Economia

Atual gestão gasta bem menos com cartão

O advento dos cartões corporativos como instrumentos de controle de gasto se constitui numa inovação. Isso é inconteste. Tirando deslizes, polêmicas e debates, o sistema é moderno, eficiente e, acreditemos, econômico. É o fim da era onde agentes públicos ficavam correndo atrás de notas fiscais para justificar gastos, visto que com os cartões tudo está ali, eletronicamente documentado. Os próprios órgãos de controle e fiscalização recomendam o sistema.

NADA É AD AETERNUM

Prefeito Ceron pediu levantamento daquilo que vem se gastando com os cartões corporativos nos últimos quatro anos. Ideia foi conferir se a atual gestão pratica gastança, ou se há desembolso moderado. Até porque se houvesse gasto exagerado, nada impediria de rever o sistema. Conferiu, a partir dos dados, que há gasto comedido. Inclusive bem menos que aquilo que se gastava na administração anterior.

DADOS MOSTRAM ISSO

Levantamento indicam que o último ano da administração anterior (10 meses com Elizeu e 2 com Toni Duarte) se registrou os maiores gastos com cartões corporativos, ultrapassando a barreira dos R$ 400 mil. O valor de 2016 foi tão alto que o primeiro ano da atual gestão gastos o equivalente a 1/4 do valor, conforme os números:

2015………R$ 275.000,00

2016………R$ 401.000,00

2017………R$ 106.000,00

2018……….R$ 49.000,00*

*Até o dia 28.09.18

Compra direta com cartão corporativo chegou a R$ 401 mil em 2016. Valor bem superior aos R$ 106 mil do ano passado

OU SEJA

Há um autocontrole bem maior em termos de gastos com pagamento direto de despesas numa comparação entre os dois últimos anos da administração anterior e a atual. Se no passado não se acompanhava tais despesas, atualmente há um rigorismo, até por causa de gastos estranhos – e outros interpretados errados – que pipocaram recentemente nas redes sociais, a partir de manifestação do vereador Jair Júnior. Mas há evidência que o problema não é o sistema de cartão corporativo, mas o controle e o gasto consciente com aporte exatamente naqueles despesas pequenas e urgentes, razão da existência do mecanismo.

Compartilhe

1 comentário para: “Atual gestão gasta bem menos com cartão”

  1. Eles não fazem mais do que suas obrigações. Economizar é um dever, pq gastar tanto, o dinheiro é do povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *