Cotidiano

O controle de produtos licitados no Paço

É curioso e interessante o trabalho que alguns setores da prefeitura de Lages realizam para conferir qualidade e quantidade de produtos licitados. O filtro é para que aquilo adquirido através de pregões e outras modalidades licitatórias seja entregue de acordo com o especificado. Se em outros tempos o Observatório Social fazia esse acompanhamento, agora os próprios órgãos internos reforçam a fiscalização.

EXEMPLO DISSO

Na conferência do material entregue à Secretaria de Meio Ambiente e Serviços, a equipe do Secretário Delfes foi conferir os itens licitados e fornecidos. Apenas a título de exemplo, o papel higiênico (que é disponibilizado em banheiros públicos) pedia rolos grandes de 300 metros e 10 centímetros de largura. Na conferência, foram entregues rolos com 184 metros e a altura também inferior ao licitado.

Aqui está o rolão com descritivo de 300 metros e, na conferência, não chegou nem a 200 metros…

Aqui está a medição apontando a largura inferior aquilo que o poder público comprou na licitação

ACOMPANHAMENTO DO OBSERVATÓRIO

De acordo com o Secretário Delfes, o Observatório Social – estrutura independente e autônoma – foi convidado para acompanhar as medições. “Estamos notificando a empresa vencedora da licitação. Deixamos de anunciar o nome da empresa porque o erro pode ter sido do fornecedor. Mas que se evidencie esse rigorismo em respeito ao dinheiro público”, cita o secretário.

OUTROS CASOS

De acordo com o Secretário Delfes, outros produtos entregues já foram identificados com incorreções em relação ao licitado, como saco de lixo e até papel toalha. “Tivemos ainda o caso de uma cera líquida licitada onde pedíamos recipientes de 750 ml e, ao pesarmos, a lata possuía apenas 500 ml”.

Secretário Delfes e o exemplo de controle em cima de produtos licitados que nem sempre chegam de acordo com as especificações previstas no edital

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *