Geral

Alexia, a bugio fêmea salva pelo CAV

ANIMAL FOI ATROPELADO NA SC-114 E DEPOIS DE SALVA ESTÁ DE VOLTA À NATUREZA

A gente não faz ideia como é a realidade de outras estradas estaduais na Serra Catarinense, mas a SC-114 no trecho entre Lages e São Joaquim, passando por Painel, é uma verdadeira roleta russa para animais silvestres. Não passa um amanhecer sem que se encontre pelo menos meia dúzia de animais atropelados e mortos, jogados na margem da pista ou até mesmo no próprio asfalto. A rotina de corvos fazendo a coleta dos restos mortais dos animais é constante.

Este registro que já mostramos aqui na pauta é exemplo da morte de animais silvestres, como no caso do tamanduá que tombou após colidir com um veículo na chegada a São Joaquim

UMA EXCEÇÃO NAS MORTES

Grupo de Estudos de Animais Selvagens do CAV (campus Udesc Lages), devolveu à natureza a Alexia, uma bugio ruivo fêmea. Ela foi atropelada enquanto atravessava a SC-114, na região de São Joaquim, acompanhada do seu bando. O animal, da espécie Alouatta guariba, foi socorrido e entregue à Polícia Militar Ambiental, que o encaminhou para tratamento no Hospital de Clínica Veterinária da Udesc Lages. 

Alexia chegou ao hospital com ferimentos na face e uma radiografia demonstrou fratura do osso hioide, na região da garganta. A equipe também coletou sangue, mas hemograma e bioquímicos apresentaram resultados normais para a espécie. O teste sorológico também foi negativo para febre amarela.

Depois de cinco dias sendo medicada, Alexia voltou a se alimentar e ficar ativa. A equipe considerou que ela estava pronta pra voltar para casa o mais rápido possível e, então, ela foi solta no local próximo de onde foi resgatada, com a esperança de que encontre seu grupo novamente.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *