Economia

Berneck: Maquinário espera licença do IMA

Num depois de amanhã desses, a partir do cumprimento das exigências legais, o IMA (antiga Fatma) confirma a liberação da LAP – Licença Ambiental Prévia que permite que máquinas adentrem à área onde a Berneck instalará a planta industrial e executem a terraplanagem. Quem passa pelo local – às margens da BR-116 – percebe que esse trabalho já fora iniciado. Mas como não atendeu a norma, houve embargo e multa à Berneck.

EQUIPAMENTOS PRONTOS

Estacionadas numa área anexa ao Posto Guarujá da BR-116, em área locada daquele estabelecimento, as máquinas pertencentes à empresa Dalba Engenharia entram em ação tão logo saia o documento de autorização para mexer no terreno. São retroescavadeiras, caminhões, motoniveladoras e outras máquinas utilizadas em obras rodoviárias aguardando. A Berneck pretende vencer esse atraso causado pela falta de licença, acelerando as obras na fase da terraplanagem.

Canteiro de obras instalado pela Dalba Engenharia de onde será comandado o trabalho para terraplanar área da Berneck atrás do Posto Guarujá na BR-116

Ideia do maquinário deslocado para o canteiro de obras à espera da licença para entrar em operação no terreno às margens da BR-116

AS ÁREAS DA BERNECK

Berneck terá exatos 986.119,95 m² de terreno para construir a planta industrial. Como se diz aqui na região, quase um milhão de campo. Dessa quantia de área, a empresa comprou 80.000 m² direto da família dona das terras. Outros 566.425 m² já foram dados em posse à Berneck, mas há discussões judiciais sobre esse pedaço de terras. E uma terceira área de 339.694,95 m² foi adquirida pela prefeitura de forma amigável da empresa JBS (vizinha do futuro empreendimento).

ESCRITURA ENTREGUE

Essa área doada pelo município a partir da aquisição junto à JBS foi documentalmente entregue à Berneck nesta semana. A escritura do imóvel ficou pronta e foi assinada pelo prefeito Ceron e repassada ao gerente da empresa na unidade de Curitibanos, João Junior Sena Ribeiro.

Escrevente Mirelle Klein e o procurador Agnelo Miranda acompanham com o gerente Sena Ribeiro a assinatura da escritura pelo prefeito Ceron e o secretário Mário Hoeller

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *