Geral

Bocaina do Sul: Prefeitura compra hospital

ENVIADO PROJETO À CÂMARA PARA DESAPROPRIAR PATRIMÔNIO PERTENCENTE À MITRA DIOCESANA ONDE FUNCIONAVA O HOSPITAL SÃO JOSÉ

A Rádio Clube FM antecipou ainda na quarta-feira, 01, o desdobramento de uma negociação que perdurava por alguns meses. Trata-se da articulação do prefeito João Eduardo Della Justina (Duduca) com gestores da Mitra Diocesana, para que a edificação abandonada e o terreno onde funcionava o hospital São José, em Bocaina do Sul, torne-se patrimônio do município. O prefeito Duduca já havia acenado esse encaminhamento, mas até pediu para não divulgar em meados de agosto sem que a negociação e o trâmite da mesma estivessem concluídos. “Agora está tudo certo. É só a Câmara autorizar e assinaremos os papéis”, comemora o prefeito de Bocaina.

TRÂMITE LEGISLATIVO

Para se encaminhar a negociação, foi protocolado ainda neste primeiro de setembro, o projeto de lei 021/21 oriundo do Executivo à Câmara de Vereadores de Bocaina do Sul. No documento, busca-se a autorização legislativa para a desapropriação do imóvel (terreno e edificação). No projeto não consta que a prefeitura irá reativar o hospital de imediato. “Será destinado a atender as necessidades dos bocainenses”, observa a justificativa do projeto.

SOBRE O HOSPITAL SÃO JOSÉ

O prédio foi construído na década de 1960. Os recursos para a obra vieram da Alemanha, através do Padre Theodoro Bauschult. O imóvel foi interditado pela Vigilância Sanitária do Estado em meados de 2014, devido a problemas estruturais, inclusive nas partes elétrica e hidráulica.

Quando funcionava o hospital chegou a ter capacidade para atender até 70 pacientes e se constituía referência em atendimento na área de psiquiatria na Serra Catarinense

Desde 2014, tenta-se a reativação, mas sem sucesso do hospital. O prefeito João Eduardo Della Justina (foto) encomendou uma análise jurídica sobre o tema para a equipe e, a partir disso, iniciou as tratativas para a aquisição, visto que a Mitra Diocesana não pretendia reativar o referido hospital.

Depois de concluído o trâmite legislativo (sessão de análise ocorre nesta quinta-feira, 02, e há crença de aprovação por unanimidade), será feito o encaminhamento de pagamento da desapropriação para integrar o imóvel ao patrimônio da Prefeitura de Bocaina do Sul.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *