Política

Carmen não quer ‘decepção muito grande’

Colega de serviço dá o recado:

“Entre a Carmen e um poste eu voto no poste. Nunca mais terá meu voto”.

Reação é ao voto favorável da parlamentar à reforma da previdência aprovada no primeiro turno. Seu voto foi um entre os 379 dos 308 necessários. Postura da deputada lageana tem reação dos dois lados.

ESTE OU AQUELE

Aqueles que interpretam melhor as regras daquilo aprovado veem a desgraceira do que fora aprovado. Não que a reforma não seja indispensável, mas o conteúdo é deveras perverso. Já os que não dependem de aposentadoria ou não sintonizaram as mudanças aplaudiram Carmen Zanotto.

DESGASTE INEVITÁVEL

O desgaste é natural independente da posição da parlamentar, mas o poste está levando vantagem numa eventual corrida eleitoral, pelo menos para o meu colega de trabalho.

O QUE DISSE CARMEN?

Passada a ressaca da votação do primeiro turno a deputada Carmen Zanotto foi uma das poucas almas vistas na Câmara. Tanto que na abertura do Jornal Nacional lá estava ela naquele plenário que parecia tapera. A parlamentar disse, através da assessoria, esperar que a reforma corresponda às expectativas da população em torno de melhorias econômicas para o País.

SOBRE DECEPÇÃO

“Esperamos que tudo que foi dito para a sociedade possa acontecer, que o esforço de todos possa ser recompensado com mais recursos para a saúde, educação, segurança e na criação de postos de trabalho para os 13 milhões de desempregados”. Para Carmen, se as mudanças não se traduzirem em serviços e ações “a decepção será muito grande”.

POR FIM

“Não é a reforma do sistema previdenciário que nós queríamos, mas trabalhamos para torná-la menos dura. As mudanças foram justas”, defendeu Carmen Zanotto. As mudanças justas ela deve se referir àquilo alterado e não ao conjunto do projeto de reforma, naturalmente.

Deputada Carmen durante pronunciamento na Câmara após a votação de sexta-feira,12. Ela estava na Globo na novela Órfãos da Reforma

Continue Reading
Política

Elizeu: ‘Não estou declarando nada’

Porque o colega Milton Barão publicou uma declaração atribuída a Elizeu Matos que, durante a reunião do MDB com o presidente estadual Celso Maldaner, teria dito que “se eu me livrar dos três últimos processos, quero ser o candidato, pois tenho andado nas ruas e sentido o clamor da população” checamos o que passa pela cabeça do ex-prefeito.

O QUE ELE DISSE?

“Estou no meu canto, não estou declarando nada. Participo dessas reuniões regionais de mobilização e motivação pela relação de amizade com o pessoal dos municípios da Serra. Mas não tenha feito qualquer declaração sobre nada”, apontou o ex-prefeito. No relato da reunião, Elizeu fez referências ao atual momento político e disse que está muito difícil para qualquer pessoa ser prefeito.

NEM SOBRE LAGES

Não para responder supostas declarações atribuídas a ele, mas o ex-prefeito aponta que não tece qualquer opinião nem sobre a administração atual de Lages. “Qual opinião hoje vai gerar interpretações diversas. Então não me atribuam palavras porque estou tocando minha vida”. Nem sequer sobre o MDB em Lages o ex-prefeito emite opinião. “Deixa correr”.

Elizeu nesse registro compartilhado por Reginaldo Heine com Dauri Fernandes (Campo Belo), Moacir Ortiz (Cerrito) e o presidente Maldaner

Continue Reading
Política

2020: MDB quer repetir o 2012 na Serra

Nenhuma eleição municipal na Serra Catarinense foi tão bem sucedida na história recente que 2012. Elizeu Matos concorreu e venceu em Lages ena metade dos municípios houve triunfo dos pelegos. Atuou nessa retaguarda para garantir tal êxito o anitense Juarez Matos. Ele tinha tarefa de articular com os então candidatos, visualizar algumas demandas necessárias e atender os emedebistas. O resultado veio nas urnas.

DAÍ QUE…

A ideia é buscar um resultado pelo menos parecido com aquele de 2012 na eleição de 2020. Para tanto, o presidente estadual do partido, Celso Maldoso, esteve em Lages na noite de segunda-feira, 15. Com emedebistas dos municípios da região foram traçados planos para a disputa, com Juarez Matos na coordenação geral. Não se tratou de nomes, mas pré-candidatos em alguns municípios também se fizeram presentes.

Maldaner com o prefeito Luiz Schmuller (Bocaina) e o coordenador do projeto MDB 2020 na Serra, Juarez Matos

Optando pela discrição nas peleias políticas em Lages, Elizeu Matos tem frequentado os municípios da Serra e esteve na reunião ao lado de Paes

Nesse registro dos prés aqui na Serra Catarinense: Dauri Fernandes (Campo Belo) à esquerda e Altair Xavier (Otacílio Costa) à direita

Fotos: Reginaldo Heine

PS.:

Onde escrevemos Celso Maldoso, entendam Celso Maldaner. O maldoso é por conta da posição dele na reforma previdenciária!

Continue Reading
Política Serra SC

Otacílio 2020: Pré-candidatos ‘no mercado’

Estamos a exatamente um ano e cinco dias da abertura do prazo para início de convenções que homologará os candidatos a prefeito, vice e vereadores. Se na majoritária ainda haverá coligações, para os legislativos cada partido terá que concorrer ‘solteiro’. Enquanto o 20 de julho de 2020 (prazo inicial das convenções) não chega, há outros prazos a serem atendidos como do domicílio eleitoral (3 de outubro), da filiação eleitoral (3 de abril) e outras observações importantes para estar em dia para a disputa.

NA SERRA

Naquela contagem regressiva para a eleição de 2020, alguns municípios começam a clarear nomes para a disputa vindoura. O terceiro maior colégio eleitoral da Serra Catarinense, por exemplo, tem nomes que devem estar disputando votos para suceder Luiz Carlos Xavier, Tio Ligas, prefeito que concluirá o segundo mandato em Otacílio Costa.

O QUE TEMOS?

Aquilo que podemos chamar de ‘lado da situação’ que são pré-candidatos que orbitam no entorno da atual gestão, há dois nomes. O vereador Robson Medeiros (do mesmo PSD de Tio Ligas) e Reginaldo Pindaco Gomes, atual vice-prefeito e que integra o Cidadania. O empresário Elisandro Baldessar deixou o MDB e pilota o projeto para tentar ser prefeito pelo PSL, o partido do Bolsonaro em Otacílio.

MAIS BALDESSAR

Podemos ter uma disputa familiar em Otacílio Costa já que o MDB pode apostar no nome de Fabiano Baldessar para a disputa. Ele é irmão de Elisandro e frequentavam o mesmo MDB. Altair Xavier e até o próprio Altamir Paes, são também alternativas da sigla para a disputa.

DA CÂMARA

Da safra de atuais vereadores há nomes que se ensaiam para a disputa. Leonir Ribeiro da Silva (PL) foi o vereador mais votado e não esconde o propósito de um projeto na majoritária. Postura também de Edson Pasold (PT). O PP tem votos e nomes para o projeto eleitoral em Otacílio e o próprio PDT, partido pelo qual se elegeu Tio Ligas em 2012 tem fortidão para uma disputa.

ALGUNS DOS CARAS PARA O

PROJETO OTACÍLIO COSTA 2020

Robson Medeiros é vereador e atuava como enfermeiro no hospital Santa Clara. Além da vereança ele se dedica ao projeto eleitoral de 2020

Pindaco é o atual vice-prefeito e a coligação que fez com Tio Ligas garantiu a vitória em 2016

Empresário Elisandro Baldessar pilota o projeto pelo PSL em Otacílio Costa tendo deixado o MDB

Altair Xavier (direita) preside o MDB e pode ser o nome do partido, embora se fale em preferência à disputa para o empresário Fabiano Baldessar

‘Ninguém tira do Fabiano’ tem sido a frase repetida por muitos em Otacílio. Temos o registro dos colegas do Correio Otaciliense do Fabiano Baldessar acima

Mais votado na eleição para vereador em 2016, Leonir Ribeiro é o nome do PL para ‘o jogo de 2020’

Continue Reading
Política

Lei quer acabar com canudinhos em Lages

Vereador João Maria Chagas (PSC) teve a iniciativa de puxar para Lages a tentativa de uma proibição que vem se tornando corriqueira nos quadrantes do País: A utilização de canudos de plástico para servir sucos, refrigerantes, caipirinhas e outros drinques em geral nos estabelecimentos que vendem tais tipos de bebida.

JUSTIFICATIVA DE CHAGAS

“A presente proposição pretende ser mais um instrumento de preservação do meio ambiente. Assim como as sacolas plásticas são extremamente nocivas ao meio ambiente, os canudos plásticos não biodegradáveis também causam malefícios à natureza, principalmente da forma que são descartados, jogados muitas vezes em terrenos, acabam indo parar em rios, prejudicando e contaminando nossos rios e matas”.

A lei de Chagas dá 180 dias para os estabelecimentos buscarem alternativas e se adaptarem ao não fornecimento de canudinho na hora de servir bebidas. A matéria está tramitando e não deve apresentar dificuldades para ser aprovada

CIDADÃO LAGEANO:

JUSTO, MUITO JUSTO

Ainda do expediente do legislativo, vereador Luiz Marin (PP) propôs e tem as assinaturas também dos colegas Jean Pierre (PSD), João Chagas
(PSC), Lucas Neves (PP), Mauricio Batalha (Cidadania) e Thiago Oliveira (MDB) a iniciativa para conceder o título de Cidadão Lageano ao desembargador Altamiro de Oliveira. O magistrado atuou a maior parte da vida jurídica no Fórum da Comarca de Lages onde estabeleceu relação e amizades pelos serviços prestados à coletividade.

Num gesto bacana, o próprio filho, Thiago Oliveira, embora não tenha partido dele a iniciativa, assinou com os colegas de legislativo a concessão da homenagem ao pai, desembargador Altamiro de Oliveira em ato programado para setembro deste ano

Continue Reading
Política

Reforma: Reação ao voto de Carmen Zanotto

A deputada lageana estava, de fato, num fundo de guampa. Carmen Zanotto sabia que agradaria alguns e desagradaria outros. A votação dela contra a reforma trabalhista pode ter contentado parte do eleitorado, mas desagradou o setor produtivo. Mesmo aprovada a reforma trabalhista, houve quem lembrasse por longo tempo de seu posicionamento contrário.

DESSA FEITA…

A deputada argumentou sobre adendos e alterações que, mesmo sem desidratar a proposta, permitiram avanços para alguns segmentos. No post que compartilhamos em rede social, alguns comentários:

Antônio Adenir Cardoso – “Parabéns Carmen”

Elói Céris – “Parabéns deputada Carmen, o Brasil agradece”.

Daniela de Oliveira – “Já não votava nesta uma, agora vou fazer campanha contra”.

Ênio Ribeiro Filho – “Aos lageanos, que estão em vias de obter suas aposentadorias ou outros benefícios que terão o corte pal reforma, sugiro que a partir de hoje procurem a deputada Carmen para resolver suas pendências previdenciárias”.

Anacris Wolff – “Se fosse tão boa a reforma não teria distinção de classes, simples assim (…). Se o Brasil está do jeito que está é de tanto entupir dinheiro para políticos, assessores e milhões de auxílios financeiros e cargos comissionados”.

Odilon Vieira – “É, mas tava em cima do muro…”.

Gustavo Costa – “Parabéns deputada” Orgulho da nossa Serra Catarinense”.

Enilda Seifer – “Não tenho nada contra ela votar. O que me irritou nessa gente é que eles não cumprem o que prometem. Eles não sabem o que é SIM, SIM, NÃO, NÃO”.

Gilnei Schlemper Varela – “O povo tem o que merece. Reelegeram essa t… e outros tantos…. Taí e não reclamem agora”.

Deputada Carmen nesse registro de arquivo quando de encontro com Bolsonaro. O voto dela não foi como base, mas como adesão à proposta da reforma. O desgaste do posicionamento é do jogo. Se votasse diferente também haveria posicionamentos contra ela.

Continue Reading
Política

Carmen acena que votará pela reforma

Houve certo respeito pelos colegas de imprensa que não insistiram em buscar um posicionamento prévio da deputada Carmen Zanotto (Cidadania) sobre como ela votaria na reforma da previdência. Até porque, se buscassem tal posicionamento ela não exteriorizaria por um motivo simples: ela não tinha, estava construindo. Falando na Clube FM neste dia de votação da reforma, a parlamentar lageana fez uma série de considerandos que buscou construir com outros deputados, não para desidratar, mas para garantir direitos a alguns setores.

DO BPC AO RURAL

Carmen Zanotto explica a luta para que a reforma não mutilasse o benefício de prestação continuada a carentes. Da mesma forma argumentou sobre a pressão para não castigar o trabalhador rural com as mudanças. Citou que a reforma é necessária e busca tratar mais igual os iguais, sobremaneira em relação à contribuição mais robusta daqueles que ganham mais.

COMO VOTARÁ?

Não, a deputada lageana não exteriorizou de forma clara se vota contra ou a favor. Até porque argumentou que a questão não é esse voto final, mas aquilo que se construiu para buscar o equilíbrio da previdência, sem fazer injustiças aos menos favorecidos e concluiu dizendo que a ideia foi buscar ‘a melhor reforma dentro dessa reforma’. Em outras palavras a gente acredita que ela vote favorável.

Posicionamento oficial da parlamentar lageana em relação à reforma somente se saberá na hora da votação, mas Carmen Zanotto falou na construção de mudanças para impedir injustiças aos menos favorecidos e defende que aqueles que ganham mais, paguem mais. A gente acredita que ela dirá sim ao projeto. Mas a deputada não antecipou o voto!

Continue Reading