Cotidiano

Tribunal do Júri retorna em duas semanas

Poder Judiciário, mesmo no trabalho remoto, manteve atividades organizando procedimentos para a retomada quando da atuação com presencialidade. Prova disso é que o Tribunal do Júri da Comarca de Lages liberou a agenda do mês de outubro, quando voltam os julgamentos. O primeiro da pauta coloca no banco dos réus o acusado de autoria da morte de um comerciante numa fila de lanche em Lages.

RELEMBRE O CASO 

Era madrugada do dia 8 de junho do ano passado quando uma briga generalizada teria ocorrido na fila de um lanche na Avenida Camões, bairro Conta Dinheiro. Guilherme Muniz de Oliveira, então com 25 anos, acabou sendo golpeado com arma branca (faca). Ação tirou a vida do empresário, inclusive causando comoção devido a relação de amizade que o mesmo tinha por causa da atividade como dono de um restaurante de comida oriental.

JÚRI DO ACUSADO

Tão logo ocorreu o crime houve atuação conjunta da PM e Polícia Civil, chegando-se à autoria. O acusado fora processado, vencendo-se os trâmites para a realização do julgamento. E esse será realizado na abertura dos trabalhos do Tribunal do Júri, no dia 6 de outubro, uma terça-feira.

16 MESES

Considerando o crime e a data do julgamento, o Juiz Geraldo Bastos, presidente do Tribunal do Júri e equipe, estão conseguindo fazer um julgamento num intervalo de 16 meses desde o crime até o possível desfecho, numa evidência de celeridade nos procedimentos.

Juiz Geraldo Correa Bastos preside o Tribunal do Júri da Comarca de Lages com sessões de julgamento retornando em outubro, após o período sem atividades presenciais devido à pandemia

Informações: Taina Borges – NCI/TJSC – Serra e Meio-Oeste

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *