Economia

IPTU: Quantos imóveis urbanos em Lages?

Ano que vem será importante para os municípios brasileiros, inclusive Lages. Será o ano do tira-teima sobre o número de habitantes. Ainda patinando naquela estimativa do IBGE de que somos menos de 158.000 viventes na paróquia, toda hora surgem números que contradizem tal realidade.

O MAIS RECENTE

Nestes primeiros dias de janeiro a Secretaria de Planejamento anunciou que está distribuindo 91.251 boletos de IPTU. Significam, portanto, mais de 90 mil endereços. Considerando que parte desse quantitativo se refere a imóveis industriais e comerciais – até porque imóveis públicos da União e Estado não pagam IPTU – há em Lages próximo a 70.000 residências na área urbana. Se colocarmos 3 moradores em cada unidade residencial em média, temos ideia de quantos somos na verdade.

PRÉDIOS E LOTEAMENTOS

Esses 91.251 boletos de IPTU tendem a aumentar até findar 2020. São prédios residenciais em construção (alguns em fase final de obra) que passam a ser ocupados por novos moradores. Some-se a isso os mais de 10 loteamentos urbanos que apresentaram documentos na Seplan e estão em implantação.

E…

Apontar que em 24 meses esses 91 mil boletos chegam aos 100 mil não é exagero. Só é preciso contar bem a população no Censo de 2020 para que o município tenha o retorno de impostos previstos em lei, por ter um contingente habitacional maior que esses 158 mil estimados até então.

Permitam ilustrar esse post sobre a expectativa de que somos bem mais que aquilo que o IBGE estima – em termos populacionais – com mais essa imagem da MSM Imagens Aéreas evidenciando uma Lages esparramada e crescendo!

Compartilhe

1 comentário para: “IPTU: Quantos imóveis urbanos em Lages?”

  1. Tem muito carne de IPTU que não é de moradia, no meu caso tem um da caixa da luz, e outro de um toldo de lona. Já houvi relatos de carnes emitidos para casinha do gás e para canis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *