Cotidiano

Ceron pode rever flexibilização em Lages?

PREFEITO CHAMA COLETIVA PARA O ASSUNTO

Final de semana, primeiros dias do inverno e aquele mormação convidativo para lagartear em parques e praças. E não deu outra coisa. Com vergamota numa mão e chimarrão na outra, o lageano foi para o trecho. Alguns de bicicleta, outros a pé e a cavalo, mas onde havia possibilidade de aglomero lá estava o lageano no entrevero. Resultado: acendeu a luz vermelha!

GRINGO NUM FUNDO DE GUAMPA

Essa gana lageana de deixar as cercanias de casa e se entreverar, coloca o prefeito de Lages numa sinuca de bico: Deixa o povo à vontade e corremos o risco de virar uma Concórdia com mais de mil casos de Covid-19, óbitos e estrutura de UTI quase insuficiente? Ou aperta a chincha, tranca o Tanque, determina que os velhinhos que não trabalham fiquem em casa (como faz Joinville) e tenta manter a pandemia sob controle?

PROSA DA QUARTA

Porque deve ter pensado – e continua pensando – alguma forma de frear essa vontade de entreveramento dos paroquianos, prefeito Ceron fará uma coletiva com a imprensa na metade da manhã da quarta-feira, dia de São João. Não se sabe se virá um sermão no estilo Geeeente, se cuide! ou alguma medida mais restritiva. Aguardemos a quarta, às 10h.

Aliás o secretário Claiton Camargo de Souza (de camiseta com riscas diatravessadas) retornou à peleia semana passada, depois da quarentena porque deu positivo para a Covid-19. No registro ele aparece uns dias antes do diagnóstico e segue atuando no gerenciamento da pandemia em âmbito paroquiano.

EM TEMPO

Esse compasso de espera por eventual anúncio de medidas decorre do voltar atrás na flexibilização em Florianópolis, Blumenau e outras cidades que liberaram, houve aumento de casos – e desatenção do povo – e agora está sendo revista a estratégia.

Compartilhe

1 comentário para: “Ceron pode rever flexibilização em Lages?”

  1. Acho que tem que ser mais rigoroso o uso correto de máscara pelos Lages e também em todas as repartições seja público, privada. Tem instituição que as chefias recebe sem máscara. Fechamento de Turismo na Serra trazendo vírus para Serra. No tanque até os funcionários do Angeloni sem máscara. Se não for mais austero vamos lotar UTI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *