Economia

Lageanos são os que mais acertam as contas

Nem é por causa dos 500 pilas do FGTS que estão sendo pingados nas contas de quem tem poupança na Caixa a partir desta sexta-feira, 13 – ou saque personalíssimo aos sem conta da CEF – que o lageano dá um exemplo bacana para Santa Catarina. Levantamento é da Facisc e indica que entre as grandes cidades do Estado, Lages é a única que apresenta redução da inadimplência no primeiro semestre de 2019. Isso mesmo. Não apenas estamos pagando em dia, como algumas daquelas contas que estavam no purgatório – devo não nego, pago... – foram resolvidas.

OS DADOS OFICIAIS

Sheila Rosa da área de Comunicação da Acil compartilha os dados da Facisc que são indicativos de que a inadimplência – por causa da crise – aumentou 3,5% em Santa Catarina de janeiro a junho. Entre as grandes cidades, Blumenau apresentou aumento de 7,0% na inadimplência e até a gigante Joinville tem consumidores pendurando os débitos em quantidade maior. No primeiro semestre, 6,2% dos joinvilenses amargam a inadimplência.

LAGES COMO FICOU?

Pelos dados oficiais da Facisc, o consumidor lageano além de se manter – na média – estável, sem aumento de inadimplência, ainda apresentou um recuo de 0,7%. Traduzindo isso, significa que no geral, além de percentualmente zerar a inadimplência, ainda houve um índice de 0,7% de dívidas antigas resolvidas. Não significa que não há inadimplência na cidade, mas o índice de resolução de débitos é maior.

Lages aparece no vermelho no mapa, mas que nada, os lageanos estão no azul em termos de inadimplência. Esse índice negativo, significa que o consumidor da cidade está em dia

Outra notícia positiva para o comércio lageano. A cidade ficou acima da média de 5,8% do Estado na recuperação do crédito. Daqueles inadimplentes, 7,6% recuperaram o crédito.

Maizzá lageanos!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *