Geral

BR-116: Uma travessia de encher os olhos

TRECHO QUE CORTA ÁREA URBANA DE LAGES MESCLARÁ MOBILIDADE, MODERNIDADE E SEGURANÇA A PARTIR DA DUPLICAÇÃO

Provocada a partir de requerimento do vereador Enio Quintino (PSD), a audiência sobre ’em que pé está o projeto de duplicação da BR-116′ não apresentou novidades. Apenas reforçou aquilo que os gestores da empresa Arteris (concessionária da rodovia) vem fazendo para tentar tornar as obras realidade. No começo do ano a previsão era de projeto pronto e aprovado na metade deste ano. Mas essa empreitada deve legar mais algum tempo. Mas o projeto em si já está protocolado na ANTT.

COMO FUNCIONA?

Como é rodovia concedida, a empresa elabora o projeto, apresenta à ANTT, faz algumas adequações se a Agência julgar pertinente e depois disso executa a obra. Já se divulgou cronograma de conclusão das obras em 2024. Mas é uma hipótese pouco provável de acontecer. Engenhario Antônio Cesar Ribas Sass, diretor de operações da Arteris Planalto Sul destacou o projeto elaborado, mas observou que agora falta definir a questão do investimento financeiro.

Salvo melhor interpretação, o prospecto acima da maquete eletrônica é do acesso à Avenida Papa João XXIII para quem chega do Sul, com o trevo ilustrado se constituindo aquele da Batistella

Uma das intervenções mais interessantes na obra da duplicação é o cruzamento da BR-116 com a BR-282. A segunda rodovia, como se observa, passará por baixo da BR-116 duplicada. Na maquete eletrônica acima à direita segue em direção ao bairro Coral e à esquerda é o caminho para o Cerrito

COMO ESTÃO OS ENCAMINHAMENTOS?

Pelo que fora informado, durante a explanação na Câmara de Vereadores, além do Projeto Executivo já estar pronto e protocolado na ANTT, as licenças ambientais estão “em desenvolvimento”.

Fotos Alex Branco – Câmara de Vereadores de Lages

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *