Cotidiano

Udesc emite nota por violência de PM

ASSUNTO DOMINA DISCUSSÕES ALÉM DE LAGES

Por ironia do calendário, no mês que Santa Catarina coloca em prática o Agosto Lilás sobre conscientização e combate à violência contra a mulher, Lages volta a protagonizar episódio que contraria tal campanha. O vídeo de morador identificado como policial militar atuando com truculência e violência contra cinco mulheres repercute inclusive em âmbito nacional.

NOTA E MAIS NOTA

Comando do 6.º BPM foi o primeiro e emitir nota informando da abertura de um procedimento correcional. Informa ainda que o referido policial que protagonizou o episódio estava regularmente afastado por se encontrar em grupo de risco perante à Covid-19. “E as ações ocorreram fora do âmbito profissional”.

UDESC SE POSICIONA

“O Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), repudia veementemente a agressão praticada por um policial militar contra cinco mulheres, dentre elas, três estudantes da instituição, na noite desta segunda-feira, 3, no Bairro Coral, em Lages. A Udesc Lages condena e considera injustificável qualquer ato de violência”.

Enquanto a campanha compartilhada inclusive pela PM prega a conscientização, em Lages a violência injustificável contra mulheres ganha repercussão

NÃO TEM LADO

Chegam mensagens e ponderações de que as mulheres envolvidas no episódio teriam dado causa à situação. Quem defender essa tese está acobertando um gesto e ato injustificáveis. Nada justifica que um policial atue da forma evidenciada no vídeo. As imagens de uma das mulheres com o rosto roxo deixam inconteste a agressão.

SILÊNCIO DO MUNICÍPIO

Se naquele outro episódio de cantorias com cunho machista nas ruas de Lages na noite de quinta-feira a Secretaria de Políticas Públicas da Mulher fez publicação repudiando com razão a postura, por enquanto no episódio da agressão do PM há ainda silêncio. É preciso posicionamento, combate, contrariedade a esse tipo de postura porque nada justifica violência contra a mulher!

Compartilhe

1 comentário para: “Udesc emite nota por violência de PM”

  1. Parabéns, ontem a noite tive discussão acalorada com 03 colegas de trabalho que tentaram dar alguma razão ao policial destemperado, não exite razão alguma. Imagina só, se cada vez que tivermos desavenças com vizinhos , usemos da intimidação e da força para ” vencermos ” a disputa ! Triste é o fato de que cada vez que um profissional age deste modo, toda uma categoria sofre junto. Que coisa boa foi a manifestação do Comando da Polícia Militar lamentando o fato deplorável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *