Geral

BR-282 nos pedidos ao Ministro

FIESC ENTREGOU DOCUMENTO FOCANDO INVESTIMENTOS TAMBÉM NA RODOVIA QUE PASSA POR LAGES EM DIREÇÃO AO LITORAL

Se a representatividade política para defender bandeiras em âmbito federal como melhorias na BR-282 no trecho entre Serra Catarinense e Litoral é bastante discreta (para não dizer ausente), o setor produtivo bate na mesa até por uma necessidade para escoamento da produção. Nesse sentido, na agenda de dois dias do Ministro Renan Filho no Estado, a Fiesc apresentou e reforçou as demandas. A BR-282 está no mapa para receber investimentos.

Ministro Renan Filho com a vice governadora Marilesa e a deputada federal Ana Paula Lima durante agenda do contorno viário de Florianópolis

TERCEIRAS FAIXAS

Uma necessidade urgente se constitui a implantação de terceiras faixas. No chamado plano a curto prazo, foi solicitado pela Fiesc que o Ministério dos Transportes garanta a execução da LOA 2023. Trata-se da Lei Orçamentária Anual que para as terceiras faixas, no trecho inicial a partir de Palhoça, tem previsão de R$ 69.700.000,00 para a construção das mesmas.

MAIS TERCEIRAS FAIXAS

A Fiesc apresentou solicitação de previsão de recursos no orçamento do ano que vem para várias frentes de investimentos em infraestrutura. Um dos itens é a continuidade da adequação de capacidade e terceiras faixas de maneira sequencial em direção a Águas Mornas e Alfredo Wagner (onde o trânsito tem sido mais complicado na BR-282).

Superintendente do DNIT/SC, engenheiro Alysson Andrade com o ministro Renan Filho e o deputado Peixer em vistoria às obras na BR-280

DUPLICAÇÃO PARA O OESTE

Projeto de adequação da capacidade e duplicação BR-282 (SC) no trecho entre Lages e São Miguel do Oeste (só o projeto) no valor de R$ 32 milhões. É que consta de prospectado para o novo PAC, com investimentos pretendidos a médio prazo.

ESTRADA DE SÃO JOAQUIM

Também está no mapa de investimentos do Ministério dos Transportes e a Fiesc reforça pedido e atenção, o término do projeto de federalização da rodovia BR-438 (desde Bom Retiro, passando por Urubici e São Joaquim até chegar à divisa com o RS). Trata-se da realização de EVTEA da rodovia Caminho das Neves.

Os recursos perspectivados vão além daqueles previstos para manutenção e conservação da rodovia que corta o Estado de SC

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *