Geral

Acil: Um pacote de melhorias na BR-282

Quem passava por Lages há 15 anos não fazia ideia que seria possível duplicar o trecho da BR-282 e ainda implantar vias marginais. Houve quem pensou, outros articularam, veio o projeto bancado pela Prefeitura de Lages e a obra está aí faz algum tempo. Nessa premissa de que, para se tornar realidade, é preciso gestionar e articular, uma série de melhorias foi sugerida durante reunião articulada pela deputada Carmen Zanotto e empresários da Acil e Fórum das Entidades. Presentes prefeitos cujos municípios são cortados pela rodovia, com supervisor local (Enio Spieker) e superintendente estadual (Ronaldo Carioni) do DNIT.

Representantes de moradores, Tita (esquerda), Anderson de Souza (ao lado de Polese), da comissão de infraestrutura da Acil que apresentou algumas das pautas debatidas e os demais participantes da reunião

PACOTE DE MELHORIAS

A prioridade nas melhorias propostas é a implantação de terceiras faixas de tráfego ao longo do trecho desde Vargem até Palhoça. A providência daria maior segurança para o tráfego reduzindo riscos de colisões. Além disso, foram especificados outros itens do pacote de providências que se buscará recursos e inclusão no orçamento. Melhoria e/ou implantação de trevos como de acesso a Petrolândia, Rio Rufino, Bom Retiro, Salto Caveiras e Vargem.

OUTRAS MELHORIAS

Prefeita Milena Lopes, por exemplo, colocou na pauta além da readequação do trevo de Vargem, a implantação de redutores de velocidade no trecho urbano. Prefeito Luiz Schmuller encaminhou para Bocaina a questão de passarela de pedestre, vias marginais e redutor de velocidade. “Enquanto a lombada funcionava – no km 180 – poupou muitas vidas. A ausência agora nos preocupa”, pondera.

Prefeita Milena Lopes apresentou demandas para reforçar a segurança na travessia da BR-282 por Vargem. Na localidade de Gramados a situação é bastante preocupante

CERRITO E BOM RETIRO

Prefeito Arno Marian do Cerrito e Vilmar Neckel de Bom Retiro também pediram. Marian quer passarela de pedestres inclusive em distritos como Salto dos Marianos e melhoria em um dos acessos ao cerrito. No caso de Neckel, a demanda mais urgente é a passarela de pedestres que foi ‘carregada’ por uma caçamba no km 128. “Somos o único município cortado pela BR-282 que não tem trevo”, disse.

PARA LAGES

Prefeito Ceron pediu celeridade na liberação do emissário de esgoto desde o bairro Vila Mariza até o Ponte Grande. “Precisamos de volume de trabalho para pleitear a renovação do contrato com a Caixa. E essa autorização é urgente”, disse Ceron. Para Lages foram solicitados obras de ampliação das vias marginais em direção ao bairro São Paulo e ainda no trecho entre o Aeroporto e o acesso a São Joaquim.

Ceron despachando a questão do emissário de esgoto entre o Vila Mariza e a Ponte Grande que precisa passar pela BR-282

SOBRE AS PASSARELAS

Também se registrou busca de maior celeridade nas obras de implantação das passarelas de pedestres que recebeu uma resposta técnica do DNIT, visto que tais providências dependem de Brasília e não de Santa Catarina. Readequação em trevos urbanos de Lages e até um viaduto para acessar a SC-114 (em direção a São Joaquim e Otacílio Costa), tudo constou do pacote de providências que começam a tramitar.

Deputada Carmen com o mapa das terceiras faixas implantadas e que se pretende implantar na BR-282 durante a reunião articulada também pela Acil, através do presidente Sadi Montemezzo, no registro com o prefeito Ceron e o superintendente do DNIT, engenheiro Ronaldo Carioni

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *