Cotidiano

Pessoal no Paço: Mentira de quem?

Porque o vereador Jair Júnior (Podemos) naquele estilo, às vezes, exagerado das ponderações chamou o prefeito Ceron de mentiroso quando o Gringo discursou que cortou despesas com pessoal, a retaguarda de comunicação do Paço produziu uma peça, desenhando aquilo que foi feito. Pelos dados abaixo, quem mentiu para o tio não foi o prefeito…

Até achei meio provocativo o cabide à esquerda, lembrando quando Raimundo Colombo atacava LHS chamando as SDR de cabides. Mas os números diamarelo apontam que a quantidade de cargos comissionados é menor. Quanto a efetivos e contratados por processo seletivo, daí se providencia atendendo a demanda de serviços, com chances iguais para todos os interessados em trabalhar no Paço, independente de questão política.

OBSERVE-SE QUE…

Esses 429 cargos comissionados existiam na estrutura administrativa até a gestão anterior para preenchimento. Mas segundo nos relatam, nem todas as funções comissionadas eram ocupadas. Atente-se ainda que nesses 278 cargos comissionados atuais não estão inclusas funções gratificadas que premiam o servidor efetivo para desempenhar determinada atribuição.

Compartilhe

1 comentário para: “Pessoal no Paço: Mentira de quem?”

  1. É só ler a lei o número de cargos comissionados não bate com o número divulgado e bem maior não tem nada a ver com fg na verdade nunca diminuiu o número, até aumentou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *