Economia

Lages receberá R$ 6,9 milhões do pré-sal

Sabe aqueles debate intermináveis no DF que tomam conta do noticiário nacional e você pensa que é algo que nunca repercute na nossa aldeia? Retire esse conceito se o assunto for a distribuição dos recursos do megaleilão do pré-sal.

ISSO PORQUE…

O Estado de Santa Catarina receberá R$ 187 milhões. Dinheiro que o governador Carlos Moisés pode pingar no déficit previdenciário. Já os 295 municípios, considerando critérios populacionais e de renda per cápita, receberão R$ 412 milhões.

QUANTO PARA LAGES?

Versão on line do DC informa que Lages receberá a fatia de R$ 6,9 milhões daquela montanha de dinheiro do megaleilão do pré-sal. A deputada Carmen Zanotto, via assessoria, aponta que o montante a ser depositado para Lages será um pouquinho menos: R$ 6.700.000,00. A parlamentar lageana comemorou o resultado das costuras que permitiu essa divisão do bolo do pré-sal a Estados e Municípios.

O QUE CERON FARÁ?

A sugestão e orientação é para que esses recursos do pré-sal se destinem a tapar o rombo previdenciário nos Estados e Municípios que têm regime próprio de previdência (na Serra somente Lages e Otacílio Costa possuem institutos municipais de previdência). Se o prefeito de Lages destinar os recursos para esse fim, conseguirá bancar o rombo por aproximadamente três meses.

SÓ ISSO?

Essa situação evidencia o quanto Lages está gastando para tapar o buraco do LagesPrevi, visto que todo mês são mais de R$ 2 milhões que são destinados para complementar os gastos com aposentadorias e pensões. Assim, R$ 6,9 milhões servem para custear 3 meses do déficit. E só.

O dinheiro do pré-sal deve ‘entupir o déficit’ que o município de Lages banca no LagesPrevi por 3 meses. Isso evidencia o quanto a prefeitura está gastando para equilibrar os gastos do sistema previdenciário municipal

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *