Geral

BR-282: Lages a Floripa com 110 km/h?

Inspetor Hass, que comanda a PRF na Serra Catarinense, realizou com a equipe, um estudo prático. Foram anotados – sem emissão de multa – a média de velocidade em pontos distintos da BR-282 nesse trecho em direção a Florianópolis e a partir de Lages. Levantamento foi apresentado na reunião ampliada na Acil, numa iniciativa da deputada Carmen Zanotto. Ideia foi entender a possibilidade de ampliar o limite de velocidade no trecho da rodovia federal.

MÉDIA SUPERIOR A 100 KM/H

De acordo com o levantamento apresentado pelo Inspetor Hass e pelo Inspetor Magno, presentes na reunião, a média dos veículos de passeio oscila entre 110 km/h e 119 km/h. “Claro que há aqueles que abusam a 130, 140 ou até 150 km/h. Mas no normal a média é aquela na linha dos 110 km/h”, confirmou Hass. Ele lembrou que os veículos pesados trafegam numa média de 80 a 89 km/h.

POR CAUSA DISSO

Os Inspetores da PRF opinaram no sentido de se alterar o limite de velocidade para 100 km/h ou até 110 km/h dentro da segurança de tráfego para o trecho. A palavra hipocrisia foi utilizada para destacar a descrença que os motoristas de veículos leves trafeguem dentro do limite de 80 km/h. “E isso acaba incentivando a não se respeitar trechos onde há placas a 60 km/h, por exemplo”, opinou Hass.

PROVIDÊNCIA

O Superintendente do DNIT, engenheiro Ronaldo Carioni, foi ouvido sobre o tema e se concluiu que a alteração no limite de velocidade depende de uma deliberação administrativa da autarquia em âmbito de Brasília. “Vamos ver onde está a solução, argumentar e conseguir essa alteração”, apontou a deputada Carmen Zanotto.

Engenheiros Enio e Carioni (ambos do DNIT) com a deputada Carmen e os Inspetores Hass e Magno da PRF discutindo, entre outros assuntos, a questão do aumento do limite de velocidade na BR-282

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *