Cotidiano

Prefeiturice em tombamento do Marrocos

NÃO PROCEDE DIÁLOGO PRÉVIO COM PROPRIETÁRIOS

Empresário Mário Leopoldo dos Santos, referenciado como Mário Pintado é uma lenda do empreendedorismo de Lages para os quadrantes onde atua com empresário. Foi lá em 1961 que começou a atuar com sua primeira sala de cinema em Lages. E depois disso não parou mais, ampliando os negócios para vários Estados e regiões do País. Com seus 91 anos, lúcido e atento a tudo que acontece, surpreendeu-se com a notícia do tombamento do Cine Marrocos, empreendimento que é a menina dos olhos do empresário.

NÃO HOUVE TRATATIVA

Os familiares se surpreenderam mais ainda porque na justificativa do tombamento do imóvel enviado à Câmara, consta o seguinte:

“A proposta insere no rol de patrimônio histórico municipal o prédio que abriga o Cine Marrocos. Inaugurado em 1964, o local tem inegável relevância histórica no município. Possui uma arquitetura temporal, tipificada como “moderna” ou “modernista”, no mobiliário, luminárias, estrutura e acabamentos. Após tratativas com os proprietários, Ministério Público e comissão para abertura do processo de tombamento provisório do imóvel, optou-se por proteger o referido imóvel através da Lei Orgânica Municipal”.

ACONTECE QUE…

Os proprietários do Cine Marrocos desconhecem qualquer tratativa para tombamento. E nem há interesse nisso até porque a ideia, futuramente, é que o espaço seja uma espécie de memorial que resgate parte da história e da trajetória de Mário Leopoldo dos Santos, o Mário Pintado.

Portanto, não existe tombamento do prédio inaugurado em 1964 e, muito menos, tratativas por parte da Prefeitura de Lages para tal encaminhamento. Apesar de já estar na Câmara de Vereadores o projeto com emenda à Lei Orgânica, incluindo a estrutura como bem tombado.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *