Geral

BR-282: Como está Lages a Fpolis?

A RECOMENDAÇÃO É PARA EVITAR PERCORRER O TRECHO. MAS HÁ DESVIOS QUE PERMITEM CHEGAR À CAPITAL

Temos evitado informar sobre as condições da principal rodovia que liga o interior de Santa Catarina à Grande Florianópolis por causa das mudanças constantes da realidade. A recomendação oficial da PRF é no sentido de orientar o usuário da BR-282 para evitar o trecho no município de Santo Amaro da Imperatriz. A razão decorre de novas pequenas quedas de barreiras na rodovia e, principalmente, pela condição do pavimento avariado pela chuva intensa, constante e presente na região.

ENTRETANTO

Àqueles usuários que convivem com uma necessidade urgente, há alternativas para acessar e, principalmente, sair de Florianópolis em direção ao interior. Mas é preciso ter paciência e contar até com a sorte, visto que a prioridade é para as obras de recuperação dos pontos avariados. Nesta segunda-feira, por exemplo, utilizando desvios em Santo Amaro, estava sendo possível vencer as dificuldades e fazer o trecho Florianópolis a Lages. Com a volta da chuva naquela região, a tendência é de outros transtornos decorrentes da realidade posta.

Esse registro é na curva de chegada (para quem vai de Lages) no Posto Serra Mar. À direita é a saída para São Bonifácio. À esquerda é a BR-282 com água no pavimento, árvores e terra na pista de rolamento. Essa situação já foi resolvida, mas o solo encharcado mantém o risco…

Mesmo em locais onde o trânsito foi restabelecido, pequenas quedas de barreira – e de árvores – colocam em risco a segurança de usuários. Daí a recomendação para evitar o trecho…

Nesse registro da semana passada se verifica que nem o gabião (essa taipa de pedra) conseguiu evitar a vinda da encosta para a rodovia devido ao excesso de chuva

E essa lama sobre o asfalto é outro fator dificultoso para regularizar a passagem de veículos porque, além da limpeza, é preciso que se assegure de que não haverá mais queda de barreira no local.

LOGO

A recomendação para não se utilizar o trecho não se constitui mera especulação. É uma realidade diante da condição da infraestrutura na chegada a Santo Amaro da Imperatriz, nos trechos logo após Rancho Queimado.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *