Cotidiano

Missas sem fiéis presentes até 25.05

“COMO BOM PASTOR, ELE CUIDA DO SEU REBANHO”

A referência bíblica feita pelo Bispo de Lages, Dom Guilherme Werlang, introduz o decreto da Diocese sobre a manutenção da medida de suspensão de celebrações presenciais para fiéis na Serra Catarinense. O religioso escreveu sobre a necessidade de continuar com as transmissões das missas pelas rádios e mídias sociais e até dia 25 de maio prevalecerá essa determinação. “Confirmando a bonita experiência onde cada família tem a possibilidade de ser igreja doméstica”, diz Dom Guilherme.

O QUE FOI CONSIDERADO?

Para essa decisão com celebrações não presenciais de fiéis foram considerados fatores como o crescimento de casos do novo coronavírus em Santa Catarina. Ainda o fato de dioceses vizinhas terem optado pelo isolamento social. A localização da Diocese de Lages que favorece à grande mobilidade humana também foi levado em conta. Mas o principal fator de manutenção da medida é o grande perigo de contaminação quando há aglomeração de pessoas.

Dom Guilherme encerra o decreto informativo sobre a suspensão das celebrações com presença de fiéis até 25 de maio com a seguinte observação: “Em tempos de coronavírus, sejamos propagadores do amor e da misericórdia”.

CUIDADO COM TEMPLOS RELIGIOSOS

Força tarefa que fiscaliza ambientes para atendimento de regras de distanciamento tem percorrido vários segmentos em Lages. Vigilância Sanitária, PM e Defesa Civil fazem o trabalho de orientação e fiscalização. Templos religiosos estão entre aqueles ambientes visitados. Objetivo é orientar no sentido de evitar aglomerações. Apenas 30% da ocupação de tais espaços é permitida, seguindo o distanciamento entre os frequentadores, além do necessário uso de máscaras.

Registro do jornalista Pablo Gomes na visita a esse templo religioso de uma igreja evangélica, onde se observa o regramento de distanciamento e ocupação do espaço, bem como se faz diálogo com o pastor responsável pela pregação, obtendo dele ajuda para orientar os fiéis sobre os cuidados necessários nesses tempos de pandemia.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *