Economia

Demissões: Algo de errado não está certo

Houve uma desanimada geral com os dados deveras preocupante compartilhados pelo Sebrae/SC em relação as demissões ocorridas em Santa Catarina no intervalo de 30 dias como reflexo da pandemia. Os números são, de fato, bastante preocupantes e apontam que uma em cada nove pessoa economicamente ativa no Estado perdeu o emprego. São 406.000 desligamentos, equivalente a quase três vezes a população de Lages.

NA SERRA OUTRA MULTIDÃO

A pesquisa pesquisa do Sebrae/SC aponta que somente em 29 municípios da região macro que abrange a Serra Catarinense foram feitas 18.510 pessoas. É quase a metade do número de pessoas com registro em CTPS na cidade de Lages. Mas daí veem os números do Rio Grande do Sul, espelhados na edição desta quarta-feira, 22, do jornal Zero Hora onde o quantitativo de demissões é inferior a 2% daqueles desligamentos feitos em Santa Catarina.

O QUE APONTA O ZERO HORA

Tendo como origem informações sindicais, no Estado gaúcho teriam ocorrido 5.300 demissões. Os dados estão na versão on line do ZH e podem ser acessados aqui.

Ainda segundo a reportagem de Zero Hora, não há dados oficiais sobre as demissões no RS. Mas essa informação de 5.300 desligamentos em território gaúcho e 406.000 em Santa Catarina, algo de errado não está certo. Ou os números catarinenses estão superestimados ou no Rio Grande do Sul a realidade é outra e mais avassaladora.

Compartilhe

1 comentário para: “Demissões: Algo de errado não está certo”

  1. Exatamente Edson, vi essa reportagem do Rio Grande do Sul e estranhei bastante a discrepância com os dados de SC, por lá fechou tudo assim como em SC ou foi mais gradativo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *