Geral

A discrição do protesto em Lages

23 CARROS E UM CAVALINHO NAS RUAS DEFENDENDO INTERVENÇÃO MILITAR

“Mesmo assim estamos aqui no hospital, nesse suspense”. Mensagem que recebemos de uma das pessoas que atua no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres diante da mensagem falsa (e maldosa) de que o movimento de apoio ao Presidente Bolsonaro e defesa da Intervenção Militar deveria ‘invadir’ o estabelecimento de saúde. Previamente um dos coordenadores do movimento, Francisco Ramos, lamentou a mensagem que não partira do grupo, mas sim da esquerda lageana para desacreditá-los.

DE QUALQUER FORMA

O movimento se fez na manhã de domingo. E foi de uma discrição que reuniu menos veículos que um cortejo fúnebre. Era 23 veículos e meio (o meio era um veículo daqueles curtinhos, pequenos, que parecem meio) e ainda um cavalinho de carreta da rede American Oil. A contagem da frota ocorreu na Avenida Camões, antes do grupo descer pela Rua Hercílio Granzotto em direção à Duque de Caxias, sem atravessar o bairro Coral por inteiro.

O cavalinho da carreta fechava a fila, todos seguindo pela direita da Avenida Camões, depois da concentração nas imediações do quartel do Exército

Eram 23 veículos pequenos e caminhonetes percorrendo o trecho com bandeiras do Brasil e balões com a cor verde e amarela

Ao chegar nesse ponto, os protestantes desceram pela Rua Hercílio Granzotto, sem seguir na Avenida Camões pelo bairro Coral

Antes da passagem pelo viaduto do da Duque de Caxias, os protestantes precisaram retirar essa faixa de ‘protesto ao protesto’.

EM TEMPO

O teor do post é apenas informativo e ilustrativo, sem defender e ofender ninguém!

Compartilhe

8 comentários para: “A discrição do protesto em Lages”

  1. Começamos a semana com um boa notícia!
    23 carros em um protesto contra a democracia (pedindo intervenção militar) é o FRACASSO do ato e a VITÓRIA do Estado Democrático de Direito.
    Pena que essas pessoas não respeitam a vontade da maioria (são antidemocráticas) e querem impor a sua vontade pela força (intervenção militar), por isso acredito que mesmo constatando que não tiveram apoio da população após ampla divulgação do ato, continuarão a bradar esses absurdos para retirar direitos de uma população já tão desigual como a brasileira.
    Mas o fracasso deles é a nossa alegria! VIVA O BRASIL! VIVA A DEMOCRACIA!

    1. De fato, o esvaziamento dessas manifestações absurdas é uma das melhores noticias que há para a democracia 😀

    2. 1o que a esquerda jamais iria aterrorizar os profissionais da saúde, justamente porque não somos nós nós negacionistas da epidemia

      2o a retirada da faixa diz mais sobre a direita do que sobre a esquerda. Direita antidemocrática e ditatorial.

      3o reveja as suas fontes jornalísticas porque, no momento, quando vc acusa a esquerda de algo, mune essa direita que sai pra rua pedir intervenção militar.

  2. Que ridículo esse protesto, são pessoas extremas como essas que me faz ter cada diz mais vergonha de ter votado nesse imbecil que brinca de administrar nosso país, eu acho a policia deveria ter descido o cacete nessa galera para eles terem uma amostra gratuita do regime militar.

  3. Concordo plenamente Thiago. Com o cenário atual. Mais de 3 mil mortes por dia. E ainda tem gente fazendo movimentos. Pra reinvindicar esse absurdo. Acordar cedinho, vestir a camisa da seleção, possivelmente a do Ronaldinho gaúcho, é Ilário! Estão tirando o serviço dos humoristas,!!!!!

  4. Essas pessoas deviam se envergonhar com um pedido desses, não sabem o que é democracia e com certeza não viveram o tempo da ditadura no país, ainda bem que foi um fracasso

  5. O problema é esse, fazer esse tipo de protesto é ofender a cada um que perdeu a vida pra covid, e a cada ente querido seu. Ontem eu chorei em cima da tarefa de uma aluna, que escreveu falando da morte da mãe. Uma criança de 13 anos sem a mãe. Nossa cozinheira enterrou seu pai semana passada. Não importa a idade, a dor é a mesma, e o sentimento de impotencia diante da obvia, evidente, indisfarçavel incompetencia desse governo só aumenta a dor. A tua liberdade acaba quando começa a do outro. O teu direito acaba quando ofende o direito do outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *