Geral

Bolsonaro pede coragem a prefeitos

Dessas coisas raras na agenda de Ceron, o prefeito permanece em Brasília por três dias. Entre uma conversa e outra nos gabinetes parlamentares, ele participa da Marcha dos Prefeitos. Boa parte dos gestores municipais bate ponto nesse evento que se estende até amanhã, quinta-feira, 28. Na pauta uma tentativa conjunta de sensibilizar o governo federal para, ao repassar atribuições aos municípios, também inclua o aporte dos recursos para atender tais demandas.

EXEMPLO DISSO

Ainda ano passado o Presidente Bolsonaro colocou um bode na sala de cada prefeitura ao instituir o reajuste do piso nacional do magistério na ordem de 33,23%. Inconteste o direito dos profissionais de ensino e a referida valorização. Mas o problema reside no fato de que boa parte das prefeituras não tem de onde retirar dinheiro para suportar o impacto. Tanto que prefeituras como Lages, por exemplo, ainda não concedeu o reajuste do piso (especialmente a ACT já que efetivos têm política salarial própria) e a alternativa tem sido se agarrar no argumento de que essa reposição proposta por Bolsonaro se baseia numa lei que foi superada por norma nova do ano passado.

Na mensagem aos prefeitos o Presidente Bolsonaro pediu “sabedoria, força para resistir e coragem para decidir”

Nem todos os prefeitos da Serra Catarinense foram à Brasília. Mas pela importância do tema em debate a Amures colocou o Secretário Executivo, Walter Manfrói, no evento para traduzir depois para todos os gestores os encaminhamentos que interessam aos municípios

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *