Geral

57 anos do título do colorado lageano

USO DA TECNOLOGIA COLOCA COR NA FOTO DO TRIO QUE INTEGROU O TIME CAMPEÃO DE 1966.

O Internacional de Lages participou pela primeira vez de uma disputa nacional nos idos de 1966. Era a Taça Brasil, disputada aos moldes da atual Copa do Brasil, no sistema mata mata, quando o colorado lageano enfrentou o Ferroviário que mais tarde daria origem ao Paraná Clube que anda mal das pernas atualmente. No jogo de ida em Lages, antes de existir o Tio Vida, houve empate em 3 a 3. No jogo de volta, o colorado foi derrotado. A chegada à Taça Brasil decorreu da conquista do Campeonato Catarinense de 1965 cuja final foi em março de 1966.

MEIO SÉCULO DO TÍTULO

Foi no dia 27 de março de 1966 que o Internacional de Lages conquistou o único título de Campeão Catarinense da divisão principal do futebol de Santa Catarina. Quando fechamos meio século daquela data, houve homenagem aos ídolos da década de 1960 no Tio Vida…

O registro acima é de Fom Conradi e aponta Zezé, Antenor, Anacleto, Armindo Araldi, Cristopher Nunes, Abílio, J. Batista, Nicodemos e Suelen Chaves, atualmente empresária e participante do programa Copa & Cozinha da Rádio RC7 e, na época, musa do Inter.

Aqui o elenco que disputou o Campeonato Catarinense de 1965 cujo título foi decidido em 27 de março de 1966 com a conquista do colorado lageano

UM RETRATO 57 ANOS DEPOIS

Porque chegaremos na última segunda-feira deste mês aos 57 anos da conquista daquele título, puxamos para a página a foto original do trio Roberto Caramuru, Zezé e Setembrino, a qual foi colorida utilizando a tecnologia pelo publicitário Antônio Jader Marques.

Eis Caramuru, Zezé e Setembrino no registro que acreditamos ser no então Vermelhão de Copacabana, que abriga atualmente a nova ala do Hospital Tereza Ramos

VAMOS SUBIR INTER!

A gente volta e meia mergulha nessas histórias do Internacional de Lages porque se há poucos títulos nessa caminhada bonita que se aproxima de 3/4 de século de existência (fundado em 1949), o que não faltam são acontecimentos, fatos que marcaram a trajetória. Neste ano há toda uma ideia de organizar um bom time, fazer uma Série B com foco e, de repente, a partir do êxito no projeto, chegarmos à Série A ano que vem. Naturalmente, não basta a ideia. A cidade, no caso aqueles que gostam de futebol, precisam pegar juntos. Vamos torcer!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *