Economia

Casan ou Semasa: Quem cobra menos tarifa?

Porque bem devereda apareceria um vereador – e até algum costurador de rede social – aplaudindo a ‘boa notícia’ do fim do consumo mínimo de água anunciado pela Casan e incitando que a Semasa adote a mesma política em suas tarifas, trocamos dois dedos de prosa com o secretário Jurandi Agostini para entender a dinâmica. E antecipamos: não é vantagem ao lageano que a Semasa adote o modelo da Casan.

ENTENDA A RAZÃO

Interpretando melhor essa ‘novidade’ anunciada pela Casan, observa-se que a empresa passa a cobrar R$ 29,49 pelo ‘aluguel do hidrômetro’. Tem hidrômetro instalado, o valor é R$ 29,49. E se pagar a mais cada gota de água que consumir. É verdade que é uma estratégia para economizar água, visto que, quanto mais se gasta, mais paga. E antes se gastava até 10 metros cúbicos e pagava o mesmo R$ 45,19.

QUANTO CUSTARÁ?

Numa matemática simples: Cliente da Casan pagará R$ 29,49 pela tarifa de serviço (por ter hidrômetro) e R$ 1,96 para cada metro cúbico consumido. Se consumir os mesmos 10 metros cúbicos pagará mais R$ 19,60. Ou seja, ao invés dos atuais R$ 45,19 passará a pagar R$ 49,09. Ou seja, a mudança só é boa para quem gasta menos de 10 metros cúbicos por mês.

E A SEMANA O QUE COBRA?

Enquanto a Casan vinha cobrando R$ 45,19 pelos até 10 metros cúbicos mensais, pela mesma quantidade a Semasa cobra R$ 31,36. Jurandi Agostini aponta que não é interessante para o consumidor alterar o sistema de cobrança. “As pessoas vão pagar mais do que pagam atualmente. Nossa tarifa é mais baixa”. Jura tem razão e uma conta simples confirma isso.

Secretário Jurandi, nesse registro no trecho, faz as contas e garante que o sistema de cobrança da Semasa é mais vantajoso ao consumidor

Compartilhe

1 comentário para: “Casan ou Semasa: Quem cobra menos tarifa?”

  1. Edson, você deveria ler mais e acompanhar as mudanças junto às agências reguladoras, as mudanças vêem em conjunto, agora me diga no que melhorou o sistema de água em Lages durante todo o tempo de semasa, isso sabendo poucos que o serviço é terceirizado pela própria semasa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *