Cotidiano

Das coisas que não se entende no Paço

Vem sangrando desde o começo do ano um problema que a prefeitura de Lages não resolve por lerdeza ou indiferença. Trata-se da sequência da pavimentação asfáltica da Rua Coronel Córdova até a Avenida D. Pedro II. Como todos sabem – ou deveriam saber – uma emenda da deputada Carmen Zanotto garantiu o asfaltamento desde a frente do Colégio Bom Jesus até na lombada.

ACONTECE QUE…

Ainda nos tempos do Secretário Claiton Bortoluzzi se visualizou a judiaria de deixar só aquele pedacinho final da rua sem asfalto. Foi então que se implantou tubulação para deixar a via em condições de receber asfalto. Ao mesmo tempo se aproveitou para jogar uma fina camada no paralelepípedo até que fosse feita a licitação para executar o pavimento de acordo com o praxe por uma empresa.

FOI DAÍ QUE…

A licitação não veio, a empresa para a obra não foi definida e aquela fina camada está se deteriorando. Alguns, por maldade ou desconhecimento, apontam que a obra já estaria pronta e estragando porque fora mal feita. Porém, o que ocorre é que a área de Obras quis acelerar uma providência e se atrapalhou.

E…

Hoje tem um trecho de rua com a camada de asfalto debulhando, causando a impressão de obra mal feita, de fato. Típico exemplo que evidencia certo descompasso do Paço!

Dinheiro da emenda permitiu fazer a descida da Rua Coronel Córdova até esse ponto da lombada. Adiante, onde aparece ainda o paralelepípedo, a prefeitura resolveu fazer ‘justiça com as próprias máquinas’. Mas desde o começo do ano o assunto sangra porque a obra não anda!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *