Geral

A rainha e a deselegância

Que deselegante!

Parafraseando a jornalista Sandra Annenberg, visualiza-se uma deselegância sem tamanho fomentar a ausência desta ou daquela candidata no trio como rainha e princesas da Festa do Pinhão. É natural discordância, contrariedade e até um chacoalhar de cabeça sobre aquilo decidido, mas que isso fique na prosa do cafezinho e não numa exteriorização dando a impressão de que as eleitas são ‘culpadas por serem as escolhidas’.

ASSIM

Em regra – e já fui jurado em três desses concursos – os jurados se baseiam em um conjunto de critérios e não apenas na feição da concorrente. Acaba sendo um desrespeito a quem foi escolhida, quando se tenta comparar porque esta ou aquela preencheria melhor a função. Para familiares, amigos, colegas de trabalho e torcedores, a sua candidata, eleita ou não, era a melhor sempre. Mas como há só três vagas…

Aqui está o trio escolhido no concurso para a edição deste ano da Festa do Pinhão, evento que por sinal inicia dentro de dois mês e dois dias em Lages

ENTÃO

Só faltou no mimimi do ‘esta ou aquela era mais bonita’ incluírem pedido para que os votos dos jurados fossem auditados.

Fotos: Toninho Vieira – Assessoria Prefeitura de Lages

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *