Economia

IMA embarga obras iniciais da Berneck

Em tese não se trata de uma situação de inviabilidade, mas de retardo na implantação da planta industrial da Berneck às margens da BR-116 em Lages. Dá para tratar a questão inclusive como amadorismo de uma gigante que tem experiência no assunto e não deveria (e nem precisaria) passar por isso. De qualquer forma, os procedimentos relacionados à instalação da empresa, cujo trabalho inicial é a limpeza do terreno para posterior terraplanagem iniciou sem a LAP – Licença Ambiental Permanente*.

E DAÍ…

Sem esse documento, necessário em qualquer intervenção mais significativa numa área a abrir investimentos do gênero, o IMA (antiga Fatma) embargou o início dos trabalhos. A Berneck foi autuada para que apresente documentos necessários pela legislação. Não se trata de qualquer providência por parte do IMA fora daquilo que se exige nesses casos. Apenas a empresa, como conhecedora da realidade, deveria ter providenciado previamente aquilo que é indispensável quando de uma intervenção no meio ambiente, como é o caso em tela.

Os trabalhos iniciais de limpeza do terreno (retirada de raízes dos pínus que foram derrubados) iniciaram ainda em meados de abril. Porém, as intervenções precisam de uma licença ambiental que a empresa não possui… ainda!

E AGORA?

A providência em caráter de urgência por parte da empresa é buscar a chamada LAP. Para tanto precisa desmembrar a área que adquiriu para complementar aquele terreno doado pela prefeitura. Para tanto – e o pessoal da Berneck deve saber disso – precisa fazer um georeferenciamento amplo da área. Como dissemos, não se trata de inviabilidade, mas de vencer procedimentos indispensáveis para trazer ao mundo esse tipo de estrutura.

*Corrigindo: LAP é Licença Prévia e não Permanente como grifamos, conforme nos corrigem, com razão, nos comentários!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *