Cotidiano

Alagamentos em Lages? ‘Responsa’ é nossa!

Não é exagero afirmar a minha, a sua, a nossa responsabilidade pelos transbordamentos que se verifica em rios e riachos que cortam o perímetro urbano de Lages. Somos dados ao descuido. Para não dizer falta de educação e consciência. Talvez a maioria paroquiana seja exceção, mas há muitos – e me incluo nesses muitos para não dizerem que estou jogando pedras nos outros – que se descuida de cuidados básicos. E por conta desse descuido, rios como Passo Fundo, Ponte Grande, Carahá, Caveiras e aqueles de menor vasão registram cenas lamentáveis. O registro abaixo se verificou numa ação dos ‘soldados’ da Defesa Civil de Lages.

Atentem à tarefa ingrata do Sargento Pacheco dentro do leito do Rio Passo Fundo, no trecho que passa atrás da JZago Center – bairro Sagrado Coração. Ele e os colegas da Defesa Civil precisaram entrar em ação e, literalmente, atravessar o rio, para entender a razão do represamento de água no local…

E a razão está aqui, conforme esse registro aponta: vasilhames de todos os tamanhos e de diversos tipos de materiais (vidro, papel e plástico) represados lá na curva do rio. Tudo fruto da falta de cuidado e conscientização de quem acaba ‘por descuido’ jogando esse material nas barrancas ou dentro do próprio rio. Daí admitamos: Não tem rio que não represe e cause alagamentos!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *