Cotidiano

Serra amarela na Covid-19. E isso é bom!

NOVA MATRIZ DEIXA A SERRA EM SITUAÇÃO MENOS GRAVE

A incidência da Covid-19 na Serra Catarinense e os critérios como vagas de UTI, número de óbitos, testes, entre outros, já colocaram a região na cor vermelha (gravíssimo), laranja (grave) e agora adentramos numa situação que preocupa, mas em menor que escala que nessas classificações anteriores. Tanto que ao lado de outras quatro regiões catarinenses, a Serra aparece agora na cor amarela (risco alto).

OU SEJA

Sim, existe o risco e ele é alto, mas não naquelas classificações mais extremas como grave e gravíssimo. Para chegarmos a essa nova classificação da Secretaria de Estado da Saúde, estão sendo considerados os critérios indicativos que apontam menor agravamento da doença.

A nova matriz é construída com o intuito de refletir um retrato mais coerente com o atual momento do contágio, privilegiando uma avaliação detalhada e objetivando prevenir novos surtos em potencial. “Compreendemos que o momento é outro. O gerenciamento tira um pouco o foco da ampliação da estrutura hospitalar catarinense, que já aumentamos consideravelmente, e passa a levar em conta o diagnóstico rápido, o monitoramento e o rastreamento dos contatos”, resume o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Começamos o mês de outubro com esses dados da pandemia em Lages: 75 óbitos na cidade e outros 35 nos demais 17 municípios da Amures.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *