Economia

Vereadores lageanos favoráveis à reforma?

Estava deixando passar o assunto, mas leio no perfil do Josias Rodrigues na rede social a postura de vereadores lageanos que, após a audiência pública que debateu a reforma da previdência – discussão proposta pelo vice-presidente da Câmara, vereador Amarildo Farias (PT) – recusaram elaborar uma moção de repúdio contrária às mudanças que se pretende implantar na vida de todos os brasileiros.

SERÁ QUE É ISSO?

Você deve estar pensando que a posição dos vereadores da paróquia nem faz ‘cosca’ naquilo que está em discussão em âmbito nacional. Ledo engano. É o posicionamento de cada ente e cada liderança que vai formando um coletivo para contestar o goela abaixo daquilo que está por vir.

ATÉ PORQUE…

A reforma é necessária e deve ser aprovada. O que precisa ser combatido – e moções legislativas ajudam a pressionar nesse sentido – é que uma pessoa trabalhe até 65 anos para conseguir se aposentar. Quem iniciou a labuta com 16 anos vai ter que trabalhar 48 anos? E daí há várias situações a serem consideradas antes desse regramento colocado na Câmara virar lei.

E ASSIM

Um posicionamento daqueles que representam as pessoas em cada município é fundamental para combater o goela abaixo que se desenha em âmbito de Congresso Nacional. A menos é claro, que os vereadores estejam de acordo com as judiarias desenhadas na reforma.

Josias Rodrigues compartilha inclusive a montagem, dando a entender que os sete vereadores acima recusaram a ideia de uma moção de repúdio à reforma. É isso, nobres legisladores?

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *