Geral

BR-282 melhor: Carmem lidera cruzada

Deputada Carmen Zanotto (Cidadania), a partir do incentivo e pedido do setor produtivo da Serra Catarinense, intensifica o diálogo buscando melhorias para essa interligação entre Lages e Florianópolis, via BR-282. Dirigentes de entidades (Acil, CDL, Fórum das Entidades, entendem, com razão, que a melhor solução seria a concessão do trecho. O volume de tráfego aumentou e há pontos com gargalos que precisariam de maior investimentos.

ENQUANTO NÃO VEM CONCESSÃO

Já que a concessão é uma política de governo (Federal) e que depende de um conjunto de fatores, a partir da sugestão e pedido dos dirigentes de entidades de Lages e da Serra, a deputada Carmen Zanotto tem buscado alternativas. Nesta segunda-feira, 29, esteve com gestores estaduais do DNIT em Florianópolis. Com o Superintendente, engenheiro Ronaldo Carioni e o adjunto da autarquia Nevio Carvalho, pediu terceiras faixas em pontos de maior gargalo  do trecho Lages a Palhoça da BR-282.

MAIS DEMANDAS

“Sabemos da necessidade de termos uma rodovia sinalizada e estruturada e vamos trabalhar para que neste primeiro momento tenhamos as terceiras faixas, também solicitamos mais agilidade para a construção as passarelas”, afirma Carmen Zanotto após a conversa com os gestores do DNIT que contou com a participação de representantes da PRF e da Acil.

Deputada Carmen com o engenheiro Ronaldo Carioni e representantes da Acil e PRF discutindo ações para melhorar as condições de tráfego na ligação Lages à Capital da BR-282

TRECHOS MAIS CRÍTICOS

BR-282 tem dois trechos mais críticos devido ao intenso tráfego. Um deles é curto, entre a área urbana de Lages e o trevo de Índios, no entroncamento com a SC-114. É considerado a parte de rodovia na Serra de maior movimento por causa da interligação com a BR-470 e a sequência para Florianópolis. O outro trecho é mais longo e ainda mais complicado em termos de movimento. Trata-se da ligação a partir de Alfredo Wagner em direção à Palhoça. O trecho que passa por Rancho Queimado pega o movimento do Alto Vale, oriundo de Rio do Sul e Ituporanga e o traçado é demasiado sinuoso.

Esse trecho a partir do trevo em direção à Lages tem o maior movimento de veículos leves e pesados em termos de rodovias na Serra

AGENDA DE AGOSTO

Foi programado para dia 19 de agosto pela manhã em Lages uma reunião ampliada com gestores do DNIT, dirigentes de entidade e a deputada Carmen Zanotto. Na pauta dados e encaminhamentos para tentar dar soluções às demandas relacionadas à BR-282.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *