Evento

Detalhes da festa de quase R$ 10 milhões

Difícil estimar o custo real para a realização de uma edição como deste ano da Festa do Pinhão. Porém, é inconteste que se fosse o município a promover, naqueles moldes anterior à atuação da Gaby Produções e GDO, teríamos um custo de quase R$ 10 milhões para contratar artistas, bancar estrutura, custear divulgação, além de outras ‘perfumarias’ que no final resultava naquele déficit que gerava debates e reclamações.

APRESENTAÇÃO DO EVENTO

Nesta segunda-feira, 15, os articuladores do evento apresentaram informações sobre a edição deste ano. Representantes da Gaby e GDO detalharam o que está se fazendo para manter o padrão de atrações, assim com a estrutura prevista para o parque Conta Dinheiro.

Lauri e Beto Ody na apresentação dos detalhes deste ano durante lançamento à imprensa na manhã de segunda-feira, 15

SOBRE O FUTURO DO EVENTO

Explanação sobre números chega num momento oportuno, visto que a Prefeitura irá licitar o evento para os anos seguintes. Oportunidade para o município não perder de vista que não dá para aceitar nada a menos que aquilo que temos hoje – em termos de shows e estrutura – para quem pretenda operar a Festa do Pinhão até 2024.

SEM AVENTURAS

É indispensável que nesse processo licitatório, claro e transparente, amarre-se bem determinadas regras, para que, de repente, não cheguem aventureiros pensando que a Festa do Pinhão é uma mina de ouro, podendo ser tocada de qualquer forma.

CLARO QUE…

Não se trata de direcionar a licitação – até porque isso é crime – mas de alinhavar para que aventureiros não pensem que podem dar ao evento essa dimensão, sem que tenham na retaguarda experiência, conhecimento e parcerias que mantenham esse nível gigantesco que se torno cada edição.

Beto Ody e os desafios por trás de um evento que mobiliza Lages e que neste ano acontece na segunda quinzena de junho

Fotos: Nilton Wolff

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *