Geral

A vez dos vices na eleição de 2024

EM ALGUMAS CIDADES DA AMURES JÁ ESTÁ BATIDO O MARTELO: O CANDIDATO PARA SUCEDER O ATUAL PREFEITO É O VICE

Enquanto na maior cidade da Serra Catarinense o vice-prefeito já é titular, pelo menos de forma interina, outros vices da Amures miram o cargo na eleição do ano que vem. Não está definido em Lages, por exemplo, se Juliano Polese concorrerá à sucessão de Ceron ou dele mesmo. Mas há tendência forte nesse sentido, apesar de um cenário de desgaste sem precedentes. Em outros municípios, onde os prefeitos estão em segundo mandato, encaminha-se para que os vices disputem. Eis alguns exemplos:

A própria prefeita Fernanda Córdova (PL) nos confirmou que o vice, Sandro Masselai (PP) só não é nome a ser apoiado por ela na eleição do ano que vem, se ele não quiser. Fernanda faz uma das melhores gestões em municípios da Serra.

Em Cerro Negro o nome do candidato à sucessão de Ademilson Conrado (PP) é Adelar Moraes, o Lai (Cidadania). Lai é vice nos dois mandatos e tende a encarar o desafio de disputar em 2024

No meio deles aparece o Cachopa, nome do MDB à eleição de Anita Garibaldi. Mas o prefeito João Cidinei da Silva já escalou o vice, Toni Schoenardie (esquerda) como candidato natural a sucedê-lo pelo Partido Liberal

CENÁRIO AINDA

NÃO ESTÁ CLARO

Se nos casos acima já é certo que os prefeitos atuais tendem a apoiar os vices, há casos de alguns que estão em segundo mandato que não decidiram se escalam o vice, recolhem-se de apoiar nome ou lançam outra opção. Nessa situação temos:

Giovani Nunes – São Joaquim: Sua vice é Ana Mello (PP). Mas o prefeito em segundo mandato ainda não sinalizou o projeto de 2024.

Tito Freitas – Capão Alto: O prefeito progressista ainda não deixou claro que apoiará Zezo Pires (MDB) ou se insistirá em um nome do PP.

Evandro Frigo – Urupema: Há uma tendência muito forte do atual prefeito de Urupema escalar a vice, Cristiane Pagani para concorrer a função. Mas não há declaração ainda sobre isso.

ELES DE NOVO NA DISPUTA

A maior parte dos prefeitos da Amures ocupa a função em primeiro mandato e devem ir à reeleição. A lista é a seguinte:

Campo Belo do Sul – Claudiane Pucci (PP)

Bom Jardim da Serra – Pedro Ostetto (PSD)

Otacílio Costa – Fabiano Baldessar (MDB)

Correia Pinto – Edilson Germiniani (PSD)

Bocaina do Sul – João Eduardo (PSDB)

São José do Cerrito – Dirceu Silva (PL)

Bom Retiro – Albino Padilha (MDB)

Painel – Marquinho Cavalheiro (PL)

Ponte Alta – Edson Wolinger (REP)

Rio Rufino – Erlon Tancredo (PSD)

Urubici – Mariza Costa (PP)

Baldessar (esse da direita) é um dos dois prefeitos eleitos pelo MDB na eleição passada. O partido inclusive tem o desafio de tentar ampliar o número de conquistas na Serra, inclusive em Lages

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *