Economia

Lages debate qualidade de leite no Brasil

A palestrante doutora Lorraine Sordillo, MSc, Ph.D., professora de Ciências Clínicas de Grandes Animais na Michigan State University abordará os detalhes em relação à influência do manejo do rebanho leiteiro como fator para a qualidade do leite. Professor Umberto Bernabucci, da Universidade de Tuscia-Viterbo, da Itália, coloca o tema impacto do estresse térmico como outra situação a ser considerada influenciando a qualidade do leite que, depois dos vários processos, chegará a mesa do consumidor.

ENTÃO…

Esses são dois entre os 16 especialistas que até amanhã, sexta-feira, 13, participam e palestram no VIII Congresso Brasileiro de Qualidade do Leite (CBQL), no Centro Serra Convention Center. Evento conta com 626 técnicos e especialistas da área de diversas partes do País presentes em Lages.

Uma ideia da plateia técnica e especializada num dos assuntos mais importantes para a produção leiteira da pecuária não apenas do Estado, mas de todo o País

O MODELO DE SC

Na abertura do Congresso, uma das abordagens se relacionou à questão de mercados. Inclusive sobre os obstáculos a serem superados para que o Brasil, em especial Santa Catarina, possa exportar leite, a exemplo da China como destinatário. Alguns dos pontos a serem analisados são escala de produção, implantar áreas livres de brucelose e tuberculose bovina, organização logística e cumprimento de normativas, seguindo-se também os padrões internacionais de comércio. Não se pode esquecer que Santa Catarina é Estado livre da febre aftosa sem vacinação, comprovando sua sanidade no plantel.

Prefeito Ceron, que foi Secretário de Estado da Agricultura entre 2007 e 2010 e que entende bastante do setor, integrou-se com os organizadores e técnicos, discutindo a realidade e perspectiva do setor leiteiro. Atualmente, 75% da produção catarinense vem do Oeste do Estado

DESAFIOS PARA O BRASIL

De acordo com o Conselho Brasileiro, através do presidente, professor André Thaler Neto, a qualidade do leite no Brasil passa por uma fase de grandes transformações, principalmente considerando a recente publicação de novas normativas para a área no país, implantadas pelo Ministério da Agricultura. O Conselho Brasileiro de Qualidade do Leite (CBQL), que tem como missão promover a qualidade do leite e derivados, está contribuindo para este debate. “A ideia é integrar ciência, ensino e o setor produtivo”, resume Thaler.

Thaler, professor do CAV e presidente do CBQL (ele aparece com a cabeça no azul da bandeira) defende ciência, ensino e setor produtivo engajados

Fotos: Toninho Vieira

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *