Geral

1/3 do movimento no Terminal Urbano

EFEITOS DA PANDEMIA E PÓS-RESTRIÇÕES INDICAM QUE O LAGEANO NÃO VOLTOU (EM SUA MAIORIA QUE USAVA) A UTILIZAR ÔNIBUS URBANO

Na informação oficial sobre investimentos do município em itens de segurança e emergência no Terminal Urbano de Lages, vem junto um dado que merece observação. Trata-se da redução do movimento de pessoas na estrutura de embarque e desembarque dos ônibus da Transul. Cita-se, por exemplo, inclusive a partir de dados do Gerente de Tráfego da Transul, Genésio Küster, que diariamente circulam 2.500 pessoas no Terminal Urbano. O próprio Küster observa que antes da pandemia esse número variava entre 7 mil e 8 mil pessoas.

SIGNIFICA PORTANTO QUE…

Antes da pandemia (março de 2020) eram, na média, mais de 200.000 pessoas circulando todos os meses no Terminal Urbano. Atualmente seriam cerca de 75.000 pessoas. Como estamos falando de um serviço concessionado (o município deveria prestar, não fosse a concessão), daí a explicação das dificuldades da empresa Transul e a razão dos aportes do município para o chamado equilíbrio econômico do contrato (da concessão).

Sobre o aparato de segurança às emergências, o Terminal Urbano passou a dispor de placas indicativas, diante de uma eventual necessidade de saída às pressas das pessoas do local. Há ainda extintores de incêndios e luminárias especiais, numa providência orientada pelo técnico de segurança do trabalho da Prefeitura, Glauco Denni Alves Rodrigues e do  engenheiro de Segurança do Trabalho, Bruno Grochovski.

Compartilhe

1 thought on “1/3 do movimento no Terminal Urbano”

  1. Apenas para constar, sábado minha esposa e filha precisaram ir ao centro da cidade, fizeram uma rápida pesquisa, e pra surpresa de ninguém é mais barato sair daqui do Santa cândida de Uber, do que de ônibus. Adivinha qual elas escolheram? Fica dica pro pessoal da transul, ou evolui ou vai viver de ajuda da prefeitura….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *