Geral

A obra que vai ‘desentupir Lages’

ASFALTAMENTO ENTRE PALMEIRA E CORREIA PINTO VAI TIRAR PARTE DO TRÁFEGO DE CAMINHÕES DE LAGES. OBRA CUSTARÁ R$ 140 MILHÕES

Ao comentar sobre a autorização do governador Moisés para o asfaltamento da rodovia que liga Palmeira a Correia Pinto, o prefeito desse último município, Edilson Chouriço Germiniani, observou que a obra não beneficiará apenas os dois municípios. “Esse asfaltamento vai desentupir a cidade de Lages. Vai ser um ganho de tempo e de qualidade de vida”.

Prefeito Edilson Germiniani assinando como testemunha no ato da sexta-feira à noite, a autorização do governador Moisés para licitar o asfaltamento da SC-284

IDEIA DA IMPORTÂNCIA DA OBRA

Esse asfalto vai encurtar a distância, inclusive das unidades da gigante Klabin, situadas em Otacílio Costa e Correia Pinto. Porque tem interesse na obra, a própria empresa viabilizou o projeto. Atualmente para se deslocar de Otacílio Costa a Correia Pinto, são cerca de 70 km. Com o asfalto, essa distância será reduzida para 25 km. Palmeira está 62 km (pelo asfalto) distante de Correia Pinto. Com a pavimentação, serão apenas 17 km de distância.

Governador Moisés com o prefeito Fabiano Baldessar (MDB) durante a abertura da Festa da Madeira, quando foi assinada a autorização para licitação da estrada

AGRADECIMENTO

Na avaliação da prefeita de Palmeira, Fernanda Córdova (PL), a principal vantagem do asfaltamento é o encurtamento das distâncias. “Nós só temos a agradecer ao Governo do Estado por essa parceria. Essa é uma obra muito importante, aguardada há anos”. A obra custará R$ 140 milhões aos cofres estaduais. “A pavimentação entre Palmeira e Correia Pinto tem também um fator de integração regional. Por essa estrada, será mais fácil para moradores do Alto Vale acessarem o aeroporto regional de Correia Pinto”, explica o governador Moisés.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *