Geral

Ala do HTR: 14.08 é a data, deputado Marcius

NOVA ALA SÓ FUNCIONARÁ APÓS CONTRATAÇÕES

Parlamentar dispara conteúdo de que estaria indagando ao Governo do Estado uma data para a abertura da nova ala do Hospital Tereza Ramos. Porém, essa data já existe: 14 de agosto. O que há é aceleramento para tentar disponibilizar a estrutura antes. Mas há uma impossibilidade nesse caminho que até Marcius Machado deve saber: não tem como abrir a ala se não tem profissional para atuar na estrutura.

DAÍ ENTÃO…

O Estado promove um processo seletivo. As inscrições terminaram na primeira semana de junho. Agora vem a etapa da seleção dos inscritos, incluindo 54 médicos, a maioria intensivista (atuarão na UTI). Logo, o bom senso orienta entender que não tem como abrir uma ala hospitalar e deixá-la aberta, mas sem funcionamento pela falta de médicos e outros profissionais.

20 DE MAIO

Deputado Marcius aponta que havia sido agendada uma data: 20 de maio para abrir a nova ala. Porém, essa data saiu de uma conversa informal no dia 5 de maio, quando vereadores foram visitar a nova ala e publicaram que seria possível que a ala abrisse duas semanas depois. Naturalmente que a data foi precipitada porque não haveria como abrir a estrutura sem pessoal para atuar.

LADO BOM

Dessa demora, desse atraso, dessa angústia de espera, há apenas um lado bom: Graças a Deus, pacientes lageanos e serranos não estão precisando de leitos de UTI para tratamento por causa da Covid-19. Daqueles 19 leitos de UTI para atender aos doentes diagnosticados com o vírus existentes no Tereza Ramos, apenas um leito foi utilizado até agora. A situação, portanto, está sob controle. Claro que quanto antes a ala ficar pronta, melhor.

ASSIM

Como Marcius não é de ladainha, ele desconhece que é preciso médicos para nova ala, a serem contratados no processo seletivo, para daí entrar em funcionamento. Uma visita dele à estrutura o deixará mais sintonizado. Mas a cobrança é válida. Até porque, da data do governador Moisés – de 14 de agosto –  não pode passar. Faltam menos de dois meses, portanto.

Marcius faz  pedido pertinente que é para visitar a nova ala. Isso seria salutar até para o deputado perceber a necessidade de profissionais para operar a estrutura quando a mesma entrar em funcionamento. E conhecendo o local e a realidade, o fará manter essa postura de fiscalização e cobrança, que é sempre pertinente

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *