Cotidiano

Lembram a ideia de emancipar o bairro Coral?

Lá naqueles tempos que Ivan Ranzolin era o ‘pai das emancipações’ houve quem articulasse repartir Lages no meio: de um lado a atual paróquia e ali depois do rio Carahá em direção ao Oceano Atlântico fazer surgir a cidade do Coral. O assunto morreu porque foi fechada a torneira das emancipações. Porém, uma janela será aberta cheia de regras para emancipações. Em Santa Catarina apenas o distrito de Rio Maina em Criciúma tem pedido de emancipação na Assembleia Legislativa e com critérios que atendem o novo regramento.

QUAIS CRITÉRIOS?

Além daquelas regras antigas de estudo de viabilidade e outras cositas, o projeto a ser votado no mês que vem na Câmara dos Deputados prevê que um município somente pode vir ao mundo se o atual distrito que dará origem à nova cidade tiver pelo menos 20 mil habitantes. E mais: a cidade mãe de onde brotar o novo município também não pode ficar com menos de 20 mil viventes.

OU SEJA

Aqui na Serra Catarinense somente o bairro Coral reuniria critérios para virar município. Inclusive contando com aeroporto, shopping, cervejaria, estádio de futebol, parque de exposições e outros itens estruturantes.

O ‘centro nervoso’ da fictícia cidade do Coral. O assunto soa estranho, mas já houve gente pensando em transformar este lado de cá em município!

Compartilhe

1 comentário para: “Lembram a ideia de emancipar o bairro Coral?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *