Cotidiano

Lages: Mais transmissão comunitária

Boletim oficial disparado no final da manhã desta Quinta-feira Santa pela prefeitura de Lages informa de um segundo caso de contaminação de paciente por Covid-19 através de transmissão comunitária. Assim, passamos a oito casos na cidade, sendo seis ‘importados’ e dois casos de contaminação local, onde o paciente, sem ter saído da cidade contraiu a doença, ignorando a origem.

O município não informa mais a quantidade de pessoas com suspeita da doença que foram submetidos a exames e que permanecem no aguardo do diagnóstico com resultado

ALERTA SOBRE A CONTAMINAÇÃO

COMUNITÁRIA EM LAGES

Como as autoridades públicas de saúde não interpretaram para a coletividade o significado da contaminação comunitária em âmbito de Lages, recorremos a um áudio atribuído a um médico (por sinal bastante atuante) que relata em tom de alerta. Não exteriorizo o nome porque não tenha autorização para tanto, mas o conteúdo merece leitura:

“Essa definição de transmissão local muda tudo. O que isso quer dizer? Significa que um paciente que nunca saiu de Lages nesses últimos 30 dias e não teve contato com ninguém que saíra da cidade ou com algum caso suspeito, contraiu o vírus de forma documental. Ou seja, vem com exame positivo e inclusive está internado esse paciente”.

SEGUE O RELATO

“O que isso quer dizer? Quer dizer que não sabe de quem ele pegou. Ou seja, pode ter pego de qualquer um. Significa que o vírus está livremente circulando dentro da nossa cidade hoje, de forma documental (confirmado em exame). Circulando por qualquer pessoa, qualquer local. Então, neste exato momento quer dizer que qualquer um de nós, que tiver contato com outra pessoa, independente de quem ela seja, pode estar contraindo o vírus”.

CIDADE EM ALERTA

“Então, nossa cidade nesse momento acabou de entrar em alerta vermelho. Está espalhado aí, o vírus está aqui dentro. Não é mais um vírus que veio com alguém de fora, que contraiu o vírus lá fora. Está circulando, está contaminando gente local. Isso que quer dizer”.

***

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *