Cotidiano

Emergência: Lages não consegue médicos

Assunto recorrendo no programa A Hora da Corneta da Clube FM, a demora no atendimento às crianças que se dirigem ao Hospital Infantil Seara do Bem gera protestos e reclamações. Pais relatam demora de até 4 horas, convivendo com a angústia de não saber se o problema de saúde da criança levada à emergência é grave ou corriqueiro.

FALTAM MÉDICOS

O que os pais reclamam é que a demora decorre da falta de médicos. O serviço de urgência e emergência infantil é de responsabilidade da prefeitura. E vem de lá a informação de uma dificuldade recorrente: o município não consegue contratar médicos. “Em 2018 o processo seletivo tentou contratar 50 médicos. Apareceram 10. Neste ano foi aberto processo de contratação para 22 médicos. Apenas 2 se habilitaram”, confirma a Assessoria da Comunicação do Paço.

AINDA A RESPEITO

A nota informativa informa também que “hoje a prefeitura contrataria imediatamente médico disposto a trabalhar pelo município, inclusive no Infantil, UPA e demais UBS. Se conhecerem médicos em atender pela prefeitura de Lages, é só chamar que a contratação é imediata”.

A UPA tem vaga para médicos. E é para esse local que virá também o atendimento de urgência e emergência infantil que atualmente funciona no Hospital Seara do Bem que, apenas disponibiliza o espaço, através de convênio com o município

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *