Cotidiano

Lages proíbe exame sem pedido médico

MEDIDA ENGESSA BUSCA DE DIAGNÓSTICO

Até agora, uma pessoa acometida de sintomas suspeitos da Covid-19 poderia se deslocar a um laboratório particular e coletar material para teste. O estabelecimento, a partir de protocolos rigorosos e próprios, efetuaria o teste, diagnosticando a pessoa como não reagente ou reagente.

INCLUSIVE

Se reagente, o documento indica se o paciente é IgG ou IgM que, no domínio que se tornou comum, indica se o organismo da pessoa está combatendo no momento da testagem o vírus da Covid-19 ou se já superou a fase aguda da doença.

NÃO PODE MAIS

Na portaria 16/20 assinada pelo secretário Claiton Camargo de 12 de junho, essa prática de se deslocar ao laboratório privado e solicitar exame da Covid-19 não pode mais. No artigo 6.º a referida portaria aponta:

“Estabelecer que os teste de Covid-19 devem ser realizados por laboratórios privados apenas com prescrição médica”.

O QUE ISSO SIGNIFICA?

Significa que a Secretaria da Saúde tornou o teste em laboratório privado uma espécie de bula para medicação com tarja vermelha ou preta, onde somente acessam pacientes que tiverem ‘receita’. Com isso, ao invés da pessoa ir direto ao laboratório coletar material de exame, precisa antes marcar uma consulta, pagar por essa, conseguir uma ‘receita’ para depois acessar o exame.

Medida assinada pelo secretário Claiton Camargo engessa o diagnóstico por exigir que, antes de realizar o exame, o paciente passe por consulta médica.

Um exame da Covid-19 é de interpretação fácil a qualquer cidadão, visto que ele é ou não reagente em relação ao tempo da doença (IgM ou IgG).

Compartilhe

1 comentário para: “Lages proíbe exame sem pedido médico”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *