Geral

20 anos do Corredor de Canto e Poesia

DESDE 2002 A OFICINA DE COMPOSIÇÃO POÉTICA ARTISTAS, COMPOSITORES E MANTÉM VIVA A PRODUÇÃO NATIVISTA INTEGRANDO SC E RS

Todo ano um artista é reverenciado no Corredor de Canto e Poesia. E durante 24 horas, a partir da entrega de tema, os participantes vão compor músicas, poesias, conteúdos que tenham a ver com o tradicionalismo, nativismo, o gauchismo que tanto caracterizam os pagos do lado de lá e do lado de cá do Rio Pelotas.

HISTÓRIA DO CANTO E POESIA

O Corredor de Canto e Poesia surgiu naquele novembro de 2002. Desde então percorre as fazendas aqui na Serra Catarinense, reunindo compositores, artistas e músicos. Nessas duas décadas muito se produziu em termos de obras musicais e poesias. Amanhã, sexta-feira, 18, a edição que marca os 20 anos inicia. O artista reverenciado neste ano é ninguém menos que Adair de Freitas, intérprete de verdadeiros hinos como Milonga do Vaqueano, De Já Hoje, Previsão, Meu Canto e muitas outras. Antes de integrar o evento, Adair de Freitas dá uma canja em um show na boca da noite desta quinta-feira, 17.

Trança de Cordas se apresenta antes do lendário Adair de Freitas no Mercado Público de Lages na boca da noite desta quinta-feira, 17

E MAIS

Adair de Freitas receberá o Troféu Madrinheiro. Outros troféus a serem entregues seguem as menções tropeiras: Troféu Cincerro, Bruaca, Estalo de Reio, Estouro de Tropa e Fogo de Chão. Todos para os participantes do Corredor de Canto e Poesia, pela produção que decorrer durante o período do evento.

***

Abaixo conteúdo publicitário!

EMPÓRIO DAS CARNES LEMBRA VOCÊ…

O tradicional chester desossado recheado que é sucesso na mesa dos lageanos a partir do preparo pelo Empório das Carnes!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *