Economia

Grande Hotel Lages: Porta rosa surpreende

Quem passa pela Rua João de Castro e olha de relance a portaria do Grande Hotel Lages se surpreende com a porta rosa guarnecendo aquela de vidro. A razão é deixar bem explícito que o estabelecimento está de portas fechadas, a partir do pedido de falência protocolado.

Assim está a entrada de um dos principais hotéis de Lages que atravessou por diversos procedimentos de revitalização e reformas, mas que funcionava desde os idos de 1958

A GENTE ACREDITA (E TORCE) QUE…

Naturalmente que o pedido de falência da pessoa jurídica que administra o Grande Hotel Lages, que veio ao mundo há 62 anos, não deve ser o fim da história daquela esquina da cidade em termos de exploração hoteleira. Até porque a falência não significa demolição. A tendência é se vencer essa etapa, superando dívidas e problemas que levaram a tal situação e, mais adiante, o prédio ser passado adiante, possivelmente para voltar à atuação no ramo hoteleiro.

MAS É RUIM

Claro que é o assunto desta a quinta-feira quando se tornou pública a questão da falência porque evidencia, por tabela, uma realidade que mescla a gestão e a realidade dos negócios na cidade. E ocorre exatamente num momento em que a bandeira Ibis está para ser levantada nas margens da BR-282, ali perto do Garden Shopping. Significaria que o problema talvez não seja fluxo de hóspedes, mas fluxo de caixa na gestão.

A imagem de um gigante que ficou menos grande com o fechamento das portas

Compartilhe

2 comentários para: “Grande Hotel Lages: Porta rosa surpreende”

  1. Caro Edson, meus pais se casaram em 30/12/1955, sendo que a festa de confraternização ocorreu nas instalações do Grande Hotel Lages, ou seja, ele já existia. Abraço.

  2. É uma noticia muito lamentável. O Grande Hotel Lages, que foi um dos melhores do sul do pais, também administrava um dos melhores restaurantes do sul do Brasil, o Lago’s Restaurante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *