Cotidiano

UPA e Seara do Bem: Uma semana depois…

Existem algumas mudanças que parecem injeção: A expectativa é mais angustiante que a aplicação da vacina. Embora seja ainda prematuro para apontar como encaminhamento absolutamente ausente de transtornos, a primeira semana do serviço de atendimento não urgente na UPA transcorreu sem incidentes. Graças a Deus!

OCORRE QUE…

O período que antecedeu a mudança foi acompanhado de uma postura resistente que passava a impressão que a providência traria o caos. Mas desde a terça-feira da semana passada, dia 14, casos não urgentes de crianças com mais de 40 dias de vida são atendidos na UPA. Urgência e emergência seguem no hospital Seara do Bem.

DISCURSO POLÍTICO

Embora a alteração tenha ocorrido por razão técnica, devido a assinatura de um TAC com o Ministério Público (lá em 2016) e exigência do Ministério da Saúde, para fazer o repasse mensal na ordem de R$ 300 mil para ajudar custear os serviços, o assunto virou debate político. Mais que analisar a questão técnica, alguns vereadores lideraram a contrariedade. Isso contribuiu para gerar angústia nas pessoas, diante da pregação de que a alteração seria o caos.

CLARO QUE…

Como estamos falando de um setor que convive com realidades diferentes a cada dia – demanda de pacientes, eventuais defasagem de profissionais para atender – não dá para dizer que tal alteração deixará de registrar um ou outro problema. Mas situações administráveis, pelo que se constata.

E…

Se ao invés de criticar a mudança, que não era opcional ao poder público, aqueles que combateram tivessem ajudado a orientar e divulgar, a comunidade estaria ainda mais sintonizada sobre onde levar as crianças diante deste ou daquele quadro clínico.

O hospital infantil segue referência no atendimento de urgência e emergência e também de crianças com qualquer diagnóstico até 40 dias de vida. A instituição atende não apenas Lages, mas todos os municípios da Serra Catarinense e de outras partes do Estado.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *