Geral

Alesc: A disputa mais acirrada de Lages

CIDADE PODE EMPLACAR ATÉ TRÊS CANDIDATOS A ESTADUAL. MAS TAMBÉM CORRE O RISCO DE ELEGER UM OU ATÉ NENHUM

Essa é a realidade no cenário da eleição mais disputada em Lages. Trata-se daquela para eleger Deputado Estadual. Devido ao congestionamento de nomes, somente aqueles que conquistarem votos fora das fronteiras de Lages para se somarem aos obtidos por aqui, têm reais chances de êxito nas urnas. No contexto a relação de nome dos candidatos nascidos em Lages:

Ele já é deputado, tenta a reeleição e aparece como aquele com maior viabilidade para Lages conquistar vaga na Alesc: Marcius Machado. Por sinal, de nascimento, ele é gaúcho de Santa Maria, mas lageano desde os primeiros passos na vida.

Apesar de enfrentar a ciumeira dentro da própria coligação, com emedebistas tentando desgastar-lhe nessa reta final de campanha, Lucas Neves, por causa dos mais de 18 mil votos conquistados em 2018, somando-se a isso o espólio eleitoral da disputa a prefeito em 2020, é o segundo com maior viabilidade na disputa neste domingo (pelo menos entendemos assim)

Samuel Ramos, pedindo votos para ele e Gean Loureiro, apostou também na dobradinha com Carmen Zanotto. Ele acredita que a legenda do União Brasil pode o ajudar a ser uma das surpresas na eleição deste ano para chegar ou ficar muito perto de uma vaga

MAIS CANDIDATURAS DE LAGES

Katsumi Yamagushi – PP

Cláudia Bratti – PT

Jonata Mendes que disputa pelo PTB

Sergio Godinho – DC

Paulo Oberziner – Avante

Embora seja vereador em Urupema, de onde articulou sua candidatura, Willian Andrade busca uma vaga a Estadual e é lageano

NASCIDOS EM OUTROS PAGOS

Além de Marcius que na certidão de nascimento consta Santa Maria/RS, o candidato do PSD a Estadual, Gerson dos Santos é seu conterrâneo de Estado, sendo natural de Farroupilha/RS.

Mas Gerson tem um vida de atuação em Lages que o referencia a fazer um bom trabalho se obtiver êxito nas urnas. Tem um eleitor referência, Raimundo Colombo

Também é nascida em território gaúcho a candidata a Estadual pelo PSB, Dani Carneiro. A filha do Senador Dirceu Carneiro é natural de Porto Alegre. Mas Lages deve muito à família Carneiro, pela contribuição em projetos e ações tanto por parte de Dirceu quanto de dona Terezinha.

Juarez Matos tem residência em Lages faz muito tempo (é meu vizinho) para onde transferiu o título de eleitor para ser o candidato do MDB na cidade e na Serra. Ele tem raízes em Anita Garibaldi, onde inclusive já foi vereador. É nascido em Campos Novos, terra do atual deputado que não foi à reeleição, Romildo Titon e do vereador Pedroso (acima com Juarez)

POLACO É DESTES LADOS

Com o início da vida política em Otacílio Costa, Ozair Coelho, o Polaco, mudou-se de mala e cuia para Lages onde conquistou inclusive mandato de vereador. Ele é natural de Ponte Alta, mas com o projeto sobre autismo quer conquistar votos de todo o Estado.

CERRITENSE A ESTADUAL

Ele já foi vereador mais de uma vez em Lages e chegou ao cargo de prefeito após se eleger como vice de Elizeu Matos. Com a renúncia de Elizeu, coube a Toni Duarte, natural de São José do Cerrito, mas com toda a vida atuando em Lages, ser o prefeito da cidade. Toni disputa uma vaga a Estadual pelo PDT.

E ao relacionar aqueles que concorrem na busca de votos também de Lages, não pode ficar fora da lista Mário Motta. Ele deve obter votação significativa já que ‘almoçou’ por décadas com o público, apresentando o principal jornal de TV do Estado. Mas não só por isso. Há um conjunto de atributos no perfil de Mário Motta que nos leva a crer que ele será um dos mais votados a Estadual neste domingo.

Compartilhe

1 thought on “Alesc: A disputa mais acirrada de Lages”

  1. Marcius tem boas chances, segundo muitos entendidos. Dizem, que Lucas também. O Mário Motta se apresentou como representante da grande Florianópolis e de Lages. Então vamos considerar que a região pode ter 3 eleitos mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *