Cotidiano

Emergência: Médicos aceitam proposta

Trabalhar tendo parte daquilo que você ganha – exatos 32% – sem previsão de recebimento é uma mistura de desrespeito e desvalorização. É isso que os médicos que prestam os serviços de atendimento de urgência e emergência no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres enfrentam. Tanto que eles se veem obrigados a suspender atendimentos não urgentes para forçar a regularização da situação. E a pressão deu resultado.

ATRASADOS PARCELADOS

Depois de uma semana de negociações – a suspensão dos serviços não urgentes ocorreu na segunda-feira – nesta sexta-feira, 23, houve um acordo. Não é o tipo de proposta de contempla com respeito aos médicos, mas pelo menos dá a esses a certeza de que receberão os atrasados. Assim, os seis meses em atraso serão parcelados em 12 vezes. E o Estado refez o convênio com o Hospital para continuar repassando os valores a título de ajuda para custeio. Nesse convênio estará o valor normal (R$ 216.000,00) e mais o percentual mensal dos atrasados pelo fato de ter ficado seis meses sem o contrato entre Estado e Hospital.

Com o acordo, a partir das 8 da noite desta sexta-feira, 23, os médicos retornam ao atendimento dentro da rotina, englobando todos os casos, e não apenas aqueles mais urgentes.

 

QUER MORAR BEM EM LAGES?

TERRA ENGENHARIA APRESENTA…

Residencial Mariah na Avenida Papa João XXIII bem pertinho do Centro de Lages.

Maiores informações acesse o portal da Terra Engenharia e conheça outras opções de imóveis com a qualidade que você está procurando!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *