Geral

Carmen ainda se ressente da derrota

DEPUTADA RECLAMA DO TRATAMENTO RECEBIDO NA DISPUTA EM LAGES

“Disputei o pleito com seis candidatos homens na minha cidade. Eu sei o que dezenas e dezenas de mulheres vivenciaram nestas eleições. Eu tenho certeza que alguns fatos não teriam ocorrido se eu fosse um concorrente homem”.

Desabafo acima é da deputada Carmen Zanotto ao abordar a questão da violência política contra a mulher. Foi durante a orientação de voto da bancada do Cidadania ao Projeto de Lei 349/15.

MENOS, DEPUTADA

Na verdade a disputa não foi contra seis candidatos homens. Foram cinco aqueles contra os quais Carmen concorreu (Ceron, Lucas, Ed, Airton e Claimon).

DUPLO ATAQUE

Carmen Zanotto aprendeu nesta eleição que a campanha eleitoral não respeita limites ou parâmetros. O jogo da conquista ao eleitor é um literal vale tudo. A parlamentar se ressente muito por causa do duplo ataque dos concorrentes Lucas e Ceron que propagaram que ela havia votado contra o auxílio emergencial.

PORÉM

O posicionamento de Carmen pode até levar a um entendimento nesse sentido, mas não é verdadeiro. Jamais ela seria contra ao referido auxílio. Mas até explicar isso o estrago já estava feito e lá se foram alguns votos sendo que, um quantitativo mínimo de 30, seria suficiente para Carmen vencer a eleição. Talvez numa campanha futura ela mais atenta a esse tipo de artimanha.

A PROPÓSITO

Sobre o conteúdo que lhe acusava de ter votado contra o auxílio emergencial – em desacordo com a realidade – Carmen Zanotto garantiu que processaria criminalmente Lucas Neves e Antônio Ceron. Como num depois de amanhã desses um ou outro pode estar num mesmo projeto, não faço ideia se a parlamentar levou adiante a ideia.

Carmen ainda não exteriorizou gesto se os ataques desleais que sofrera na campanha de Ceron e Lucas (na foto) são águas e mágoas passadas ou não

Compartilhe

2 comentários para: “Carmen ainda se ressente da derrota”

  1. E ela continua ajudando os que derrubaram nas eleições. Manda mais emendas é o que os cara de pau querem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *