geovânia, também PSDB, não aparece no retrato da agenda com Bolsonaro. Mas Tebaldi (direita) que está deixando o mandato foi ouvir o novo presidente

TERRA ENGENHARIA APRESENTA

AS ÚLTIMAS UNIDADES…

Agende uma visita, conheça detalhes do empreendimento e da forma de você pagar e passar a morar muito bem em Lages!

Continue Reading